Fórum debate inserção profissional do tecnólogo em Radiologia


A inserção profissional do tecnólogo em Radiologia foi o tema do Fórum Catarinense de Tecnologia em Radiologia, realizado na segunda (15), no Câmpus Florianópolis. O evento foi organizado por professores e estudantes do curso superior de tecnologia em Radiologia do câmpus.

Essa foi a primeira edição do fórum, que reuniu estudantes, professores, empresários e trabalhadores da área de radiologia no auditório do Câmpus Florianópolis. Na primeira parte, o coordenador do curso superior de tecnologia (CST) em Radiologia, Matheus Brum Marques Bianchi Savi, falou sobre as diferenças de atribuições do técnico e do tecnólogo da área e a legislação relativa às duas profissões.

Um dos principais pontos de discussão foi sobre a regulamentação da profissão de tecnólogo em Radiologia, cujo projeto de lei, de número 3.661, tramita na Câmara Federal desde 2012. Convidados para o evento, o deputado federal Jorginho Mello (PR-SC) e o representante da deputada federal Carmen Zanotto (PPS-SC) – que não pôde estar presente -, relatora do projeto, afirmaram que estão à disposição para ajudar no andamento do projeto.

A falta de regulamentação da profissão de tecnólogo em Radiologia, enquanto a de técnico está regulamentada pela Lei 7.394/85, dificulta a compreensão sobre o que esse profissional pode fazer. “Na prática, eles [técnicos e tecnólogos] são considerados iguais na maioria dos lugares. A cultura do curso superior de tecnologia ainda é nova no país. Ela precisa ser divulgada e ampliada para a população”, disse o professor Matheus Savi, formado no CST em Radiologia do Câmpus Florianópolis em 2005. Matheus apresentou, em sua palestra, as principais diferenças entre as duas formações, conforme os catálogos de cursos técnicos e de cursos superiores de tecnologia do Ministério da Educação.

Entre essas diferenças, estão a maior carga horária (2.400 horas, contra 1.200 horas) do curso superior, que também necessita de mais laboratórios (dois gerais e sete específicos, contra dois gerais e dois específicos do curso técnico) e, consequentemente, tem maior aprofundamento em áreas específicas da Radiologia. O curso superior dá, ainda, maior conhecimento em gestão ao estudante formado, pois tem disciplinas sobre o tema.

Atualização e capacitação

Na segunda parte do Fórum Catarinense de Tecnologia em Radiologia, houve debate com profissionais da área sobre a inserção do profissional no mercado de trabalho. O médico Ernani Lange de São Thiago apresentou um panorama da oferta de serviços de radiologia em Santa Catarina e falou sobre o perfil desejável para o tecnólogo. “Ele não é um apertador de botão e não pode ser”, disse. Ernani avalia que o tecnólogo deve ser um profissional com capacidade de compreender a situação do paciente por completo e que lê muito. “Quem está na área da saúde tem que ler todo o dia. Não apenas coisas específicas da saúde, mas precisa ter cultura geral para poder avaliar a situação do paciente.”

O professor e consultor Ruy Neri Robalos da Rosa Júnior, do Grupo Uniasselvi, avalia que o tecnólogo é uma “pessoa ampla”, que tem conhecimento sobre as diversas áreas da radiologia. Ele destacou a importância de o profissional buscar atualização constantemente, assim como Alyson Marcos, que possui tanto a formação técnica como a tecnológica em Radiologia no IFSC e trabalha como técnico em radiologia no Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina. “Temos que estar sempre correndo atrás de atualização para não ficar na inércia. O conhecimento ajuda na tomada de decisão em uma situação diferenciada”, destacou Alyson no debate.

Participantes evento, as estudantes Ana Clara Soares e Mariana Costa, da quinta fase do CST em Radiologia do IFSC, gostaram dos debates e afirmam que a falta de regulamentação da profissão preocupa. “Tem que ter essa regulamentação, principalmente para atuação no setor público”, comenta Mariana.

Por Felipe Silva | Jornalista IFSC

AddThis Social Bookmark Button
   
Estude no IFSC - Vagas abertas - Clique aqui
 

Observatório de egressos

PRONATEC

Carta de serviços ao cidadãoAcesso à informação
Ouvidoria
Desenvolvido em Joomla!