Vitrine Tecnológica

A Vitrine Tecnológica reúne os pedidos de patentes junto ao Inpi

O Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) do IFSC é responsável pelo processo de pedido de patentes de produtos e processos resultantes de pesquisas realizadas por servidores e alunos do IFSC.

Os pedidos são encaminhados ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (Inpi), órgão responsável pelo processo de concessão de patentes e registro de marcas.

Conheça as patentes do IFSC:

Sistema de Otimização de uso e Despacho de Energia em Pequenas Redes de Geração Elétrica

Resumo do Pedido de Patente: "Sistema de Otimização de Uso e Despacho de Energia em Pequenas Redes de Geração Elétrica" para gestão de consumo e fornecimento de energia, de equipamentos individuais, de fornecimento e de consumo de energia, instalados em uma rede e ligados a um barramento elétrico controlado por softwares específicos, compreendendo um servidor de dados instalado em cada equipamento de consumo e de fornecimento, de modo a captar e informar a demanda energética de cada equipamento de consumo, bem como a capacidade e custo de fornecimento energético de cada equipamento de fornecimento; um servidor de endereços que mapeia todos os servidores de dados na rede, de modo a identificar cada equipamento ligado na rede e fornecer a informações endereçadas a um servidor de controle central; um servidor de custos que captura, por um meio de comunicação, todas as informações de custos energéticos que compõe o sistema de energia, em suas diferentes fontes de produção, e envia para o servidor de controle central, que calcula qual é a melhor relação custo/benefício para despacho e uso de energia elétrica, dos seus equipamentos de consumo e de fornecimento, baseados no custo de produção de energia gerada e nos custos da energia obtida pelo sistema de energia elétrica, e realiza o controle da distribuição do uso e fornecimento de energia conforme calculado, fazendo este controle em tempo real e considerando a vida útil das baterias existentes no sistema realizando um ciclo de carga e prevendo um rodízio de uso das mesmas.

Titular: IFSC
Inventores: Roberto Alexandre Dias (docente), Everson Osvanir da Silva (pesquisador) e Gregory Chagas da Costa Gomes (pesquisador)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2016 028636 0
Data de depósito: 06/12/2016
 

Conversor de Energias Oceânicas em Energia Elétrica

Apresentação: A presente invenção trata de um conversor das energias oceânicas em energia elétrica para utilização pelos consumidores. Através de dispositivo flutuador e contrapeso movimenta-se verticalmente ao longo de um eixo fixado no leito oceânico, acompanhando o movimento oscilatório das ondas. Há também, uma turbina que gira em torno do mesmo eixo devido às correntes oceânicas. Ambos os movimentos são transformados em energia elétrica nos geradores elétricos.
Titular: IFSC
Inventor: Widomar Pereira Carpes Júnior (docente)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2016 011992 8
Data de depósito: 25/05/2016

Célula de Captura para Teste Elétrico

Apresentação: Trata-se de um sistema eletrônico capaz de verificar a continuidade elétrica numa placa de circuito elétrico antes da montagem dos componentes eletrônicos. Baseia-se na utilização de uma eletrônica capaz de gerar sinais elétricos num ponto de prova e ler o resultado desse sinal em outros (diversos) pontos de prova. Faz isso de maneira sequencial, passando de um ponto para outro, de acordo com o esquema de ligações (esquemático) previamente carregado. Identifica a trilha que está aberta, gerando um relatório final.
Titular: IFSC
Inventores: Valdir Noll (docente) e Edvan Seiki Kuwakino (estudante)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2016 002929 5
Data de depósito: 11/02/2016


Scanner Duplo para Varredura a Laser

Resumo do pedido de patente: descreve sistema montado e ajustado na fábrica para fornecer uma área dupla de varredura do sistema, caracterizado por compreender um único laser que alimenta um cabeçote duplo de modo que um primeiro espelho do sistema pode, quando comandado, refletir o feixe de laser para um par de espelhos montados em atuadores galvanométrico para gerar a primeira área de varredura ou para um segundo par de espelhos montados em atuadores galvanométrico para gerar a segunda área de varredura que se complementa com a primeira área de varredura.

Titular: IFSC
Inventor: Milton Pereira (docente)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 20 2015 006661 4
Data do Depósito: 25/03/2015


Sistema de Nano-Deslocamento do Feixe de Laser em Alta Frequência

Resumo do pedido de patente: Sistema de nano-deslocamento do feixe de laser em alta frequência, descreve sistema de nano-deslocamento de altíssima frequência de lentes pelas quais o laser é conduzido, gerando assim deflexões angulares muito pequenas na direção de propagação deste feixe, o que resulta em micro e nano-deslocamento da posição do feixe de laser na área de trabalho com relação à posição teórica inicial pretendida, e consiste na colocação de lentes no caminho óptico percorrido pelo laser antes de chegar ao scanner, sendo que a primeira lente é montada sobre um atuador de alta frequência de excitação e deslocamento, como um atuador piezelétrico, que faz com que o feixe oscile na direção horizontal gerando uma onda com a amplitude e frequência desta oscilação, e a segunda lente, contendo um formato apropriado para não influenciar nos deslocamentos gerados pela lente, gera a oscilação na direção vertical, fazendo com que o resultado da composição destas duas oscilações seja uma área de varredura que possuirá uma amplitude máxima que depende da amplitude de oscilação gerada por cada atuador, da distância entre estas lentes e a área de varredura.

Titular: IFSC
Inventor: Milton Pereira (docente)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 20 2015 001486 0
Data do Depósito: 22/01/2015


Dispositivo de Correção da Espessura de Camada de Pó para o Processo de Prototipagem 3D em Metal a Laser

Resumo do pedido de patente: Utiliza sistemas de varredura do feixe de laser sobre uma superfície de trabalho recoberta por pó metálico que compreende o processo de SLM (Selective Laser Melting), e consiste em um sistema de monitoramento da altura real entre o plano de impressão ideal para o laser e a superfície superior da camada anterior depositada, com o emprego de um recobridor equipado com um sistema de compensação da altura da camada depositada, e a plataforma de trabalho já preenchida com pó metálico é deslocado verticalmente por pelo menos dois atuadores, e possui sensores de medição que identificam a posição atual da mesa de trabalho e sensores de medição inseridos no recobridor identificam posições antes e depois da deposição da nova camada na superfície superior do volume de trabalho, que corresponde a última camada de pó metálico, e então o recobridor deposita a próxima camada contendo a espessura desejada, e ajustando esta espessura com a resolução necessária, e a nova camada é então processada pelo laser vindo do sistema de scanner.

Titular: IFSC
Inventor: Milton Pereira (docente)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2015 001484 8
Data do Depósito: 22/01/2015


Recobridores Múltiplos para o Processo de Prototipagem 3D em Metal a Laser

Resumo do Pedido de Patente: São Recobridores múltiplos que utilizam mais do que um recobridor (2, 3, 7 e 8) na mesma máquina, com um posicionado na região à frente da área de varredura do laser e outro na região de trás, com o recobrimento de pó realizado simultaneamente com o processamento do laser, equipados com um sistema de fluxo direcional(6) dos gases de protedção entre eles para gerar uma atmosfera protegida somente na região de processamento do laser, dispensando a necessidade de ter uma câmara hermética de grandes proporções e permitindo compreender áreas de varredura (4 e 41) dispostas em série ou paralelo e permitindo utilizar Recobridores (2, 3, 7 e 8) contendo diferentes pós metálicos dispostos em sequência.

Titular: IFSC
Inventor: Milton Pereira (docente)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2015 001483 0
Data do Depósito: 22/01/2015

Disposição Construtiva de Abraçadeira Manual de Aperto Central

Resumo do pedido de patente: É formada por um conjunto de três elementos montados, em que o primeiro elemento é um assento unido rigidamente a uma cinta anelar, e o assento possui uma rosca interna central no sentido radial à cinta anelar, e o segundo elemento é formado por um parafuso com rosca externa e com manípulo, e o parafuso contém rosca interna longitudinal, com filete da rosca no sentindo contrário à rosca externa do parafuso, e o terceiro elemento é uma haste roscada com um suporte rigidamente unido na extremidade da haste roscada e curvado no formato da cinta externa, e o segundo elemento é roscado no assento do primeiro elemento, e a rosca externa do parafuso é rosca à direita, e o terceiro elemento é roscado na rosca interna do segundo elemento, e a rosca interna do parafuso possui rosca à esquerda.

Titular: IFSC
Inventores: Edson Sidnei Maciel Teixeira (docente), Jairo Nunes dos Santos (estudante) e Joacir Luiz Kreis (estudante)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 20 2014 028525 9
Data do Depósito: 17/11/2014


Fixador para Inserção em Perfuração Realizada Previamente em Parede

Resumo do pedido de patente: Constituído de um corpo cilíndrico, preferencialmente maciço, possui na superfície cilíndrica externa uma pluralidade de cavidades dispostas longitudinalmente e no interior de cada cavidade tem segmentos de expansão com uma extremidade engastada no interior da cavidade e a outra extremidade livre e o segmento de expansão forma ângulo menor que 90° com o eixo do corpo e os segmentos de expansão, aos pares e em posições diametralmente opostos, se apoiam e pressionam a parede interna do furo da parede, realizando a fixação, e a extremidade posterior do corpo possui batente e borda anelar espaçados por um rebaixo.

Titular: IFSC
Inventores: Edson Sidnei Maciel Teixeira (docente), Hione Cleder Wavrzyncza (estudante) e Valnei Kohlrausch (estudante)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2014 028524 5
Data do Depósito: 17/11/2014
IPC: F16B 13/02


Rotor Impulsionado Tangencialmente por Forças Magnéticas

Resumo do pedido de patente: Pode ser utilizado como torque de acionamento de um gerador elétrico e é compreendido por um rotor cujo movimento de rotação se dá através da repulsão de imãs permanentes ou eletroímãs instalados em braços articulados que provocam o efeito físico de repulsão magnética em relação a outros ímãs permanentes incrustados em rebaixos na periferia cilíndrica do rotor e o rotor é impulsionado a se movimentar quando a extremidade do braço se encaixa em cada um dos rebaixos do rotor; momento que ocorre a repulsão entre os ímãs; e em seguida a extremidade do braço desliza na parede inclinada do rebaixo se afastando do campo magnético do ímã; e com o rotor, agora em movimento, a extremidade do braço se encaixa no rebaixo seguinte, reiniciando o ciclo de repulsão entre os ímãs.

Titular: IFSC
Inventores: Ilca Maria Ferrari Ghiggi (docente) e Leo Junior Sordi (estudante)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2014 012848 4
Data do Depósito: 28/05/2014
IPC: H02K 1/27


Disposição Construtiva em Plataforma para Cadeira de Rodas

Resumo do pedido de patente: Para elevação e movimentação do conjunto formado pela cadeira de rodas mais o cadeirante e compreende uma plataforma acionada por um motor elétrico, acoplado a um sistema de redução, com a função de movimentar dois fusos que fazem subir ou descer uma caçamba que possui oito roldanas que rolam em dois trilhos guias, em perfil cantoneira; e a plataforma automotora elétrica é equipada com dispositivo de entrada de comandos sob a forma de manche decodificado por circuito eletrônico; com sinais decodificados e referenciados a um ponto neutro, com o sinal resultante processado e tratado de maneira a servir como um padrão modulado por largura de pulso; e o sinal resultante atua no comando dos sistemas de tração e elevação; e o esticador de corrente trabalha no sentido horizontal; e a plataforma possui um alimentador de contra peso ligado por cabos de aço às lâminas de elevação, formando um subconjunto único; e o subconjunto único compreende dois fusos com roscas interna e externa, conectados por meio de correntes com barras de aproximadamente cinco quilos; e o subconjunto único libera automática e progressivamente uma ou mais barras suspensas.

Titular: IFSC
Inventores: Daniel João Generoso (docente), Fábio Evangelista Santana (docente), Andrei Leandro Morsch Franco (estudante), Jaderson Machado (estudante), Mateus Gabriel Bosa (estudante) e Thainá de Aguiar Martins (estudante).
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2014 011855 1
Data do Depósito: 16/05/2014
IPC: A61G 5/06; A61G 5/10


Disposição Construtiva em Máquina Rosqueadeira de Tubos de PVC Rígidos

Resumo do pedido de patente: Refere-se a uma máquina rosqueadeira, com a função de abrir roscas em tubos de PVC rígido, na produção de chuveiros em grande escala e permite a realização de todo processo, desde o corte do tubo até a abertura da rosca, integradamente sem que precise utilizar-se de outros meios; e compreende um suporte que possui radialmente distribuídos quatro guias de encaixe e fixação de tubos para serem cortados ou já cortados no comprimento desejado; e as guias estão espaçadas em ângulo de 90 graus; e o guia posicionado na parte inferior do suporte, recebe o tubo no seu comprimento de fábrica, cerca de seis metros e corta no comprimento, previamente definido, entre 25cm e 45cm, e simultaneamente um tubo, já cortado, fixo no guia oposto, na parte superior faz rosca nas suas extremidades; e o suporte gira no próprio eixo em ângulos de 90 graus e permanece travado durante cada operação do processo produtivo dos tubos.

Titular: IFSC
Inventores: Daniel João Generoso (docente), Suzy Pascoali (docente), Marcelo Augusto Feier de Medeiros (estudante), Thiago Costa Farias (estudante), Anderson Felipe Fiorese (Estudante), Paulo Henrique da Silveira de Souza (Estudante) e Lucas Alixandre (estudante)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2014 011451 3
Data do Depósito: 12/05/2014
IPC: B23G 1/22


Conversores CC-CC para Acionamentos de Máquinas de Corrente Contínua

Resumo do pedido de patente: Topologias de conversores estáticos CC-CC utilizadas no acionamento de máquinas de corrente contínua (CC), tendo como principal característica o controle da velocidade por meio da tensão e da corrente da máquina CC, considerando a possibilidade de controle da tensão de saída CC gerada por essas estruturas.

Titulares: IFSC, UFSJ e FAPEMIG
Inventores: Fernando Lessa Tofoli (docente – UFSJ), José Carlos da Silva Junior (estudante – UFSJ) e Juan Paulo Robles Balestero (docente – IFSC)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2013 027035 0
Data do Depósito: 21/10/2013
IPC: H02M 3/04; H02P 7/00


Sistema e Método Dinâmico de Parametrização de Registradores de Dados Programáveis

Resumo do pedido de patente: Para aplicação em especial em estações de monitoramento automático, como por exemplo, estações de monitoramento ambiental, caracterizado pelo dito sistema compreender um firmware, embarcado num datalogger (1) contendo algoritmos específicos individuais para cada uma das suas três camadas de operação e compreender um ambiente de parametrização (20 contendo firmware específico para realizar a seleção dos algorítimos do datalogger (1) a ser programado; e todas as parametrizações do dito datalogger (1) ser realizada no ambiente de parametrização (2) por método específico e ser convertida em códigos específicos no formato de textos a ser carregados ao datalogger (1) através um meio de transmissão compatível; e o datalogger (1), através de seu firmware específico fazer a interpretação destes códigos e entrar em operação conforme as especificações cadastradas.

Titular: IFSC

Inventores: Adriano Regis (docente) e Roberto Alexandre Dias (docente)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2012 029199 1
Data do Depósito: 14/11/2012
IPC: H04W 84/18; G11C 16/02


Barra de Cereal Contendo Milho e Erva-Mate na sua Composição

Resumo do pedido de patente: Descreve produto em forma de barra de cereal nutritiva, saudável, funcional e microbiologicamente segura, contendo milho e erva-mate em sua composição. O produto caracteriza-se por compreender uma composição em proporções balanceadas contendo flocos de arroz; milho em suas diferentes formas, como em flocos de milho, farinha de milho, milho in natura seco; farinha de aveia, aveia em flocos; uva passa; castanha; erva-mate em suas diferentes formas, como a folha in natura seca, a erva-mate processada, a erva-mate tostada e o chá-mate; xarope de glicose; açúcar mascavo; mel e gordura de palma; com formulações de barra de cereais com diferentes concentrações dos ingredientes.

Titular: IFSC
Inventores: Eliane Maria Zandonai Michielin (docente), Luciana Senter (docente) e Manoela Alano Vieira (docente)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2012 029198 3
Data do Depósito: 14/11/2012
IPC: A23L 7/139


Sistema Automatizado para o Controle da Viscosidade de Tintas Utilizadas na Impressão de Embalagens Flexíveis

Resumo do pedido de patente: O objeto do presente pedido de patente descreve um sistema automatizado para ser utilizado na indústria, acoplado às máquinas de impressão por rotogravura, para a medição e controle efetivo da viscosidade de tintas utilizadas na impressão de embalagens flexíveis compreendido por um reservatório de solvente ligado, por meio de uma tubulação contendo uma válvula e uma bomba eletropneumática, a um reservatório de tinta; e o reservatório de tinta estar conectado a pelo menos uma máquina de impressão por rotogravura por meio de uma tubulação contendo uma válvula e uma bomba eletropneumática; um dispositivo medidor, contendo um sensor superior e um sensor inferior, disposto acima do reservatório de tinta; e por compreender um tubo desviador contendo uma válvula, disposto na tubulação posicionado acima do dispositivo medidor; e possuir um microcontrolador conectado, por meio de circuitos elétricos, às válvulas às bombas e aos sensores superior e inferior e o dito microcontrolador ser ligado à uma unidade de controle; e o microcontrolador possuir software embarcado com algoritmos específicos para realizar cálculos de medição de viscosidade e acionar às válvulas às bombas e aos sensores superior e inferior com base nos parâmetros pré-programados e nos dados calculados pelo próprio software embarcado no sistema.

Titular: IFSC
Inventores: Valdir Noll (docente) e Gilmar Coelho (estudante)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: BR 10 2012 029196 7
Data do Depósito: 14/11/2012
IPC: B41F 31/02; G05D 24/00


Monitoramento de Atividades de Corrida através da Identificação por Radiofrequência


Resumo do pedido de patente: O Monitoramento de Atividades de Corrida utiliza a tecnologia de Identificação por Radiofrequência (RFld), chamado de MAC, para acompanhar os treinos de corrida em pista. Este sistema permite mensurar a quantidade de voltas dadas pelo corredor na pista, registrar e calcular o tempo de cada volta. Conhecendo-se também, o comprimento da pista, é possível calcular a velocidade média do corredor na volta, a velocidade média do treino, o tempo total do treino, a distância total percorrida, entre outras informações, que também podem ser exploradas. A vantagem do MAC está no fato de acompanhar o treino de vários corredores ao redor de uma pista, sendo que cada corredor deve portar apenas uma etiqueta de RFld e acompanhará a evolução do seu treino em tempo real, a uma custo bem reduzido comparado com sistemas que realizam funções semelhantes, já que um MAC pode ser compartilhado ao mesmo tempo por vários corredores, cada um com a sua etiqueta.

Titular: IFSC
Inventor: Márcio Henrique Doniak (docente)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: PI 1001664-3
Data do Depósito: 10/06/2010
IPC: G07C 1/22; G04F 8/08

 

Monitoramento de Atividades de Natação com RFID

Resumo do pedido de patente: O Monitoramento de Atividades de Natação (MAN) utiliza a tecnologia de Identificação por Radiofrequência (RFId) para acompanhar os treinos de natação. Este sistema permite mensurar a quantidade de voltas dadas pelo nadador na piscina, registrar e calcular o tempo de cada volta na piscina. Conhecendo-se também, o tamanho da piscina, é possível calcular a velocidade média do nadador na volta, o tempo total do treino, a distância total percorrida, a velocidade média do treino, entre outras informações, que também podem ser exploradas. A vantagem do uso da tecnologia de RFId no MAN está no fato de que pode haver vários nadadores compartilhando a mesma raia que o leitor de RFId ainda vai conseguir identificar a etiqueta de RFId de cada um dos nadadores. Ou seja, cada nadador tem seu treino monitorado independentemente de quantos nadadores estejam compartilhando uma mesma raia, ou um mesmo leitor de RFId.

Titular: IFSC
Inventores: Márcio Henrique Doniak (docente) e Ponciano de Almeida Greff (estudante)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: PI 0904947-9
Data do Depósito: 24/11/2009
IPC: G04F 13/00; G06K 19/07; G07C 1/22

 

Secador de Ar Comprimido por Refrigeração através de Compressão Mecânica com Expansão Direta e com Unidade Condensadora Remota

Resumo do pedido de patente: Secador de ar comprimido por refrigeração através de compressão mecânica com expansão direta e com unidade condensadora remota. Aparelho para secagem de ar comprimido pelo processo de refrigeração por compressão através de expansão direta, que possui a unidade condensadora (formada basicamente por compressor, condensador, ventilador, dispositivos de proteção, tubulação de descarga e acessórios elétricos) distante dos demais componentes, formando um módulo a parte, e ligada a estes apenas pela tubulação de fluido refrigerante e pelos cabos elétricos de alimentação e controle. Este aparelho permite, pelo fato de possuir condensação remota, uma troca de calor mais eficiente no condensador, apresentando para isso uma configuração formada por dois módulos (um interno e outro externo ao ambiente da sala de máquinas) unidos por tubos e cabos, de maneira tal que o módulo externo, formado pela unidade condensadora (compressor, ventilador e condensador) possa ser instalado fora da sala de máquinas, preferencialmente ao ar livre.

Titular: IFSC
Inventor: Julio Cezar Barcellos da Silva (docente)
Status: Patente requerida junto ao INPI
Nº de Protocolo no INPI: PI 0904946-0
Data do Depósito: 24/11/2009
IPC: B01D 53/26; F04B 39/1

Voltar ao Topo