Estudante do Câmpus Joinville participa de intercâmbio em Portugal

 

Passaporte, visto e passagem: ok. Mala: em andamento. Expectativa: nível máximo. Na próxima segunda-feira (9), Matheus Soppa Geremias embarca para um intercâmbio de três meses em Portugal. O aluno do sexto módulo do curso técnico integrado em Mecânica do Câmpus Joinville é um dos 17 selecionados da 12ª edição do Programa de Intercâmbio Internacional para Estudantes do IFSC (Propicie).

Matheus vai fazer parte de um grupo de pesquisa sobre Motricidade e Atividade Humana, no Instituto Politécnico do Porto (IPP). "O projeto tem estudantes de várias áreas. Eu espero desenvolver algo relacionado com o meu curso e colocar em prática o conhecimento de mecânica que aprendi em sala de aula", comenta.


Participar de um intercâmbio fora do país é um sonho que Matheus tem desde o oitavo ano do Ensino Fundamental, mas que não esperava realizar ainda no Ensino Médio, aos 17 anos. "Quando entrei no IFSC fiquei sabendo do Propicie, mas acabei esquecendo. Neste ano, quando li a matéria sobre a Manu (aluna Emanuela de Moraes, que fez intercâmbio no segundo semestre do ano passado), estava no período de inscrições e fiz logo a minha", conta, que também recebeu incentivo do colega de olimpíadas, Ricardo Gonçalves Marques Junior, que participou do Propicie no primeiro semestre de 2016.


Para Matheus, o intercâmbio de três meses vai ser um teste, já que também pretende fazer faculdade fora. O objetivo é o curso superior de Mecatrônica. "Sempre gostei de tecnologia e robótica. É uma área legal para investir", comenta o estudante, que pretende fazer contatos para viabilizar o sonho em Portugal mesmo. "São diferencias importantes para a vida pessoal e para o currículo", enfatiza.


O mais difícil vai ser controlar a ansiedade, a tensão e a saudade da família. Será a primeira vez que ele vai passar o Natal, o Ano Novo e o aniversário longe dos pais e do irmão Cauã, de dez anos. "Vai ser uma terapia de choque, mas sei que vou aprender a lidar com isso, porque a experiência vai ser ótima. Vou viajar - que adoro, fazer novos amigos, conhecer os lugares que aprendi nas aulas de história e voltar para contar pro professor Anderson (de História) que é tudo verdade", planeja.


O que vai facilitar a vida de Matheus no Instituto Politécnico é a sua experiência em pesquisa. Ele participou do projeto de pesquisa sobre Economia Solidária orientado pelo professor Sérgio Cerutti, de Sociologia. O projeto ficou em primeiro lugar na modalidade apresentação oral da categoria Formas de comunicar, discursos, movimentos culturais e mediação educacional, no Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC (Sepei), realizado no começo de setembro, no Câmpus Itajaí.


"Quando entrei no IFSC, descobri que tinha pesquisa, extensão e intercâmbio e decidi que ia participar de tudo que pudesse. Quando voltar, quero fazer um projeto de extensão", conta. "Seria muito legal se todos os alunos aproveitassem as oportunidades que o IFSC tem. As experiências fora de sala ensinam muito. E também são uma forma da gente exercer cidadania", ressalta Matheus, que retorna no dia 31 de janeiro.


Por Liane Dani | Jornalista IFSC

 

AddThis Social Bookmark Button
   
Estude no IFSC - Vagas abertas - Clique aqui
 
 Cadastro de interesse

Observatório de egressos

Carta de serviços ao cidadãoAcesso à informação
Ouvidoria
Desenvolvido em Joomla!