Pular para o conteúdo

Notícias

Câmpus Gaspar desenvolve atividades em evento mundial de transformação através da moda

ENSINO Data de Publicação: 23 abr 2019 11:39 Data de Atualização: 23 abr 2019 11:43

Acreditar no poder de transformação positiva que a moda tem, conscientizar sobre os impactos socioambientais do setor, celebrar as pessoas por trás das roupas, incentivar a transparência e fomentar a sustentabilidade são os objetivos do movimento mundial Fashion Revolution. Motivados por esses valores, os estudantes da 5ª fase do curso Superior de Tecnologia em Design de Moda resolveram aderir ao movimento, que pela segunda vez, terá atividades no câmpus Gaspar. 

Durante essa semana, serão realizadas atividades como oficinas, rodas de conversas e exposições nos dias 23, 24 e 25 das 19h às 22h, no câmpus Gaspar, e no dia 27, das 10 às 16h, no museu da Hering em Blumenau, buscando sensibilizar a comunidade acadêmica e externa para os propósitos do movimento Fashion Revolution. O objetivo é aumentar a conscientização sobre o verdadeiro custo da moda e seu impacto em todas as fases do processo de produção e consumo. 

A professora de Design de Moda do Câmpus Gaspar, Geaninne Cristtina, ressalta a importância de um evento como a Fashion Revolution para a formação dos estudantes e para a conscientização da comunidade. “É importante para os nossos alunos terem essa formação cidadã e em um tema como a procedência dos produtos que você está consumindo, trabalha questões como cidadania e a consciência da sociedade justamente para que não se incentive coisas como o trabalho escravo e poluição. Então, para nossos alunos e comunidade é muito importante criar essa consciência de que é preciso ter dignidade em todo o processo de produção na moda, formando profissionais conscientes daquilo que acontece no mundo, na sociedade, no meio-ambiente e que eles defendam políticas mais justas de trabalho compreendendo o funcionamento de toda a cadeia têxtil” explica.

O movimento propõe ainda que consumidores repensem de que forma consomem, fazem uso e descartam suas peças do vestuário. Dentre os envolvidos estão pessoas engajadas com propósitos que envolvem causas socioambientais do setor de moda, instituições de ensino e profissionais que dentro da cadeia acreditam que é urgente a forma de entender o que é moda. Dentre eles, a Fundação Hermann Hering que fez uma parceria com o IFSC para organizar uma série de ações para trabalhar a temática do Fashion Revolution. 

Ao final do evento, espera-se que os participantes se sensibilizem sobre o uso consciente de suas peças de vestuário, desde o consumo até o descarte, mostrando que uma peça não perde seu valor apenas por não fazer mais parte do padrão estético das tendências atuais. 

Neste link, você pode conferir a programação completa do evento.

ENSINO