Pular para o conteúdo

Notícias

Solenidade marca os 10 anos do Técnico em Eletromecânica (Proeja) do Câmpus Chapecó

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 23 mai 2019 15:05 Data de Atualização: 27 ago 2019 14:50

A primeira década do técnico em Eletromecânica (Proeja), do Câmpus Chapecó, foi comemorada na última sexta-feira (17).

O evento iniciou com a trajetória dos 10 anos do curso. As lembranças foram conduzidas pelos professores Adriano Larentes da Silva e Angela Silva, que apresentaram fotografias e relembraram os fatos marcantes. “Primeiro, é preciso frisar que estamos falando de um curso técnico, mas especialmente de um técnico ligado à Educação de Jovens e Adultos. Este é o diferencial deste curso Proeja. Além de falarmos do aprendizado em Eletromecânica, estamos falando de uma política de Educação de Jovens e Adultos instituída no Brasil em 2006”, explicaram os professores.

Especificamente em Chapecó, o IFSC começou a pensar este curso em 2007, quando foram aplicados quase 700 questionários a estudantes, trabalhadores e empresários para entender qual curso deveria ser ofertado. Na sequência, com as respostas em mãos, os professores da formação geral e da área técnica se uniram para pensar na grade curricular do curso. O objetivo foi unir as unidades curriculares (disciplinas) de Eletromecânica com a formação geral, para ofertar o técnico junto a formação do Ensino Médio.

Dez anos depois, aproximadamente 130 jovens e adultos encararam o desafio de voltar aos estudos, concluíram todas as disciplinas e formaram-se no Ensino Médio e no Técnico em Eletromecânica. “O curso só anda com todos os professores juntos, tanto da área técnica como da área geral. O curso só anda com os estudantes e com suas famílias apoiando. É um trabalho diário”, destacou a professora e ex-coordenadora, Luciane Cechin Mário.

Formado no curso, Gerson de Cristo foi um dos ex-alunos que fez questão de enviar um vídeo para destacar o quanto aprendeu ao encarar o Proeja: “Hoje estou residindo em Mineiros, Goiás, onde tenho minha empresa há dois anos. Todo o conhecimento que tenho hoje e os clientes que atendo bem, é graças aos professores do Instituto Federal. Foram eles que me passaram conhecimento prático e também cultura. Tenho muito a agradecer. Espero que vocês não desistam do trabalho que vocês fazem. Só tenho a agradecer por todo o apoio”.

Outro egresso que enviou um vídeo para a data lembrou que o Proeja o fez voltar a estudar depois de 40 anos fora da sala de aula. “Superei minhas dificuldades com a ajuda dos colegas e dos professores. O IFSC é um marco na minha vida”, destaca Romário dos Santos Oliveira.

Homenagens

Durante o evento, também ocorreram homenagens às pessoas que contribuíram com o curso. A professora e diretora de Asssuntos Estudantis, Sandra Agne, relembrou a história de três pessoas que passaram pelo curso, mas que faleceram ao longo de suas jornadas: os professores Joni Coser e Jeferson Mocroski, e ainda o aluno Claudinei Tibes. Para a família deste, que estava presente no evento, a diretora entregou uma redação produzida pelo estudante durante uma aula, acompanhada de uma flor.

Outra homenagem foi prestada aos professores que comandaram o curso. O atual coordenador, Gregory Chagas da Costa Gomes, falou sobre a importância da coordenação e entregou placas de homenagem a cada um do ex-coordenadores: Rosangela Aparecida; Adriano Larentes da Silva; Fernando Galeggo; Sangra Agne; Marcelo Garcia; Daniel Fabrício; e Luciane Cecchin Mário.

Para finalizar, a diretora-geral do câmpus Ilca Maria Ferrari Ghiggi agradeceu a todos os envolvidos no curso pela dedicação diária e em homenagem a todos exibiu o recado de dois professores que trabalham com o currículo integrado no Brasil e já estiveram em Chapecó para palestrar sobre o assunto, Marise Ramos e Gaudêncio Frigotto. Ambos fizeram questão de enviar vídeos parabenizando o Proeja pelos dez anos e frisando a importância desta política no país.

“Este trabalho faz jus ao que se espera de instituições públicas, comprometidas com a sociedade brasileira, com a classe trabalhadora, com a ciência, com o conhecimento”, frisou Marise. “Acompanho há muito tempo o trabalho desta equipe. Este trabalho é humanamente, cientificamente e politicamente exemplar. Fico feliz com essa homenagem a vocês, amplamente merecida, porque é de longa data. Este trabalho nos convida a ver que é possível fazer educação de qualidade, que desenvolva em cada sujeito a capacidade de sua autonomia e que possa fazer uma leitura própria e crítica do mundo”, afirmou Frigotto.

Ainda participaram da solenidade a presidente da Associação das Câmaras Municipais do Oeste de Santa Catarina (Acamosc), Rachel Steiernagel; o diretor de Ensino, Pesquisa e Extensão do Câmpus Chapecó, Jacson Dreher; a diretora de Assuntos Estudantis do câmpus, Sandra Agne; e o representante do Poder Legislativo municipal, vereador Cleber Ceccon.

Veja todas as fotos da solenidade clicando aqui.

INSTITUCIONAL