Conif

Data de Publicação: 15 jun 2018 08:57 Data de Atualização: 16 jun 2018 00:00

Olá!

Passei a semana em Foz do Iguaçu participando da reunião do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, o Conif. Foi muito bom participar da reunião organizada pelo IFPR, que nos recebeu em seu câmpus de Foz do Iguaçu, implantado em uma antiga associação dos funcionários de Itaipu! 

Nessa reunião, destaco a decisão de criar dois grupos de trabalho, de assuntos estudantis e de educação a distância, vinculados ao Fórum de Dirigentes de Ensino e à Câmara de Ensino do Conif, de modo a articular esses temas que são estratégicos para os institutos. Foram feitos também encaminhamentos relativos às câmaras e fóruns do Conif, como definição de pautas e reuniões. 
Tivemos apresentação de uma proposta do Instituto Federal do Pará de desenvolvimento colaborativo dos módulos dos sistemas de gestão. Esse trabalho em rede é fundamental, uma vez que otimiza nossa atuação e agiliza a implantação dos sistemas. Somos 15 institutos utilizando o mesmo sistema e, pela nossa identidade, temos características semelhantes, o que pode facilitar e otimizar o trabalho de todos.

Outro ponto discutido foi a educação a distância na matriz orçamentária. Debatemos sobre a situação dos centros de referência e também organizamos um grupo de trabalho do Conif para discutir a atuação desses centros.Temos muitos desafios na implantação e consolidação dessas estruturas e esperamos que essa discussão em rede nos ajude. O IFSC possui o Centro de Referência em Formação e Educação a Distância (Cerfead) que, desde 2014, atua na institucionalização da educação a distância e no fortalecimento da formação de formadores. 

Durante essa semana, fizemos uma visita técnica ao parque tecnológico de Itaipu e à usina. No parque, conhecemos o projeto e a integração com ações de pesquisa e educação. Vistamos o polo astronômico Casemiro Montenegro Filho, nome em homenagem ao pesquisador que implantou o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). Depois conhecemos a usina de Itaipu, com toda sua grandiosidade e tecnologia. Fomos recebidos por uma equipe muito qualificada que detalhou bastante a construção e o funcionamento dessa obra.

Outros assuntos:

- Ingresso 2018.2: Nesta segunda, abrimos as inscrições para nossos cursos técnicos e voltados à educação de jovens e adultos. São 1.937 vagas nas cidades de Araranguá, Caçador, Canoinhas, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Gaspar, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages, Palhoça, São Carlos, São Joaquim , São José, São Lourenço do Oeste, Tubarão e Xanxerê. Vejam as informações no nosso Portal, inscrevam-se e nos ajudem a divulgar!

Até a próxima semana!

 


Relato do Luiz Fernando | Intercambista do Propicie 13

BLOG DOS INTERCAMBISTAS Data de Publicação: 08 jun 2018 15:07 Data de Atualização: 08 jun 2018 15:35

O aluno Luiz Fernando, do curso técnico integrado em Mecatrônica, teve uma experiência fantástica em Portugal, ele está participando do projeto Visir no Instituto Politécnico do Porto – IPP, pena que os 3 meses passam tão rápidos, não é ? Mas o que mais importa é a experiência, que temos certeza que fará grande diferença na sua vida.

 

Vamos acompanhar?!

 

----------------------------------------------------------------

 

 

Quando descobri o PROPICIE, em 2017, vi que era realmente possível realizar um intercâmbio fora do país, pelo IFSC. Logo, fui fazer a minha inscrição para a 12º edição do programa!

 

Entretanto, a 12° edição serviu para mim apenas como experiência no que se refere ao processo de seleção, pois cheguei até a última etapa do processo, que foi a entrevista de proficiência inglesa, onde não obtive sucesso. Se eu estava nervoso? Um pouco, porém não foi isso que me impediu de expressar-me bem, a questão é que o meu inglês (speaking) realmente não estava bom/adequado para que eu fosse contemplado.

 

Mas isso não foi um problema, foi uma experiência. A 13° edição estava à minha espera, logo no próximo semestre (2017/2). Nesse intervalo que tive até o próximo período de inscrição iniciar, estudei inglês como nunca havia estudado, na verdade não estudei, pratiquei! Conversava nos intervalos com um colega americano estudante do IFSC, pedia auxílios para os profs. da língua, pedia aulas extras de conversação inglesa no meu curso particular, enfim, fui atrás de recursos para que, em alguns meses, eu estivesse preparado para a entrevista, pois eu estava confiante que alcançaria novamente a última etapa. Felizmente, a 13º edição do PROPICIE chegou e eu estava pronto para agarrá-la. Minha nota da entrevista foi de 2,0 para 7,0. Naquele momento, percebi que mesmo antes de realizar o intercâmbio, eu já havia aprendido muita coisa! Felicidade resumia tudo o que estava se passando. E ainda está.

 

Um ponto interessante desta história toda é que eu não havia falado nada pra minha mãe. Falei pra ela da 12° edição e percebi que no dia do resultado ela havia ficado mais triste do que eu. Portanto, da 13° edição eu falei pra ela só no dia do resultado! E aí, foi onde muita coisa iniciou. Ficamos todos muito felizes, mas já era hora de botar a mão na massa para que tudo desse certo e eu chegasse realmente em Porto – Portugal.

 

Eu já havia saído de Brasil, mas não da América do Sul, e muito menos sozinho! Este fator fez com que minha mãe se preocupasse com muitas coisas. Sobre o edital, por exemplo, ela quis saber de tudo (risos). Mas, além de tudo, ela sempre confiou em mim e sabia que eu era capaz de vivenciar de forma correta e aproveitadora essa incrível experiência, até porque ela sempre foi professora, e como professora e mãe ela tinha consciência da oportunidade que eu estava recebendo, algo de muita importância e que não é tão simples de realizar como bolsista, mas no IFSC, é possível!

 

Bom, como eu já havia tentado a 12° edição, muitas coisas ficaram mais simples para mim já nesta edição. Não tive tanta correria quanto aos documentos, por exemplo, na 13° edição eu já estava emancipado, já possuía passaporte, etc. Após o resultado, tive apenas que ir atrás das passagens, do seguro de saúde, da moradia em Portugal, etc. Tudo isso com o auxilio financeiro que o IFSC me concedeu, é claro.

 

Para finalizar, declaro que tudo isso valeu a pena. Cheguei em Porto no dia 11/03 e estou, no meu ritmo, aproveitando o máximo que esta experiência está me fornecendo. Já estou para embarcar de volta ao Brasil no dia 09/06, meu projeto já está se encerrando, pude cumprir com o meu compromisso. Aí se completam 3 meses. Minha sensação é que aproveitei bem, tudo é experiência, por isso é claro que houve erros e acertos, o bom disso é que ambos me ajudaram a crescer.

 

Volto para o Brasil com a mesma aparência, com o mesmo jeito. Mas, com uma visão, pensamento, um pouco diferente. Convivi com portugueses por todo o lugar, em casa convivi com um filipino, um tcheco, brasileiros e portugueses. A diversidade é linda!

 

Obrigado ASSINT, obrigado professores e colegas, obrigado família. Para estudantes interessados e que estão lendo este relato, o que eu tenho a dizer é que experimentem! Eu posso até contar como foi e está sendo, mas não tem comparação com a vivência em si, real, de estar aqui. Recomendo para todos os estudantes que respeitem os requisitos exigidos, participam!

 

Desculpas pelas longas palavras, mas é que tudo isso inspira, muito.

 

Abraços,

Luiz Fernando Anacleto.

 

 

 

 

Assessoria de Assuntos Estratégicos e Internacionais 

 

BLOG DOS INTERCAMBISTAS

Homenagem Alesc e Codir

Data de Publicação: 08 jun 2018 14:45 Data de Atualização: 08 jun 2018 15:13

Olá!

Nesta semana, recebemos uma homenagem muito especial! Na segunda-feira, a Assembleia Legislativa de Santa Catarina realizou uma sessão solene em homenagem aos 10 anos de criação do IFSC e do Instituto Federal Catarinense, o IFC. Participei da solenidade junto com o reitor substituto do IFC, Fernando José Garbuio. Tivemos a presença também de diretores dos câmpus e dirigentes das duas instituições, além de representantes dos alunos e da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc).

Foi muito bacana poder relembrar toda nossa história que se iniciou em 1909, a partir de decreto do então presidente Nilo Peçanha, criando 19 escolas de aprendizes e artífices. Em mais de um século, nossa instituição vem atuando fortemente na formação profissional, na inclusão e na transformação social.

Nos últimos 10 anos, nossa rede passou por um processo de transformação e expansão intenso e, no IFSC, chegamos aos nossos 22 câmpus atuais, o que nos faz estar presente em todas as regiões do estado. Somos quase 3 mil servidores atendendo 40 mil alunos aos quais dediquei a homenagem que recebemos, pois se somos o que somos hoje é por causa de vocês e de todos que passaram por aqui.

Ficamos muito felizes de observar a inclusão promovida pelos institutos, pois muitos dos alunos formados são de famílias que nunca tiveram acesso à educação técnica e superior. Durante o discurso que fiz na sessão, ressaltei a importância da parceria com as instituições e o poder público, como a Alesc, prefeituras, governo federal e parlamentares para o fortalecimento e expansão dos institutos federais.

Codir

Na segunda, tivemos mais uma reunião do nosso Colégio de Dirigentes, o Codir, que reúne os diretores-gerais dos nossos câmpus. Os pontos de pauta foram: planejamento de Tecnologia da Informação, apresentação dos resultados do mapeamento de competências, apresentação do relatório integral de autoavaliação 2015-2017, prestação de contas do IFSC Rede 2017 e do uso da fonte 250, que são os recursos arrecadados pelo IFSC, principalmente com inscrições. Outros assuntos foram alimentação estudantil, ingresso nos cursos técnicos concomitantes e PDI.

Destaco a participação da chefe do Departamento de Administração, Andressa, do Câmpus Ibirama do IFC. A servidora apresentou como foi a implementação da alimentação estudantil no câmpus, com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar.

A legislação é bem restritiva e exige um trabalho articulado com as cooperativas, que podem fornecer a alimentação. Durante a reunião, os diretores tiraram dúvidas e agora estamos em processo de estruturação da chamada pública para os câmpus que quiserem implantar lanches para os alunos de todos os cursos técnicos, inclusive Proeja. Destaco a necessidade dos alunos em relação à alimentação e também como o esforço institucional para superar as dificuldades é imprescindível para termos sucesso no programa!

Como sempre, a reunião foi transmitida ao vivo pela IFSCTV e a gravação pode ser conferida aqui.

JIFSC

A Comissão Organizadora da sétima edição dos nossos jogos, o JIFSC, definiu a nova data para o evento: 31 de julho a 4 de agosto. Como escrevi aqui anteriormente, os jogos, que ocorreriam nesta semana, foram adiados por causa dos efeitos da greve dos caminhoneiros. O local está mantido: Criciúma. Está garantida a participação de todos os alunos inscritos!

Outros assuntos:

- PDI: Este ano, estamos iniciando a construção do nosso novo Plano de Desenvolvimento Institucional. Como uma etapa preliminar do trabalho, a Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional disponibilizou um breve questionário para que a comunidade analise as atuais declarações de missão, visão e valores do IFSC, estabelecidas no PDI em vigor. O formulário pode ser respondido até 30 de junho. Peço que nossos alunos, servidores e comunidade em geral acessem e nos ajudem a fazer essa análise!

- Cursos de Pós: Abrimos nesta semana as inscrições para quatro pós-graduações em nível de especialização. Temos vagas nas cidades de Canoinhas, Itajaí, Lages e Urupema. Vejam as informações no nosso Portal.

- Data Sisu: O MEC divulgou o período de inscrições para o Sistema de Seleção Unificado agora do meio do ano. Será já na semana que vem: de 12 a 15 de junho. Quem quiser fazer uma graduação no IFSC no próximo semestre, precisa se inscrever pelo Sisu nesse prazo. Vejam as vagas que teremos disponíveis aqui.

E neste domingo teremos o exame de classificação para nosso Ensino Médio Técnico. A prova será realizada nas cidades de Florianópolis, Gaspar, Jaraguá do Sul, Chapecó, Joinville e São José.

Desejo boa sorte aos candidatos!

Até a próxima semana!


Relato da Ana Júlia | Intercambista do Propicie 13

BLOG DOS INTERCAMBISTAS Data de Publicação: 11 mai 2018 11:27 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:31

Na vida nem tudo são flores, não é mesmo?! No intercâmbio internacional às vezes encontramos certas dificuldades, pois as culturas geralmente são diferentes, os modos com que as pessoas se relacionam e muitas outras coisas. Saber identificar e entender todas as diferenças é uma virtude essencial.

E no relato de hoje, a aluna Ana Júlia Volpi, que está no IPP - Instituto Politécnico do Porto, irá contar um pouco mais sobre seu intercâmbio, vamos acompanhar ? 

 

---------------------------------------------------------------------------------

 

Sobre mim, está tudo certo por aqui. Já está dando um apertinho no coração em pensar que o projeto está quase acabando e, logo logo, retornarei ao Brasil (hahahha). Minha parceira de quarto irá embora dia 20 desse mês, estávamos falando disso ontem, e só então me dei conta que está quase finalizando nossa estadia em Porto, o tempo está passando extremamente rápido aqui. Semana passada fomos a Foz do Douro e na Ribeira, os lugares aqui são lindos, cada vez me surpreendo mais. Também participei de um passeio pela Muralha Fernandina do Porto com outros alunos intercambistas de várias universidades/institutos da cidade. Participamos também das comemorações e manifestações da cidade do Porto sobre os dias 25/04 e 01/05, foram realmente emocionantes, nós adoramos as inúmeras atividades que aconteceram por aqui.

Sobre o projeto, as coisas estão indo bem. Lucas e eu, ganhamos uma tarefa semana passada que não conseguimos concluir (…), mas estamos estudando e trabalhando nela para realizá-la o quanto antes possível. Solicitamos ajuda para o rapaz que distribui as tarefas semanais do projeto mas ele também não conseguiu solucionar o problema da aplicação, pois não trabalha com a tecnologia que nós necessitamos usar, o que dificulta bastante para nós, já que ninguém aqui trabalha com essa tecnologia e temos que nos virar sozinhos.

 

 

 

Assessoria de Assuntos Estratégicos e Internacionais 

BLOG DOS INTERCAMBISTAS

Relato da Natacha | Intercambista do Propicie 13

BLOG DOS INTERCAMBISTAS Data de Publicação: 04 mai 2018 11:09 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:31

Oportunidade abraçada ! É isso que temos a dizer da aluna Natacha Novaes, ela está participando do intercâmbio estudantil no IPBeja - Instituto Politécnico de Beja. 

 

-------------------------------------------------------------------------

 

A vida é mesmo uma imensidão. São tantas as experiências, vivências, histórias, alegrias, tristezas e outras inúmeras sensações e emoções. Nesses dias de minha estadia em Beja, pude refletir mais sobre mim e como esses tantos sentidos da vida impactaram no meu desenvolvimento e amadurecimento.

Quando determinei me inscrever para o PROPICIE, não imaginava quanta coisa aconteceria em tão pouco tempo(…). E de fato aconteceu. Desde o momento em que soube de minha aprovação no projeto selecionado, até o do tão esperado início do Projeto. Os desafios iniciaram com a nova rotina, convivência com pessoas totalmente diferentes, ambientação a nova cidade, responsabilidade e cuidados com os gastos, estudos a distância e dedicação à pesquisa e muitas outras questões. Mas a vida é assim, repleta de desafios. E tenho gratidão por isso. Pelas pessoas que conheci e nutri uma amizade ou que simplesmente tive uma boa conversa, lugares interessantes que visitei e pude comprovar na prática o choque cultural, político e social, e enfim, um livro imenso que ainda possui muitas folhas em branco esperando pela próxima história. Não posso esquecer de mencionar também, o apoio que tive de algumas pessoas, que mesmo a distância, conversaram e me incentivaram nos momentos de desabafo em que pensei: “O que estou fazendo?”, “Como posso proceder com isso?”, Principalmente meus pais, amigos do coração e meu orientador e professor de Química no Brasil.

Eu e meu colega estamos realizando a pesquisa bibliográfica que fundamentará um pouco o relatório final. Em breve, iniciarão as práticas laboratoriais, com ênfase nas provas sensoriais da água e análises dos constituintes da água em cromatografia iônica.
 

É, o tempo voa (…).

 

 

Assessoria de Assuntos Estratégicos e Internacionais 

BLOG DOS INTERCAMBISTAS

Relato do Vitor | Intercambista do Propicie 13

BLOG DOS INTERCAMBISTAS Data de Publicação: 27 abr 2018 09:16 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:31

A experiência continua !

Hoje acompanharemos o relato do aluno Vitor Tavares, do curso superior de Desing, ele está participando de um projeto de pesquisa na Universidade de Deusto - Deustotech. 

 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Cheguei em Bilbao dia 12/03 por volta das 17 horas, combinei com o meu orientador de ir para universidade na quinta - feira dia 15/03. Fui para a universidade na quinta feira, o orientador do projeto que se chama Hector, apresentou-me a universidade, que por sinal é muito grande - no próximo relatório envio algumas fotos dela. Após esse “tour”, começamos a debater sobre o projeto e os conceitos de Economia circular e Desperdício de alimentos, uma vez que o projeto é parte de uma das ações da Europa em reduzir este problema, “Waste4Think”. Como tarefa para casa tive que elaborar uma apresentação com as minhas ideias e comentários sobre estes conceitos, “Circular economy” e “Food Waste” para apresentar hoje 16/03, Hector fez o mesmo, e em sua apresentação já introduziu todo o contexto e iniciativas que a União Europeia está tratando para reduzir este problema a nível nacional, foram vários os dados e gráficos de desperdício e os impactos sociais e ambientais gerados. Hector me passou hoje, dois documentos que são protocolos elaborado pela União Europeia, FAO, WRI, UNEP e WRAP a fim de orientar no processo de quantificação dos resíduos alimentares e também para eu me basear e elaborar para próxima discussão ideias para solucionar este problema em uma cidade x. 

 

 

 

BLOG DOS INTERCAMBISTAS

Relato da Victória| Intercambista do Propicie 13

BLOG DOS INTERCAMBISTAS Data de Publicação: 20 abr 2018 09:55 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:31

Um ótimo dia a todos !

Hoje acompanharemos o relato da aluna Victória Zarkse, do curso técnico em Aquicultura, que está tendo uma experiência incrível na França.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Iniciando a viagem dia 07/03 saindo de Florianópolis – São Paulo, São Paulo – Londres e por fim Londres – Paris, chegando em Paris no fim da tarde fui recebida pela Fanny, responsável pelo consulado da França, a qual nos buscou (Eu e Leonardo) e nos orientou para comprar a passagem e pegar o trem, chegando quase às 22hs da noite em La Rochelle onde Ms. Gayet – professor responsável pelo projeto, buscou-nos e levou até o Lycèe de La mer Et du Littoral, chegando na casa nos mostrou e teve a gentileza de nos deixar levemente equipados com comida até conseguirmos comprar as nossas próprias.

 

No dia de visitar e conhecer o Câmpus, Gayet nos apresentou aos professores, onde conhecemos Thomás, outro professor da área de aquicultura, que nos mostrou a escola e o trabalho que é exercido aqui, desde todos os laboratórios e seus cultivos até a sala dos professores, depois de apresentados a todos eles, conversamos mais sobre o que faríamos ao longo dos três meses de projeto.

 

Terça-feira pela manhã (13/03) presenciamos e participamos da aula do professor Gayet, onde o assunto da vez foi aquaponia, sistema usado para enriquecer verduras, com a adubação natural da excreção dos peixes, é um sistema controlado e sustentável, onde pode ser realizado com canos, fazendo furos no meio, porém as plantas utilizadas são apenas as que tem raízes pivotantes, as quais necessitam estar em contato com a água, desta forma há um sistema de recirculação da água, há um tanque, onde há peixes, e estes peixes fazem suas necessidades na água, posteriormente esta água passa por um filtro grosso de britas, para depois a água já mais limpa poder passar pela planta e deixar todos os nutrientes necessários para melhor crescimento.

 

30/03/2018

 

Um dos melhores dias deste intercâmbio com toda certeza do mundo! Mr. Gayet nos proporcionou a ida até o Aquarium localizado em La Rochelle junto com outra turma, antes de chegar ao local sabia que era um aquário mas não imaginava que era daquela forma, maravilhosamente encantador, logo que entrei no aquário, arrepiou…, e passou brevemente na minha mente de como aquele mundo é diferente do meu, suas peculiaridades, modo de viver, cuidados, e o melhor de tudo o tamanho da biodiversidade marinha, só de peixes e invertebrados são 12.000. Teria que voltar mais 1 milhão de vezes e ainda assim não saberia tudo, afinal é um mundo mais complexo do que imaginamos, muito para ser descoberto. Coisas que talvez nem imaginemos, há muito pra ser explorado, com certeza recomendo esta visita a todos!

 

BLOG DOS INTERCAMBISTAS

Relato da Isabel | Intercambista do programa "Bachelor´s Programme in Radiology"

BLOG DOS INTERCAMBISTAS Data de Publicação: 13 abr 2018 12:14 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:30

Acompanhem hoje o relato da aluna Isabel Abreu, do curso superior de Tecnologia em Radiologia. Ela está fazendo um projeto de pesquisa na University College of Applied Sciences (HiOA), Noruega.

.............................................................................................................................................................................................

 

 

Primeiros dias

 

As primeiras duas semanas foram de adaptação, principalmente por causa do clima e do fuso. O país é maravilhoso, cheio de coisas modernas e pessoas gentis. Mas, os preços assustam para caramba! Apesar de já esperar, foi bem chocante nos primeiros dias ir no mercado.

Duas colegas de curso, que inicialmente seríamos um trio na pesquisa, me mostraram a faculdade e me ajudaram em outras questões burocráticas como troca de dinheiro, agendamento com a polícia para receber meu cartão de residência temporária, e exame de tuberculose (obrigatório para quem vem do Brasil e vai ficar por mais tempo).

A acomodação é muito boa! Meu quarto é espaçoso e arejado. Divido o “apartamento” com 5 outras pessoas (duas alemãs, um eslovaco, uma canadense e um russo)

 

Andamento do projeto

 

Tudo indo bem até agora. Já fiz toda a parte prática (simulações de doses de países com o phantom) além de alguns cálculos relacionados a qualidade de imagem e dose. No momento estou em processo de análise dos dados.

 

Apesar disso, escrever tem sido um desafio gigante. Da última vez que conversamos eu e minha orientadora, entendi o seguinte: uma comparação da dose absorvida, usando protocolos de vários países, entre equipamentos muito novos e novos. Isso colocando em termos de Brasil, pois aqui até o velho deles é novo.

 

Meu limite para entregar o projeto escrito é em 17 de maio, depois disso começa a preparação para a apresentação oral.

 

Geral

 

Muito feliz e grata pela oportunidade de estar aqui! Tenho caminhado muito pela cidade e explorado cada cantinho que posso, em especial agora que as temperaturas não tem sido tão baixas (tem ficado ente -1 e 5 graus). Fiquei muito feliz de ver a neve também! Foi incrível.

 

 

 

 

 

 

BLOG DOS INTERCAMBISTAS

Relato da Kaori | Intercambista do Propicie 13

BLOG DOS INTERCAMBISTAS Data de Publicação: 05 abr 2018 16:08 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:30

Bom dia, pessoal! Tudo bem ?

Acompanhem hoje o relato da aluna Kaori, do curso técnico integrado em Química do Câmpus Florianópolis. Ela está fazendo um projeto de pesquisa no Instituto Politécnico de Beja, em Portugal.

...................................................................................................................................................................................................................

1 v o aAR

Quando eu era pequena, queria poder voar. Ficava imaginando se, quando morasse no céu, teria asas iguais as dos anjos. E, nessa idade, era através da imaginação que eu voava. A partir dos meus nove anos, tocando piano, eu já sentia que meus dedos podiam alçar vôo. Mas, foi apenas na dança que o meu corpo se entregou completamente à ideia impossível de um vôo humano. Foi com a dança que eu aprendi a perceber os mecanismos e as técnicas de um vôo. E, assim, com prática e dedicação, os riscos do vôo eram calculados e amenizados.

Agora, com as palavras, a sensação de voar foi desesperadora. Não tinha hora, dia nem lugar. Podia ficar meses em total abstinência ou dias sem sequer colocar os pés no chão. Quando comecei a escrever, aos doze anos, achava que podia controlar cada risco – seja no papel ou de vida –, mas não. Com o tempo, comecei a querer que as palavras, depois de cada ponto, (re)pousassem no lugar onde tinham nascido. E, mais uma vez, achei que podia controlar, com exatidão, cada pouso; mas não. Ver os vôos desordenados, as quedas inconstantes, as vendas de livros não planejadas, me deixaram horrorizada. Fui percebendo que não havia "destino romântico” para minhas poesias.

A realidade foi que, nem com as minhas asas metafóricas – idealizadas por mim mesma – eu podia controlar o destino. Mas o destino? Ah, esse me fez voar de novo.

(e dessa vez foi para bem longe...)

2 T E M P O (uco tempo que estou aqui, mas)
 

A previsão do tempo de Beja é de mais ou menos 10 ºC e muita chuva. Mas, o frio faz a sensação térmica parecer bem menor.

Nesse último domingo (25), o tempo mudou em todo Portugal. Com os relógios adotando o horário de verão, ficamos com 4 horas a mais que o Brasil.

Há poucos dias, meu amigo me perguntou como havia sido o primeiro mês de intercâmbio. Ri. Faz apenas duas semanas, disse. Ele não acreditou.

Lá Outono. Aqui Primavera.

Tic Tac

Nessa 1 hora a mais de saudade, fico à espera das mensagens...

Enquanto o dia aqui termina, no Brasil ainda está na metade.
 

3 Apenas os doces de ovos

Quando o assunto é doce português, não tem como não falar dos ovos. Agora, quando o assunto já é Páscoa, ironicamente os ovos deixam de ser o centro.

Pensar em Páscoa, pra mim, é pensar na morte e ressurreição de Jesus e, também, nos chocolates. Sobre a parte dos chocolates, a minha referência é aquela visão do amontoado de ovos de Páscoa nos supermercados.

Hoje é Sexta-feira Santa e posso contar quantos ovos de chocolate já vi nos supermercados aqui de Portugal. São poucos, afinal o sentido da Páscoa que prevalece aqui é outro. Quem sabe, por ser um país ainda muito religioso, é natural relacionar a Páscoa com o seu sentido cristão. Mas, para nós, brasileiros, às vezes isso é muito difícil. O que prevalece acaba sendo a fantasia dos coelhinhos e o mercado dos ovos de chocolate.

 Ainda assim, o que está me deixando mais impressionada é ter uma semana de Férias de Páscoa – sem aula, sem pesquisa, sem trabalho. Uma semana em que confesso ter comido muito ovo – não os de chocolate, claro! Mas, sim, os dos deliciosos doces portugueses. 
 

4 Andamento do Projeto GreenEcoRoxo

4.1 Gratidão

Mesmo já tendo alguma experiência em laboratório e sido bolsista em um Projeto de Pesquisa da área de Química, é muito diferente a sensação de estar como pesquisadora em um ambiente que não é a sua escola e com pessoas que não são seus professores. Estar nesse contexto exige uma outra postura. É necessário, também, mostrar para as pessoas que elas podem confiar em você e no seu trabalho. Afinal, o laboratório é um local de muitos riscos, e, tendo apenas dezessete anos, as pessoas, ali, olham para você com uma certa dúvida e preocupação.

Nesses últimos dias, fui percebendo o quão importante é tudo aquilo que eu venho aprendendo no IFSC; percebendo que os conteúdos não são aplicados só porque os professores acham legal ou interessante, mas porque são, de fato, importantes. E só agora eu estou percebendo a real dimensão de tudo isso.

Nesses momentos, eu sinto muita gratidão por cada professora e professor que disponibilizou o seu tempo e dedicação para compartilhar comigo tanto conhecimento. Gratidão, também, pela Laura que está ao meu lado, trabalhando na mesma pesquisa e que, no curso do IFSC, encontra-se uma fase acima de mim, podendo, assim, compartilhar as suas experiências comigo. Gratidão por cada estudante do IFSC que também veio a Beja: a Amanda, o Thiago e a Natasha – pessoas super legais e que são de áreas semelhantes que a minha (Química e Alimentos), podendo trocar várias ideias e possibilitando que um ajude o outro nos seus afazeres.

Quando olho volta, fico muito feliz de ver onde eu estou – um lugar tão diferente e, ao mesmo tempo, tão conhecido: o laboratório, um lugar onde ainda quero passar muito tempo da minha vida.
 

4.2 Reações

Nesses últimos dias, posso dizer que estou colecionando várias reações: reações minhas com as pessoas, das pessoas comigo e, claro, reações químicas também.

Antes das Férias de Páscoa, eu e a Laura fomos nos familiarizando com o laboratório. A nossa orientadora, professora Teresa, entregou-nos os procedimentos das práticas e nos pediu para verificar a lista de reagentes que seriam utilizados por nós. Diferentemente dos laboratórios do IFSC – Campus Florianópolis, aqui a organização dos reagentes é diferente: cada reagente possui uma ficha, e essas fichas estão organizadas somente pela letra inicial do nome do reagente, não em ordem alfabética, e cada ficha possui um número que corresponde ao fraco do reagente no armário. Por exemplo, se precisássemos do ácido clorídrico, teríamos que procurar a sua ficha entre as fichas de letra A, verificar qual era o seu número e procurar esse número no armário para, então, achar o frasco do ácido clorídrico. Resumindo, para nós, ficou confuso esse sistema de organização.

Porém, a nossa reação diante dessa situação foi de querer contribuir para poder facilitar. Resolvemos, então, fazer uma planilha, digitando todas as fichas de reagentes com nome, fórmula e número. Em dois dias, terminamos, afinal, eram um pouco mais de quinhentos reagentes para organizar. Ao mostrar para nossa orientadora, ela ficou muito contente e, também, aprovou a nossa ideia de reorganizar os armários.

E foram nesses momentos que eu acabei percebendo o que é ser, de fato, técnica em química. E gostando disso.

 

 

 

 

ASSINT - Assessoria de Assuntos Estratégicos e Internacionais

 

BLOG DOS INTERCAMBISTAS

Relato dos Alunos Willian e Eduardo | Intercambistas do Propicie 13

BLOG DOS INTERCAMBISTAS Data de Publicação: 05 abr 2018 15:17 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:30

"Um sonho realizado" (...)

Acompanhem hoje o relato dos alunos Willian e Eduardo, do curso de superior em Ciência da Computação do Câmpus Lages. Eles estão participando de um projeto de pesquisa na universidade HAMK Häme University of Applied Sciences - Finlândia. 

..................................................................................................................................................................................................................

 

Então tudo se iniciou quando recebemos a notícia que fomos contemplados, e juntos! Era a terceira vez que tentávamos passar no edital, e em todas as vezes nos apoiávamos e torcíamos juntos para que fosse possível que ambos conseguissem a oportunidade. Eis então que a oportunidade chegou, um dos maiores sonhos de ambos se concretizou. Deste momento até o dia da viagem vieram muitas coisas a planejar, passaportes, compra de passagens, noites sem dormir, ansiedade, felicidade.

 

Então o grande dia chega, o dia em que andaríamos de avião pela primeira vez. No inicio quando o avião decolou confesso que deu um frio na barriga e bastante receio, finalmente estava caindo a ficha. Dia 11 de Março, 17h30, fomos de Floripa para São Paulo, nos surpreendemos com a velocidade com a qual o avião levou para chegar ao destino, cerca de 40 minutos. Em São Paulo esperamos um tempo, comemos, e tranquilamente embarcamos para Londres. Mais umas 3 horas de espera, pegamos mais um avião para chegar enfim a Finlândia. Pouco antes do pouso já conseguíamos observar tudo coberto de branco, um dos momentos mais marcantes da viagem, sensação de alívio e felicidade descreveram esse momento. Após algumas dificuldades e situações engraçadas, como entrar na primeira classe do trem sem querer, finalmente chegamos a cidade, onde o nosso coordenador de projeto estava nos esperando.

 

No decorrer da primeira semana foram só adaptações, conhecemos a sala de pesquisa como alguns colegas, todos finlandeses. Após mostrar alguns vídeos de curiosidades gerais e geográficas da Finlândia com toda a equipe, fomos almoçar. Confesso que esperávamos mais do almoço finlandês, mas como dizem é difícil comida melhor que a brasileira. Então o Joni nos mostrou a universidade mais de perto. Uma estrutura fenomenal, computadores de última geração, dois monitores para todos os alunos, prédios separados por curso, ginásio de esportes e tudo mais. Após, ele nos levou para conhecer alguns dos principais pontos turísticos de Hämeenlinna. Fomos ao parque Aulanko, um parque e reserva natural muito lindo, cercado por árvores e até o momento também por neve. Neste mesmo dia demos uma rápida passada no museu de tanques, onde estavam inúmeros tanques de guerra alemães da segunda guerra mundial, estava também fechado, mas pudemos observar os que estavam ao lado de fora, muito surreal, eram de vários tamanhos e todos com marcas de guerra. Então após essa etapa de reconhecimento o Joni nos explicou que a partir dos próximos dias precisaríamos ir a universidade e estabelecer a rotina por nós mesmos.

 

Toda essa experiência tem nos ajudado a cada vez mais correr atrás dos nossos objetivos, aprender, conhecer novas pessoas e culturas, fazer novas amizades e olhar o mundo de uma forma diferente.

 

 

 

BLOG DOS INTERCAMBISTAS

Relato da Débora | Intercambista do Propicie 13

BLOG DOS INTERCAMBISTAS Data de Publicação: 26 mar 2018 10:18 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:30

Oi, pessoal!

Acompanhem hoje o relato da aluna Débora Eloise Sperandio, do curso superior de tecnologia em Design de Produto do Câmpus Florianópolis.

..................................................................................................................................................................

Com passagens compradas para o dia 10, sai de Florianópolis por volta das 11:40 da manhã com destino à São Paulo, de lá para Madri e posteriormente para o Porto. Meus voos foram muito tranquilos, e, por sorte, acredito eu, não houve nenhum inconveniente quanto a problemas com a companhia aérea ou com as demais pessoas.

Cheguei no aeroporto do Porto no dia 11 às 8:40 da manhã, onde pude pegar minha mala (cheia de fitilhos coloridos e fácil de identificar graças a minha mãe) e pedir um Uber para o apartamento alugado na freguesia de Paranhos. Me encontrei com minha atual rommie, a Samantha (que se encontra aqui do meu lado no momento), que chegou no dia 9 e já estava a par das regras do apartamento e pôde me explicar os encaminhamentos. O apartamento é bem acolhedor e dividimos o espaço com mais três pessoas. Como não estava cansada, começamos nossas andanças pela cidade ao sair para comprar alguns itens que faltavam no quarto, além de mantimentos para os armários e geladeira.

O dia seguinte foi reservado para resolver algumas burocracias: me dirigi ao SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) para dar meu pedido de entrada, já que passei pela imigração em um país diferente do meu destino final, e, novamente, o atendimento foi tranquilo e resolvido rapidamente.

Nos dirigimos ao Instituto Politécnico do Porto então, para avisar às Relações Externas que já nos encontrávamos no Porto. Acabamos passando por alguns pontos turísticos no caminho, como a Casa da Música e a Rotunda da Boavista, conhecemos também o centro, vários shoppings, praças e igrejas.

Diferente das identificações de estudante do Brasil, a do IPP é feita através de um banco, já que tal cartão pode, opcionalmente, ter a função de conta bancária e ser um cartão de débito também, então, durante o terceiro dia, fomos até o banco para dar entrada e passamos novamente no Instituto para buscar nossas declarações de matrícula. Estas declarações são obrigatórias para fazer o cartão de transporte, conhecido como Andante, que dá acesso aos metros (leia-se métros,como aqui falam) e ônibus da cidades. Nos outros dias, ficamos transitando entre o centro e o ISEP, onde acompanhei a Samantha e conheci o prédio do Porto Design Factory e alguns dos intercambistas do PROPICIE.

Meu mentor de projeto é o conhecido Carlos Ramos, que me respondeu aos e-mails e foi bem solicito ao dizer que me apresentaria um professor da área do Design para me auxiliar durante o projeto. Ficamos de marcar uma reunião esta semana, entretanto, não obtive mais respostas e acabamos não nos encontrando. Semana que vem teremos um jantar de integração, acredito que poderei conversar melhor com ele durante este momento.

Assim, estou usando estes dias para resolver questões da casa, demais demandas do IPP e algumas pendências que deixei do meu curso e bolsa de pesquisa do IFSC. No mais, fiz um vídeo e coloquei no youtube para vocês verem um pouquinho do meu caminho até aqui.

BLOG DOS INTERCAMBISTAS

Relato do Arthur Sacchelli | Intercambista do Propicie 13

BLOG DOS INTERCAMBISTAS Data de Publicação: 25 mai 2018 09:00 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:30

Sim, o dever está sendo cumprido, o aluno Arthur Sacchelli, do curso técnico integrado em Eletroeletrônica do Câmpus Joinville, conta um pouco mais sobre seu trabalho no Instituto Politécnico do Porto em suas últimas semanas em Portugal. 

 

------------------------------------------------------------------------------

 

 

A evolução do projeto correu tudo bem e chego ao final da penúltima semana em Porto. Tenho focado bastante no processo de finalização do projeto e foi me pedido em um dos encontros com o professor Rubim para adicionar um fator que eu não tinha colocado anteriormente, basicamente, trabalhei nisso essas últimas semanas. Sinto que neste relato tenho muito a dizer em relação ao que estou sentindo pelo período estar chegando ao final, porém não consigo transcrever da forma correta.

 

Só sinto uma gratidão extrema por tudo que aconteceu, pela oportunidade que tive no IFSC (Obrigado ASSINT), pelas pessoas que conheci e pela cidade que conquistou meu coração.

 

PORTO <3

 

Ah! Um detalhe importante: Como uma das principais dificuldades que senti foi inicialmente para entender o que estava acontecendo, realizei um vídeo para que tudo fique mais fácil para os próximos intercambistas.

 

 

 

Obrigado por tudo! Foi uma experiência incrível.

 

Abraços!

 

 

 

 

Assessoria de Assuntos Estratégicos e Internacionais 

BLOG DOS INTERCAMBISTAS

Consup, eventos e usina solar

Data de Publicação: 02 mar 2018 14:53 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:29


Olá!

Nesta semana, tivemos a primeira reunião do Conselho Superior deste ano. O Consup é o órgão máximo e deliberativo da nossa instituição e, por isso, é importante que tanto servidores, quanto alunos e a própria comunidade acompanhem o que é discutido pelos conselheiros. É por isso que as nossas reuniões são transmitidas ao vivo pela IFSCTV, para permitir essa transparência.

Na reunião desta segunda-feira, apreciamos as novas regras para a Assistência Estudantil do IFSC, que passam a valer já no primeiro semestre de 2018. Entre as novidades está a concessão do auxílio compulsório de R$ 120,00 por três meses para todos os alunos ingressantes pelo Sistema de Cotas em cursos presenciais e que tenham renda inferior a um salário mínimo e meio. 

Nosso Programa de Atendimento ao Estudante em Vulnerabilidade Social, o Paevs, é uma das nossas ações para buscar a permanência e o êxito dos nossos alunos. Quem é contemplado com um auxílio tem o compromisso de manter a frequência escolar para continuar recebendo as bolsas. Temos um estudo mostrando que 90% dos alunos que recebem bolsa não abandonam seus cursos.

Convido nossos alunos a lerem a matéria que foi publicada sobre as mudanças do Paevs no nosso site e, se tiverem dúvidas ou quiserem mais informações, procurem os Núcleos Pedagógicos nos seus câmpus. Para quem ainda não estuda aqui, saiba que temos este programa e não deixe que a falta de condições financeiras te impeça de tentar entrar no IFSC. 

Outro documento que está em análise pelo Consup é o nosso Regulamento Didático-Pedagógico, o RDP. Esse processo se deu a partir da manifestação do Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão – o Cepe – sugerindo que o Consup apreciasse somente os pontos já discutidos e analisados pela comunidade. Esse encaminhamento foi aprovado pela maioria dos conselheiros, mas a apreciação do RDP ainda não terminou e continuaremos na próxima reunião. 

Ressalto que estamos em processo de implantação de um novo sistema acadêmico, o Sigaa, e que precisamos consolidá-lo antes de fazer alterações. Com certeza, serão necessários ajustes após esse processo. 

A gravação da reunião do Consup pode ser assistida no nosso canal no YouTube.


Inauguração de usina e reunião com alunos em Jaraguá do Sul 

Na manhã de sexta fizemos, no Câmpus Jaraguá do Sul-Rau, a inauguração simbólica da usina solar que começou a funcionar no final do ano passado. Com 260 placas fotovoltaicas, essa usina é um importante marco para o IFSC, pois demonstra de maneira concreta nossa preocupação com o meio ambiente e com ações voltadas à sustentabilidade dentro do Instituto. Além disso, é um orgulho saber que fomos a primeira instituição de ensino na região a utilizar essa tecnologia sustentável! É a terceira usina já em funcionamento no IFSC, as outras são em Florianópolis e Criciúma. 

Aproveitei o momento para conversar com servidores e com estudantes da graduação em Engenharia Elétrica. Entre os temas que surgiram na conversa estiveram a implantação do novo sistema acadêmico, o novo portal, o aplicativo para celular que estamos desenvolvendo e as obras que estão ocorrendo. Em especial falamos do novo bloco, que terá um investimento de R$ 2,5 milhões e tem prazo de 15 meses para conclusão, com uma nova biblioteca e novas salas de aula para que o IFSC cresça na região.

Também aproveitei para, na quinta-feira à tarde e à noite, me reunir com os alunos e servidores do Câmpus Jaraguá do Sul-Centro. Foi muito bom encontrar o auditório cheio nos dois períodos, com alunos atentos e participativos. Falei das conquistas, mas principalmente dos desafios do IFSC em 2018! De quanto precisamos estar unidos e solidários para o crescimento e consolidação da nossa instituição. 


Outros assuntos:

- Recepção aos calouros: Nesta semana, os calouros de graduação iniciaram as aulas nos nossos câmpus. Pude participar da recepção a esses novos alunos nos câmpus Florianópolis e Florianópolis-Continente. É muito bom ver a empolgação de quem está iniciando um curso superior e ver a expectativa que eles têm ao entrar. Desejo boas-vindas e que vocês consigam aproveitar muito bem todas as oportunidades. 

- Aulas inaugurais: Também estive presente nas aulas inaugurais do mestrado em Sistemas de Energia do Câmpus Florianópolis, na terça, e de especialização em Educação Profissional e Tecnológica do Câmpus Florianópolis, na quarta. 

- Capitania dos Portos: Na segunda-feira, estive na Capitania dos Portos, onde conversamos sobre nossos cursos. Vamos renovar o convênio firmado para ofertas de cursos em Itajaí e na região para atendimento à formação de pescadores. É uma importante parceria que se consolida em prol da população e dos trabalhadores. 


Até a próxima semana!


Codir e Conif

Data de Publicação: 23 fev 2018 12:07 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:28

Olá!

Nesta semana, tivemos a primeira reunião do ano do Colégio de Dirigentes do IFSC, o Codir, que reúne os diretores-gerais de todos os câmpus. Fizemos uma breve retrospectiva do nosso ano de 2017 e antecipamos os desafios que teremos neste ano.

Na pauta, tratamos da implantação do nosso Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas, o Sigaa, que virou uma realidade agora em 2018. Temos muito a melhorar ainda, mas o sistema já tem facilitado o dia a dia da instituição nos dando mais segurança e agilidade no tratamento das informações. Como costumo ressaltar, mudar sempre é difícil e crítico, mas o novo sistema vai fazer nossa instituição avançar muito em modernidade e transparência, assim como consolidar nossa identidade.

Os gestores também assistiram a uma apresentação do Anuário Estatístico 2018, que foi publicado pela nossa Diretoria de Estatísticas e Informações Acadêmicas, a Deia. É um material muito rico que traz um panorama da nossa instituição em números e que pode ser acessado por todos. Utilizamos esses dados para refletir sobre nosso desempenho e verificar onde temos que atuar mais fortemente.

Abordamos ainda a questão da distribuição das funções de coordenadores de curso, uma vez que temos necessidade de adequação, e da implantação do Programa Jovem Aprendiz. Também tivemos uma apresentação das normativas da Assistência Estudantil que foram revisadas, das obras em andamento e discutimos sobre o impacto do Decreto nº 9.262/2018 – que trata da extinção de cargos no IFSC. Nossa Diretoria de Gestão de Pessoas apresentou a proposta de o IFSC ter um Serviço de Atenção à Saúde do Servidor (SIASS) próprio, que é uma solução muito boa para melhorar a qualidade de vida e atendimento dos nossos servidores.

Nos informes do Codir, comentei da participação do IFSC na discussão da reforma do Ensino Médio em uma reunião a que fomos convidados pela Secretaria da Educação Básica (SEB/MEC). Estamos acompanhando essa discussão e vendo como podemos contribuir com o que já fazemos e no que podemos melhorar. Temos feito isso de maneira coletiva tanto no Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica - o Conif-, como no IFSC, onde temos, inclusive, um grupo de trabalho constituído para discutir essa questão. Como instituição pública, precisamos observar o que está sendo proposto, para contribuir com a discussão e ver formas de melhorar e avançar, pensando sempre em como oferecer um bom ensino público à população. Somos defensores dos cursos técnicos integrados, não aceitaremos nenhuma proposta de diminuição na formação integral de nossos estudantes!

Como sempre, a reunião foi transmitida ao vivo pela IFSCTV e a gravação pode ser assistida neste link.

Conif

Fui a Brasília na terça e fiquei até ontem para a reunião do Conif. Tivemos a posse da nova diretoria em que o professor e reitor do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM), Roberto Gil Rodrigues Almeida, assumiu a presidência. Teremos muitos desafios neste ano e esperamos nos fortalecer ainda mais enquanto entidade em prol da rede federal e da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica.

Todos os fóruns temáticos do Conif estiveram também em reuniões em Brasília, esta semana. Na terça, participei da reunião do Fórum de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, em que tratamos do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT) e da proposta de um novo programa em Administração. Tratamos também da necessidade de aumentarmos nossa articulação com as agências de fomento. 

Na reunião do Conif, tivemos a participação da Capes em uma reunião sobre Formação de Formadores em que tratamos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), que continuará atendendo os estudantes da 2ª à 4ª fase. Para os alunos da 5ª fase em diante, será criado o programa de Residência Pedagógica. Estávamos preocupados com a continuidade do Pibid, mas com esse panorama as licenciaturas continuarão tendo apoio necessário para a formação dos professores. Aqui no IFSC, temos cinco cursos de licenciatura e é um foco dos institutos trabalhar com essa formação. Por isso, ter mais apoio nesse sentido é fundamental!

Tivemos uma pauta importante com a Secretaria de Educação Profissional do MEC, a Setec, com as demandas e necessidades da Rede Federal em relação à liberação de código de vagas e de recursos de investimento que não foram contemplados na LOA.

Outros assuntos:

- Reunião de Gestão ampliada: hoje pela manhã tivemos uma reunião com todos os pró-reitores, diretores sistêmicos e chefes de departamentos da Reitoria para conversar sobre os desafios deste ano – que temos colocado como a permanência e o êxito, a implantação dos sistemas e o combate ao preconceito. Tratamos também do papel e da articulação dos gestores e das equipes. Foi a primeira reunião de toda a equipe de gestão e é necessário que todos estejam engajados e comprometidos com as metas do IFSC.

E agora à tarde viajo para o sul do Estado para participar da formatura dos cursos técnicos do Câmpus Tubarão!

Até a próxima semana!


Consup

Data de Publicação: 29 mar 2018 12:09 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:28

Olá!

Nesta semana, tivemos uma reunião extraordinária do Conselho Superior do IFSC, o Consup, nosso órgão máximo e deliberativo. Como pontos de pauta, tivemos a apreciação de recurso de um processo administrativo disciplinar, que chamamos de PAD, e a apreciação do relatório de gestão 2017.

Quero aproveitar para explicar melhor como funciona o PAD para que haja um entendimento mais claro, evitando interpretações equivocadas a esse respeito. Os processos são instaurados a partir de denúncias ou questionamentos da conduta do servidor que apresentam materialidade e provas de algum tipo de infração. Diante do indício de materialidade e autoria, é uma responsabilidade do gestor abrir o processo administrativo disciplinar. Caso não o faça, ele pode responder por omissão aos órgãos de controle.

Destaco que somos um órgão público e temos nossos salários pagos com recursos públicos. Por isso mesmo é fundamental essa responsabilidade tanto do servidor, em relação ao seu trabalho, quanto do gestor, em relação a acompanhar o que a sua equipe faz.

Quando um PAD é aberto, é criada uma comissão para analisar a questão. Os servidores que compõem as comissões são aqueles que possuem a capacitação em processos administrativos, que tenham demonstrado habilidade com eles e com a aplicação de normas, sempre garantindo que não haja suspeição ou impedimento entre os membros e o servidor que responde ao processo. Neste sentido, inclusive, a Assessoria Executiva está organizando capacitações regionais para os servidores do IFSC ainda neste ano. A comissão atua de modo autônomo e em sigilo processual, ouvindo testemunhas e garantido a ampla defesa e o contraditório.

O PAD corre sob sigilo, sendo garantida a integral autonomia processual à comissão que pode, durante o trâmite processual, buscar as provas que entender serem necessárias. Ao servidor que responde o processo, deve ser garantido o direito de ampla defesa e contraditório. O processo só passa a ser público após a publicização do julgamento do gestor máximo, por meio de portaria.

Após a finalização do processo pela comissão, a Procuradoria Geral da União analisa o rito e as questões técnicas como enquadramento em acordo com a lei nº 8.112, que é o estatuto do servidor público, e emite seu parecer para o julgamento do reitor. O recurso à decisão pode ser impetrado no prazo de 30 dias da publicação da portaria - o que legalmente tem previsão de ser analisado pelo ministro da Educação, mas foi delegado ao Conselho Superior, que faz análise e profere decisão final. Foi isso que ocorreu nesta reunião e o Consup, em votação, não aceitou o recurso interposto pelo servidor em questão.

O Consup também fez a apreciação do relatório de gestão do IFSC que, após aprovado no Conselho, é encaminhado ao Tribunal de Contas da União. Este ano, o IFSC teve que apresentar um relatório mais completo e deverá receber auditoria da Controladoria Geral da União.

A gravação de parte da reunião do Consup pode ser conferida no nosso canal do YouTube. Por recomendação da PGF, a parte da reunião que tratou da pauta sobre o PAD não foi transmitida e nem gravada.

Outros assuntos

- Visita: Na terça-feira, recebemos no Gabinete a visita do deputado estadual Cesar Valduga, que veio se colocar à disposição para apoiar nossos projetos e nossas demandas. É sempre muito importante termos essas articulações e apoios para que possamos sensibilizar mais ainda os parlamentares no atendimento às demandas do IFSC.

- Polo de Inovação: Ontem me reuni com o professor do Câmpus Florianópolis Rubipiara Cavalcante Fernandes, responsável pelo nosso polo de inovação. Ele veio relatar as atividades do polo e reforçar a necessidade de oficializar a sua implantação. As articulações com o setor produtivo para o desenvolvimento dos projetos de inovação em parceria com as empresas já estão bem adiantadas. Tenho certeza que vamos avançar muito e atender a sociedade com muita inovação na área de energias.

Nesta semana, o post do blog também está sendo publicado na quinta-feira, porque temos o feriado da Sexta-feira Santa. Aproveito para compartilhar nosso cartão e nosso desejo de Boa Páscoa a todos! Que seja um período de reflexão e de partilha num momento em que precisamos de mais solidariedade, empatia e gentileza.

Até a próxima semana!


Formaturas e reuniões

Data de Publicação: 22 mar 2018 15:00 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:28

Olá!

Foi uma semana bem corrida, de muitos eventos e reuniões. Na segunda-feira, tivemos mais uma reunião do Colégio de Dirigentes do IFSC, o Codir, que reúne os diretores-gerais dos câmpus e os pró-reitores. Na pauta da reunião, tratamos da ocupação do quadro de servidores técnico-administrativos (TAEs) e do banco docente e a situação nos câmpus. Também discutimos sobre a elaboração do novo Plano de Desenvolvimento Institucional, o PDI, que passará a valer a partir de 2020. O trabalho será organizado pelo Comitê Permanente de Acompanhamento do Desenvolvimento Institucional, o Copadin, a partir da avaliação do PDI atual e de análises e posicionamentos do próprio Codir e também do Consup. 

Apresentamos como está a situação atual de implantação do nosso sistema acadêmico, o Sigaa. Estamos acompanhando o trabalho intenso das nossas áreas de Ensino e TI. Tivemos algumas dificuldades em função da não atualização dos planos pedagógicos de poucos cursos, mesmo após um prazo de quase três anos para isso. Sabemos que é um momento de transição e que vamos superar para chegar num novo patamar com mais segurança e agilidade.

Fizemos uma avaliação dos nossos processos seletivos, o que é muito importante para podermos melhorar a cada ingresso. Entendemos que avançamos com o fato de o ingresso dos cursos de graduação ter sido 100% por meio do Sistema de Seleção Unificada, o Sisu. Mantivemos os índices de ocupação de vagas, o que consideramos positivo, uma vez que as pessoas ainda não estavam acostumadas com essa nossa nova forma de ingresso. Acreditamos que a tendência é os números melhorarem.

Definimos as datas e locais dos nossos principais eventos: os Jogos do IFSC, JIFSC, serão realizados de 5 a 9 de junho em Criciúma. Já o nosso Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC, o Sepei, será de 18 a 20 de setembro em Florianópolis, sediado pelo Câmpus Florianópolis-Continente. 

E tivemos ainda a prestação de contas do Comitê Gestor de Assistência Estudantil, que faz um trabalho árduo, inclusive com a participação ativa de estudantes que integram o grupo.

Durante a parte da manhã, tivemos uma intervenção de grupos de alunos dos câmpus Florianópolis e Itajaí que, por meio de uma apresentação de teatro e outra de rap e dança, chamaram a atenção dos dirigentes para a questão da permanência e do êxito. Foi muito emocionante! Fico muito orgulhosa quando vejo essas manifestações culturais dos nossos estudantes!

A ação foi uma iniciativa da Pró-Reitoria de Ensino para sensibilizar os diretores para o plano de permanência e êxito que começará a ser colocado em prática. Inclusive, na terça-feira, os integrantes do Codir participaram de uma capacitação sobre essa temática.

Como sempre, a reunião foi transmitida ao vivo pela IFSCTV e a gravação está disponível no nosso canal no YouTube.

Formaturas

Na terça-feira, participei de uma solenidade de formatura muito especial: certificamos 58 reeducandos que fizerem cursos de qualificação na unidade prisional da Penitenciária Sul em Criciúma. Por meio de uma parceria com a Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania, o Câmpus Criciúma ofertou cursos de Alimentador de Linha de Produção, Montador de Equipamentos Eletrônicos, Pedreiro de Alvenaria e Pintor de Obras Imobiliárias. Foi um momento muito impactante no qual pudemos testemunhar como a educação é capaz de transformar vidas. 

A missão do IFSC é a da inclusão social por meio da educação. Portanto, nosso grande compromisso é com a sociedade. Ficamos orgulhosos de ver nesse projeto a nossa missão de inclusão e de transformação social sendo colocada em prática. Esperamos que os reeducandos possam ir além, porque acreditamos em um país livre de preconceito e queremos continuar fortalecendo essa parceria para realizar o sonho de mudar vidas.

À noite, participei da formatura dos cursos de graduação do Câmpus Florianópolis e falei justamente do nosso compromisso de devolver à sociedade as oportunidades que nos são dadas, ainda mais quando falamos de cursos feitos em uma instituição pública. De nada adianta formarmos profissionais graduados se eles virarem as costas para quem mais precisa. Precisamos que esses novos formandos acolham quem precisa de ajuda, de oportunidades por meio da educação e do trabalho.

Ambientação

Foi nessa linha que conversei com os novos servidores do IFSC na ambientação que tivemos hoje de manhã na Reitoria. Cerca de 80 servidores de câmpus das regiões do Vale, Norte e Sul e da Reitoria estão reunidos durante todo o dia de hoje para esse momento organizado pela nossa Diretoria de Gestão de Pessoas (DGP), em que eles têm a oportunidade de conhecer melhor o papel de cada pró-reitoria, do Gabinete e entender a nossa missão enquanto instituição.

E ressaltei bastante essa nossa missão de inclusão. Quem conhece a história do IFSC, sabe quantas transformações tivemos ao longo dos anos desde quando éramos Escola de Aprendizes Artífices, em 1909. Mas a nossa essência de ser uma escola para um público que realmente precisa se mantém.

Recebemos muitos servidores qualificados e, às vezes, parece contraditório que esses profissionais com doutorado e pós-doutorado tenham que dar aulas para alunos que não têm, por exemplo, o Ensino Fundamental ou o Ensino Médio completo, como é o caso dos nossos alunos de cursos Proeja. Só que é justamente essa a lógica complexa da nossa instituição: precisamos ter uma mudança de postura e entender que esse é o nosso ambiente enquanto instituto e é o mesmo ambiente que acreditamos que nosso País precisa para crescer.

É por isso que fomos para o interior também, para mudar o contexto de desenvolvimento econômico e social de regiões que agora têm no IFSC a única oportunidade de ensino técnico e superior gratuito. E ter servidores que entendam essa nossa dinâmica e esse nosso papel é fundamental para que consigamos cumprir a nossa missão e seguir transformando a vida de quem enxerga na nossa instituição uma possibilidade de mudança e de crescimento.

Nota de Pesar

Com extrema tristeza recebi a notícia do falecimento do professor Rodrigo de Souza Mota. Rodrigo era docente de História do Câmpus Florianópolis desde 2010 e faleceu em acidente automobilístico na noite de ontem (22) em Irani, no Oeste Catarinense. Ela era um exemplo de servidor público e excelente docente, muito querido por todos os colegas e alunos. O velório será no Cemitério do Itacorubi, em Florianópolis, hoje (23) a partir das 22h (Capela G). Minhas condolências e sentimentos aos amigos e familiares neste momento de muita tristeza.

Esta nota foi inserida após a publicação original do blog, realizada excepcionalmente nesta quinta (22).

Outros assuntos:

- Inauguração do ginásio de Itajai: Ontem tivemos a inauguração do ginásio do Câmpus Itajaí, momento importante para nossa comunidade em que conseguimos viabilizar esse espaço importante para nossos estudantes melhor se desenvolverem, não só no esporte mas em todas as possibilidades que esse espaço pode proporcionar. Parabéns à nossa engenharia e a todos os que lutaram para viabilizar mais essa importante obra. 

- Reunião com o IFC: Nos reunimos com a reitora do Instituto Federal Catarinense (IFC), Sônia Regina de Souza Fernandes, e equipe, para dar início à organização da Reunião dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec), que, em 2019, será realizada pelo IFSC e pelo IFC. O evento será em Balneário Camboriú e estamos vendo possibilidades de locais. Com certeza, foi só o início de muito trabalho que teremos pela frente e temos a certeza de que será uma ótima parceria. 

- Edital Enem: Nesta semana, o Inep publicou o edital do Exame Nacional do Ensino Médio 2018. Todas as informações estão no nosso site. As inscrições para o Enem serão de 7 a 18 de maio e as provas estão agendadas para os dias 4 e 11 de novembro. Destaco mais uma vez que quem quiser fazer uma graduação no IFSC em 2019 precisa se inscrever nesta edição do Enem.

- Cursos de qualificação: Nesta semana, abrimos inscrições para mais de 3 mil vagas em cursos de qualificação em 19 cidades de SC, além de cursos oferecidos a distância por meio do nosso Cerfead. Vejam no nosso site os cursos disponíveis, inscrevam-se e divulguem para quem possa interessar.

E nesta semana publicamos o blog na quinta-feira, porque temos em Florianópolis uma semana mais curta em função do feriado de amanhã, 23 de março, aniversário de 345 anos do município.

Até a próxima semana!


30 anos de São José e Conif

Data de Publicação: 16 mar 2018 16:14 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:28

Olá!

Nesta semana, celebramos uma data muito importante: 30 anos do Câmpus São José, nossa primeira unidade descentralizada, cumprindo nossa missão de inclusão e formação. A cidade de São José foi a segunda a receber uma unidade do IFSC fora da capital, na época ainda como Escola Técnica. Começamos a oferecer cursos de Telecomunicações e de Refrigeração e Ar Condicionado em 1988, em um prédio cedido pela Prefeitura. Em 1990, inauguramos a nossa Unidade São José, em instalações próprias, e estamos lá até hoje.

Na segunda-feira, participei da palestra do professor Jefferson de Oliveira Gomes, que abordou a Indústria 4.0, e abriu a programação de comemoração dos 30 anos do câmpus, realizada durante toda esta semana. A solenidade de aniversário foi realizada na quarta-feira à noite, mas, infelizmente, não pude participar por estar em Aracaju na reunião do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, o Conif.

Parabéns aos servidores e alunos que atuam de maneira forte para a inserção do Câmpus São José na comunidade! Parabenizo também os servidores já aposentados e os ex-alunos por esta data. Todos vocês construíram essa história e seguem construindo no dia a dia. Temos um trabalho muito consolidado na cidade e isso é graças ao trabalho e ao esforço de todos. Que possamos comemorar muitos e muitos anos mais!

Para quem quiser saber mais da história do câmpus, compartilho a reportagem feita pela IFSCTV:


Conif

De terça a quinta-feira, estive em Aracaju, capital do estado de Sergipe, para participar da reunião do Conif. Abordamos mais uma vez o Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT), que oferece 800 novas vagas e teve 30.057 inscritos. Foi feita a prestação de contas do recurso aportado pelo Conif e reforçamos a necessidade de termos mais apoio administrativo para o programa. Fizemos uma solicitação de recursos para a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica, a Setec, para essa nova turma e estamos aguardando a aprovação. Temos a certeza de que esse fomento é necessário para garantir o desenvolvimento e consolidação da Rede Federal.

Estamos acompanhando o acórdão do TCU 291/2018 sobre a flexibilização dos servidores técnico-administrativos do IFSul. É um movimento que está acontecendo em todo o País. Por isso, sempre reforçamos a necessidade do nosso processo ser feito com muito cuidado e atenção, respeitando a legislação. 

Discutimos ainda sobre projetos prioritários do planejamento do Conif, tivemos reuniões para definir a atuação das câmaras e fóruns nos projetos e também tratamos da reforma do Ensino Médio. Sobre isso, nossa posição é de garantir o Ensino Técnico integrado ao Ensino Médio com formação cidadã. Inclusive, para debater melhor essa reforma, teremos o segundo seminário da Rede Federal sobre isso, de 6 a 10 de agosto, em Brasília.

Também teremos um seminário sobre o Proeja na Rede Federal, que será promovido pelo Instituto Federal de Goiás e ainda não tem data definida.

Elaboramos, ainda, um manifesto sobre ataques que nossas instituições têm recebido em sua atuação e autonomia, o que muito tem nos preocupado. Compartilho aqui o documento. 

Outros assuntos:

- Campanha #IFSCpelosDireitosHumanos: na semana em que tivemos o triste episódio do assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco, o IFSC lançou nas suas mídias sociais uma campanha para discutir temáticas de violação de Direitos Humanos. A iniciativa é do Comitê Gestor do Pacto Nacional Universitário pela Promoção do Respeito à Diversidade e da Cultura de Paz e Direitos Humanos, constituído no ano passado e formado por servidores e alunos de diversos câmpus. Como já afirmei anteriormente, como instituição de educação precisamos ainda mais discutir e defender a igualdade, a diversidade, a paz e os direitos humanos. A luta contra a homofobia, o feminicídio, a desigualdade, o ódio e a exploração de pessoas precisa estar na nossa pauta de trabalho e neste ano, por meio dessa campanha, queremos tornar essa discussão ainda mais presente no nosso Instituto. Isso é fundamental para construirmos um país justo, democrático e para transformarmos a lógica social e cultural do país que vivemos hoje.

E continuamos com nossa agenda de formaturas, com nossa equipe de gestores se dividindo pelos câmpus para se fazer presente neste momento tão importante na vida dos nossos alunos.

Hoje à noite participo da formatura dos cursos de graduação do Câmpus Florianópolis-Continente. Desejo sucesso a todos os nossos formandos!

Até a próxima semana!


Aula magna e viagem aos câmpus

Data de Publicação: 09 mar 2018 11:24 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:28

Olá!

Nesta semana, estive em vários câmpus, onde pude me reunir com alunos e servidores. Por mais cansativo que seja uma agenda cheia de viagens concentradas em uma semana, onde buscamos otimizar os recursos e concentrar os eventos para que possamos estar presentes, é sempre muito bom visitar nossos câmpus e falar com nossa comunidade acadêmica no local onde eles estudam ou trabalham.

Agradeço por aqui a acolhida carinhosa de sempre. Momentos assim me fazem recarregar as energias e voltar para a Reitoria ainda mais motivada e focada nos objetivos da nossa instituição.

Aula magna

Na segunda à noite, participei da aula magna do curso de Engenharia Civil do Câmpus São Carlos. Esta é a nossa primeira turma do curso e é um marco histórico para nosso Instituto e para a cidade. Tivemos toda a turma preenchida e estamos muito felizes com a empolgação de todos os envolvidos. Parabéns ao câmpus por mais essa conquista!

Aproveitei a viagem para me reunir com os coordenadores no câmpus para conversarmos sobre os desafios do IFSC em 2018.

Ambientações

Na terça-feira, estive na ambientação de novos servidores da região Oeste, realizada no Câmpus Chapecó. Na quinta, foi a vez da ambientação dos novos servidores da região Central, no Câmpus Lages.

Fizemos uma apresentação do IFSC e das pró-reitorias. Falei um pouco da nossa trajetória histórica, da expansão, da interiorização, da inclusão e dos desafios da consolidação dos câmpus num contexto econômico e político instável como vivemos hoje.

Foram momentos muito ricos e de relacionamento interpessoal, pois os servidores novos dos câmpus de cada região interagem e se conhecem um pouco mais. Fiquei muito feliz em acolher os novos servidores na nossa instituição e também saber das suas expectativas em relação ao IFSC.

Outros assuntos:

- Reuniões: Também realizei reuniões nos câmpus tratando de assuntos específicos e de interesse de cada câmpus e dos servidores. Em Chapecó, consegui ainda ter um momento de fala com os estudantes e, em Xanxerê, deu de passar nas turmas dos nossos cursos técnicos integrados ao Ensino Médio.

- Nova cantina: Conheci a nova cantina do Câmpus Lages. Além de ser uma contratação não onerosa em que o desconto do não pagamento do aluguel reverte em desconto para os alunos, será a primeira cantina contratada para fornecimento de lanches. O câmpus está desenvolvendo um sistema de operacionalização para agilizar esse fornecimento e, em breve, nossos alunos terão acesso aos lanches. Esse é o segundo projeto-piloto que estamos fazendo para alimentação e, neste ano, iremos trabalhar em outros modelos para então disseminar aos demais câmpus. Ressalto que os recursos para este projeto são da assistência estudantil e do Programa Nacional de Alimentação Escolar, o PNAE.

E ontem celebramos o Dia Internacional da Mulher. Quero compartilhar um vídeo que gravei com uma mensagem para esse dia ainda necessário para refletirmos sobre o nosso papel e o quanto ainda precisamos avançar na nossa luta por mais reconhecimento e direitos.

Tivemos uma pequena confraternização na Reitoria hoje para lembrar a data, já que ontem eu estava em viagem.

Aproveito também para convidá-los a assistir a mais uma produção belíssima feita pela IFSC TV sobre o nosso programa de extensão Mulheres Sim, que tem tudo a ver com esse momento. Conheçam histórias lindas de mulheres que tiveram a sua vida transformada pelo IFSC.

Ouvir depoimentos assim nos lembram a nossa razão de existir enquanto Instituto. É emocionante saber que nossos cursos geram mudança na vida das pessoas. É aquela famosa frase de Paulo Freire que gosto muito de citar: “Educação não transforma o mundo. Educação muda pessoas. Pessoas transformam o mundo”.

 

 

Um bom final de semana e até mais!

 


Consup e Caçador

Data de Publicação: 27 abr 2018 15:30 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:27

Olá!

Nesta semana, tivemos mais uma reunião do Conselho Superior do IFSC, o Consup, nosso órgão deliberativo máximo. Aprovamos a criação de sete novos cursos técnicos e de especialização nos câmpus Criciúma, Florianópolis, São Lourenço do Oeste, Tubarão e Urupema. Todos os cursos devem ter processos seletivos ainda em 2018. 

Para o Câmpus Criciúma, foi aprovado o curso técnico concomitante em Meio Ambiente. Duas novas especializações foram aprovadas no Câmpus Florianópolis: a de Mercados e Comercialização de Energia Elétrica – presencial – e a de Gestão em Saúde – que será a distância com vagas também para os polos de Caçador, Chapecó e Joinville. 

O Câmpus São Lourenço do Oeste também terá um novo curso: o técnico concomitante em Informática para a Internet. Já o Câmpus Tubarão oferecerá o curso técnico subsequente em Administração e o Câmpus Urupema terá dois cursos novos: o técnico concomitante em Viticultura e Enologia e a especialização em Tecnologia de Bebidas Alcoólicas.

Eleição de colegiados

A eleição de representantes para órgãos colegiados também foi um ponto de pauta no Consup.  Nos próximos meses, servidores e estudantes do IFSC vão escolher novos representantes para dois órgãos colegiados: o próprio Consup e a Comissão Própria de Avaliação (CPA). 

Na proposta aprovada pelo Conselho Superior, a organização dos processos de escolha será feita por uma comissão eleitoral central formada por um servidor técnico-administrativo e um docente de cada uma das unidades da Grande Florianópolis, além de um representante da CPA e outro dos estudantes. Haverá também comissões eleitorais locais nos câmpus, compostas por um servidor de cada segmento e um aluno.

O Consup aprovou a prorrogação de um ano nos mandatos dos atuais representantes eleitos para a Comissão Interna de Supervisão, a CIS, e da Comissão Permanente de Pessoal Docente, a CPPD, que, juntas, compõem o Colegiado de Desenvolvimento de Pessoas do IFSC, o CDP. O objetivo foi adequar os mandatos à legislação, que determina três anos para a CIS.

O Conselho também aprovou os dois novos representantes dos estudantes no Comitê Permanente de Acompanhamento do Desenvolvimento Institucional, o Copadin. Os escolhidos foram Clóvis Kuhn e Edemilson da Silva.

Reorganização dos Institutos Federais

A proposta de reorganização dos câmpus dos dois institutos federais existentes em Santa Catarina – o IFSC e o Instituto Federal Catarinense (IFC) - também foi um assunto tratado na reunião do Consup. Tenho compartilhado essa questão aqui no blog desde quando fomos convidados para uma reunião no MEC. 

Expliquei aos conselheiros que a simulação apresentada pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica foi de dividir os câmpus dos dois institutos federais no sentido leste-oeste, ficando o IFSC com os câmpus das cidades mais próximas ao litoral e o IFC com as unidades das regiões Serrana e Oeste do estado. Esse processo, no entanto, ainda não está em andamento. Destaquei que  sou contrária a fazer qualquer mudança sem antes discutir com as comunidades das duas instituições. Ficou decidido que um manifesto será redigido com o posicionamento do conselho sobre o tema. Depois de analisada a proposta por todos os conselheiros, divulgaremos nos canais do IFSC! 

Mais detalhes da reunião do Consup podem ser vistos na matéria divulgada em nosso Portal. A reunião foi transmitida ao vivo pela IFSCTV e a gravação pode ser conferida aqui.

Viagem a Caçador

Na quarta-feira, estive no Câmpus Caçador para a inauguração da quadra poliesportiva. Foi um momento bem importante para o câmpus e ficamos felizes de poder entregar essa estrutura que foi muito esperada pelos alunos.

Sempre muito bom compartilhar esses momentos de comemoração com nossa comunidade e agradeço o empenho dos responsáveis por viabilizar essa estrutura esportiva.

Também fizermos uma reunião com os alunos e servidores do câmpus, em que conversamos sobre o momento atual e pudemos ouvir as percepções de todos, trocando ideias sobre como podemos melhorar. Falei sobre a importância da interiorização, dos desafios e de como esses câmpus estão mudando a realidade das pessoas e da região! 

Outros assuntos

- Reditec: Na terça-feira, estive em Camboriú para ver possíveis locais para a realização da Reunião dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica de 2019, que será organizada pelo IFSC e pelo IFC. Estamos verificando a melhor alternativa para receber este evento que é muito importante para a Rede Federal. A Reditec é realizada com recursos da Setec e do Conif. Neste ano, o evento será em Búzios e está sendo organizado pelo Instituto Federal Fluminense.

- Protagonismo discente: Nesta semana, lançamos um edital de extensão muito bacana para nossos alunos. A ideia é que os estudantes identifiquem um problema na comunidade, formem equipes e proponham uma solução. Não temos dúvida de que vocês podem fazer a diferença e queremos fazer o conhecimento que é dado em sala de aula se transformar em melhorias para a nossa comunidade. Leiam a notícia no nosso Portal e participem!

- Prêmio IFSC de inovação para servidores: estão abertas as inscrições para a segunda edição do prêmio! Ano passado tivemos mais de 100 inscrições! O propósito é valorizar as boas práticas dos servidores tanto na sala de aula como na gestão. Acessem aqui mais informações! 

Na segunda-feira, 30 de abril, teremos recesso em função do feriado nacional do Dia do Trabalhador, que será na terça, 1º de maio. Aproveito já para deixar meus parabéns a todos os nossos trabalhadores, em especial aos nossos servidores, aos alunos que conciliam o trabalho com o estudo e nossos funcionários terceirizados. Que a educação sempre oriente o nosso trabalho e ajude a melhorar nosso País!

Até a próxima semana!


Codir e Faubai

Data de Publicação: 20 abr 2018 17:00 Data de Atualização: 30 mai 2018 14:27

Olá!

Nesta semana, tivemos mais uma reunião do Colégio de Dirigentes do IFSC, o Codir, nosso colegiado que reúne os pró-reitores e diretores-gerais de todos os câmpus.

Na pauta, foi apresentado o processo de implementação do restaurante do Câmpus Araranguá, pela diretora Mirtes. Fizemos depois uma discussão das necessidades e possibilidades de implantar programas de alimentação estudantil nos câmpus. Temos mais um piloto de oferta de lanches sendo implantado no Câmpus Lages e também vamos lançar uma chamada para os câmpus utilizarem o Programa Nacional de Alimentação Escolar, o PNAE, para alimentação dos alunos dos cursos técnicos. Assim vamos avançando na alimentação estudantil, tão necessária para a permanência e o êxito de nossos alunos. Aprovamos a proposta de recursos para o IFSC rede 2019, necessária para as ações coletivas da instituição. Tivemos a discussão do plano de solicitação e alocação de vagas de servidores técnico-administrativos e docentes de 2019, para atender à portaria interministerial 109/2017. Apresentamos a proposta de realização da Reditec Sul, que será realizada de 19 a 21 de junho em Lages, reunindo todos os diretores, pró-reitores e reitores dos Institutos do Sul do Brasil, em que debateremos os impactos dos Institutos Federais no desenvolvimento regional. 

Também definimos o horário do chamadão para nossos cursos técnicos e voltados à educação de jovens e adultos, que é o momento em que os candidatos selecionados em segunda chamada devem ir ao câmpus para fazer a manifestação presencial de interesse na vaga. Ficou decidido que, para cursos de graduação, o horário será às 14h; para os cursos técnicos integrados, às 14h; para os técnicos concomitantes e Proeja, às 19h; e para os técnicos subsequentes será às 19h. Os horários foram escolhidos para melhor atender os candidatos e estarão sempre destacados nos editais dos processos seletivos.

Como sempre, a reunião foi transmitida pela IFSCTV e a gravação pode ser assistida aqui.

Reordenamento dos IFs

O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, o Conif, publicou nesta semana uma nota para reiterar a defesa da consolidação das unidades já existentes e sobre o reordenamento dos Institutos Federais, conforme foi apresentado pelo Ministério da Educação em reuniões na Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC/Setec na semana passada, e que já comentei no post anterior.  O Conif diverge das propostas, que foi construída de maneira isolada pela Setec e sobre a qual, até o momento, o colegiado do Conif não foi oficialmente informado.

Sobre esse assunto, temos visto circular algumas propostas de reordenamento que não são a que nos foi apresentada pela Setec. Entendo que essa possibilidade tem gerado apreensão na nossa comunidade acadêmica, em especial nos servidores, mas peço cuidado com o compartilhamento de informações que não são verídicas.

Aquilo a que tivemos acesso pela Setec foram estudos preliminares e exploratórios. Conforme nota do Conif, que expressa nossa opinião também, todas as instituições e unidades anteriormente implantadas foram concebidas a partir de um processo participativo para garantir a oferta qualificada de educação profissional e tecnológica pública nas diferentes regiões brasileiras. Portanto, considera-se imprescindível que essa metodologia de trabalho seja preservada, de modo que todos os entes envolvidos possam contribuir para o fortalecimento da Rede Federal como um projeto de Estado.

Por meio da nota pública, o Conif se posicionou contrário a interferências na atual distribuição dos câmpus, o que impactaria principalmente nas comunidades locais, e reivindicou a participação na construção de futuras propostas de crescimento e expansão da Rede Federal.

Leiam aqui a nota na íntegra.

Faubai

Na terça-feira, estive na Faubai Conference 2018 no Rio de Janeiro. O evento foi promovido pela Associação Brasileira de Educação Internacional e teve como tema "Internacionalização e Pesquisa: Desafios e Estratégias" (Internationalization and Research: Challenges and Strategies). O objetivo foi discutir a relação entre internacionalização e pesquisa, os desafios e estratégias para implementar políticas abrangentes de internacionalização e a atratividade da pesquisa brasileira.

Participei do Presidents' day, com palestras com representantes de instituições brasileiras e internacionais. Foram abordadas temáticas como os desafios da educação superior, inovação e impactos sociais de desenvolvimento sustentável. A conferência foi muito interessante! Participaram também comigo a nossa assessora de Relações Internacionais, Raquel Matys Cardenuto, e nosso pró-reitor de Extensão e Relações Externas, André Dala Possa.

Tivemos a oporunidade de conhecer novos parceiros e ampliar nosso conhecimento em termos de políticas e programas internacionais.

Outros assuntos

- Formatura da Orquestra: Na quarta-feira à noite, estive na formatura dos cursos básico de Instrumentos de Orquestra e de Prática de Orquestra do Câmpus Florianópolis, que fizeram um concerto de formatura no Teatro Álvaro de Carvalho, no centro da Capital. Foi uma linda apresentação! Parabéns aos formandos, integrantes da orquestra e servidores envolvidos nos cursos e no projeto! Confira um trechinho:

 

- Mestrado para servidores: Também tivemos ontem a divulgação dos servidores técnico-administrativos aprovados no Mestrado em Administração, parceria do IFSC com a Unisul! Parabéns aos 30 novos mestrandos! 

E, nesta semana, começaram as inscrições para nosso Ensino Médio Técnico nas cidades de Florianópolis, Gaspar, Jaraguá do Sul, Chapecó, Joinville e São José  e também para os cursos técnicos do Câmpus Itajaí. Vejam as informações completas no nosso site.

Até semana que vem!