topo blog gestao

Blogs

Blogs

Reditec Sul

Olá!

Esta semana tivemos um momento de encontro muito importante para os Institutos Federais da nossa região, com a realização da Reunião dos Dirigentes das Instituições de Educação Profissional e Tecnológica da Região Sul (Reditec Sul). Foi um encontro de importantes trocas entre os dirigentes dos Institutos Federais do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, sediado pelo Câmpus Camboriú do Instituto Federal Catarinense (IFC).

Tivemos a participação da professora Carla Comerlato Jardim, diretora de Políticas e Regulação da Educação Profissional e Tecnológica da Setec/MEC, do diretor de Desenvolvimento da Rede, Marcelo Bregagnoli, de reitores, pró-reitores e diretores dos Institutos Federais da região. Refletimos sobre o histórico da rede e os desafios a enfrentar no futuro.  Posso destacar que fica clara a intenção da Setec/MEC de consolidar os câmpus, em especial os da Expansão 3. Isso se dará com a ampliação do banco de servidores. A perspectiva é liberar o banco de professores ainda este ano, e aumentar o banco de técnicos administrativos em 2024 – já que, para esses últimos, há necessidade de nova legislação que viabilize o processo.

Nas falas, a professora Carla enfatizou a necessidade de resgate da Educação de Jovens e Adultos (EJA), de fortalecimento da oferta de cursos técnicos integrados e da formação de docentes. O professor Marcelo comentou sobre a formação de um centro de educação ambiental, com apoio nas redes públicas de ensino. Além disso, retomar a importância dos polos de inovação, visando o desenvolvimento tecnológico, em especial os que têm a Embrapii como apoio. Repetiu-se o já mencionado em outras ocasiões sobre liberação de recursos: prioridade será para o “enxoval básico”, ou seja, para viabilizar nos câmpus estruturas mínimas como biblioteca, refeitório, ginásio de esportes.

Em linhas gerais, a fala dos dois representantes da Setec seguiu a linha de liberar mais recursos para consolidar e expandir a rede. O objetivo do governo federal é chegar a mil câmpus em todo o país – hoje, somos 680 unidades. Entendemos que é importante primeiro consolidar, para depois expandir, mas a sensação que ficou é que a intenção é um processo concomitante. Em razão disso, vamos fazer um estudo muito criterioso para identificar, com sensibilidade, as necessidades que precisam ser atendidas no IFSC e as potencialidades que temos.

Dois momentos foram especialmente interessantes: a apresentação das experiências exitosas dos IFs da região – na qual nós do IFSC fomos representados pelo Laboratório de Tecnologia Assistiva (Labta) do Câmpus Palhoça Bilíngue – e os relatos de egressos, que deram depoimentos emocionantes sobre como a formação em Institutos Federais mudou suas vidas.

O resultado da nossa participação foi muito positivo em função da troca de experiências, da riqueza dos debates e reflexões e da esperança de um novo tempo para as instituições da rede, com novos investimentos, após tantos anos de dificuldades. Ao final do encontro foi aprovada a Carta de Camboriú, que traz uma síntese dos encaminhamentos feitos. Deixo aqui para quem quiser fazer a leitura.

Abaixo, registros da nossa delegação do IFSC e dos pró-reitores e diretora executiva com a professora Carla Comerlato Jardim, da Setec/MEC.

Até a próxima!
 

Mapa do Site

Blogueiros recentes

thumbnail
Postagens: 45
Numero de avaliações: 0
Data: 06/06/24
thumbnail
Postagens: 39
Numero de avaliações: 0
Data: 15/07/24
thumbnail
Postagens: 29
Numero de avaliações: 0
Data: 12/07/24
thumbnail
Postagens: 18
Numero de avaliações: 0
Data: 14/06/24
thumbnail
Postagens: 17
Numero de avaliações: 0
Data: 04/03/24
thumbnail
Postagens: 11
Numero de avaliações: 0
Data: 28/06/24
thumbnail
Postagens: 6
Numero de avaliações: 0
Data: 17/04/24