Alunos de diversos câmpus discutem sobre mobilização estudantil


Um evento para os alunos e sobre os estudantes. Assim foi o encontro realizado nesta terça-feira (18) no auditório da Reitoria do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Cerca de 100 estudantes de quase todos os câmpus participaram representando os cerca de 30 mil alunos do Instituto. As discussões focaram na representação e mobilização estudantil.


O IFSC arcou com as despesas de transporte e alimentação dos alunos e os próprios estudantes é que definiram a programação. Um dos organizadores do encontro foi o presidente do Centro Acadêmico do curso de Hotelaria do Câmpus Florianópolis-Continente, Alexandre Marques Rocha, que também representa os estudantes no Comitê Gestor de Assistência Estudantil. Para ele, a mobilização estudantil no IFSC está avançando, mas é preciso fortalecer ainda mais essa representação. “Queremos fazer uma proposta de diretório estadual para pensar nos estudantes do IFSC como um todo, pois hoje cada um pensa no seu curso ou no seu câmpus”, comenta.


Rocha destaca a importância dos estudantes estarem unidos e da discussão em prol de objetivos em comuns. “Podemos ter diferenças políticas, mas somos apartidários e o que importa é a qualidade do ensino, que os câmpus tenham uma boa infraestrutura, que a evasão escolar seja combatida. Cada um precisa trazer sua realidade para fortalecemos o IFSC como um todo”, enfatiza.


A abertura do evento teve a presença da reitora do IFSC, Maria Clara Kaschny Schneider, e dos pró-reitores de Ensino, Luiz Otávio Cabral, e de Extensão e Relações Externas, Maria Cláudia de Almeida Castro. A diretora de Assuntos Estudantis, Girlane Almeida Bondan, também esteve presente e apresentou a equipe da diretoria que trabalha diretamente com as demandas e as necessidades dos alunos.


O presidente do CA de Hotelaria deu dicas para formar um Centro Acadêmico a partir da experiência no curso de hotelaria. Entre elas: encontrar um grupo pequeno de pessoas interessadas, buscar referências para fazer uma proposta de estatuto e a como convocar assembleia e promover eleição.


Ainda de manhã, a reitora também fez uma fala sobre representação estudantil e respondeu a questionamentos dos estudantes, principalmente, em relação às ocupações dos câmpus que foram feitas no ano passado. “A instituição se movimento a partir da dinâmica dos alunos e sem a energia dos estudantes nós não temos sentido”, destacou Maria Clara.


A dirigente afirmou que ter representações estudantis, com toda a estrutura multicampi do IFSC, é um grande desafio necessário para fortalecer a instituição. “Nós somos fortes quando temos alunos fortes e quando estamos juntos, tudo melhora”.


Quem endossou o discurso reforçando a importância das entidades estudantis – como grêmios, centros acadêmicos e diretórios estudantis – foi a vice-presidente da União Catarinense dos Estudantes (UCE), Lúcia Dal Corso, que também participou do evento. “É preciso se organizar para mantermos nossa autonomia e não nos engessarmos na burocracia para lutar pelo que queremos e pelos direitos dos alunos”, destacou.


No período da tarde, os alunos assistiram a uma palestra sobre empresas juniores e participaram de um debate sobre mobilização estudantil com representantes da UCE e da União Nacional dos Estudantes (UNE).


Diversos câmpus do IFSC já possuem Centros Acadêmicos e grêmios que podem ser procurados pelos alunos para sugestões, críticas ou dúvidas. Para os estudantes que quiserem, os organizadores do encontro desta terça também disponiblizam um e-mail que centraliza o contato com as representações estudantis do IFSC: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

 

Por Marcela Lin | Jornalista IFSC

 

AddThis Social Bookmark Button
   
Estude no IFSC - Vagas abertas - Clique aqui
 
 Cadastro de interesse

Observatório de egressos

Carta de serviços ao cidadãoAcesso à informação
Ouvidoria
Desenvolvido em Joomla!