Pular para o conteúdo

Notícias

Intercambistas recebem apoio de professores do IFSC no exterior

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 24 mai 2019 12:07 Data de Atualização: 24 mai 2019 13:06

Participar de um intercâmbio internacional é um sonho para muitos estudantes. O crescente número de inscritos no programa de intercâmbio do IFSC, o Propicie – que já está em sua 16ª edição -, demonstra a vontade de muitos alunos em poder vivenciar essa experiência. Ao mesmo tempo em que é empolgante, morar em outro país – ainda que só por poucos meses - pode ser desafiador. Por isso,  ter o apoio de professores da sua terra natal no exterior foi reconfortante para alguns intercambistas que estão neste momento participando do programa.

Foi o caso do estudante do curso de Ciências da Computação do Câmpus Lages, Lucas dos Anjos Varela, que está realizando um projeto de pesquisa na Universidade de Deusto, na Espanha, e recebeu a visita do chefe do Departamento de Ensino, Pesquisa e Extensão do seu câmpus, Vilson Heck Junior. A ida do docente à Espanha, em abril, foi possível graças a uma chamada interna feita com recursos do câmpus que ofereceu uma bolsa de auxílio-pesquisador para o orientador que quisesse acompanhar um aluno por uma semana em seu intercâmbio. 

O objetivo da viagem foi estreitar também relacionamentos com as demais instituições internacionais e promover a continuidade dos projetos de pesquisa desenvolvidas pelos alunos. “O propósito é que, além da experiência e do crescimento proporcionados ao aluno, possamos trazer elementos e mais projetos em parcerias com estas instituições para atender a ainda mais alunos e servidores”, explica Vilson.

Para o professor, a viagem foi muito rica, tanto culturalmente quanto em conhecimentos. “Nós ganhamos da Universidade de Deusto uma visitação ao Museu Guggenheim, da cidade de Bilbao. Além disso, tivemos visitação guiada pela Universidade de Deusto e tive a oportunidade de conhecer vários laboratórios, projetos e chefes de diferentes departamentos”, conta. 

Uma das conversas foi um primeiro passo para criar um programa de dupla titulação entre os cursos de Computação das instituições. O IFSC já possui o programa de Dupla Titulação com os cursos de Engenharia Elétrica do Câmpus Florianópolis e de Engenharia Mecânica do Câmpus Lages – ambos com o Instituto Superior de Engenharia do Porto (Isep).

Em solo espanhol durante alguns dias, Vilson acompanhou Lucas em diferentes momento da sua rotina, conhecendo como estava sendo o seu dia-a-dia, sua alimentação, seu posto de trabalho, seus colegas e orientadores. “Aproveitamos também para estudarmos melhor o problema de pesquisa, quando pude ajudar o aluno com algumas sugestões e encaminhamentos e fizemos ensaios para apresentações que ele precisará fazer sobre o trabalho”, destaca o professor.

Lucas conta que a visita permitiu que o professor do IFSC conversasse pessoalmente com a sua orientadora em Deusto, a professora Begoña Garcia. “Isso foi excelente, pois conseguimos trocar bastantes ideias com a Begoña e ainda direcionar o rumo do projeto”, reforça o aluno, que diz que estar em outro país tem sido uma experiência incrível. “Aprender com os melhores profissionais de pesquisa é algo inestimável”, ressalta. 

A visita do docente foi boa não só para Lucas, como também para o IFSC, uma vez que pode fortalecer a parceria já existente entre a instituição espanhola e o IFSC. “Pude conhecer sobre como funcionam as capacitações de mestrado e doutorado na instituição, o que pode ser útil para servidores do câmpus se capacitarem e trazerem benefícios aos seus trabalhos e, por consequência, aos alunos”, informa Vilson. Segundo Lucas, este período de pesquisa em Bilbau vai gerar grandes resultados e trazer muitos conhecimentos para o instituto. “Além de estar estudando nas duas melhores instituições, tenho os melhores professores me apoiando”, afirma o intercambista.

Apoio em terras espanholas

Quem também recebeu o apoio de professores em terras estrangeiras foi o aluno Gustavo Kimura, do curso superior de tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Câmpus Tubarão, que está desde março participando do mesmo projeto de pesquisa que Lucas na Univesidade de Deusto. Aproveitando que estavam em viagem internacional como premiação pelo prêmio IFSC de Inovação 2018, os professores Andressa Bregalda e Pierry Teza foram à Espanha. “Como estávamos indo para aquela região, pensamos que seria uma oportunidade para verificar como estava o desenvolvimento de suas atividades e sua adaptação na Espanha”, explica Andressa. 

Para Gustavo, poder ver seus professores no lugar em que está fazendo intercâmbio foi reconfortante. “A visita realizada pelos professores do IFSC na universidade foi muito boa para a retomada da socialização entre um grupo de brasileiros, visto que estou muito distante de casa e, às vezes, a saudade aparece”, conta. 

Gustavo é o primeiro intercambista do câmpus. Para quem até então nunca tinha saído de Santa Catarina, poder viajar para a Europa está sendo uma experiência e tanto. “Não posso esquecer de citar a grande possibilidade que é de aperfeiçoar os idiomas espanhol e inglês, como também aprender a seguir os passos de grandes profissionais da área de tecnologia, participando de um dos maiores institutos de pesquisa científica da Europa”, complementa o aluno.

O professor Pierry ficou impressionado com o desenvolvimento do estudante neste pouco tempo no exterior. “Fiquei surpreso em como a experiência está gerando mudanças nele, o que mostra que, inegavelmente, é um excelente investimento”, destaca. 

Gustavo ressalta que ver o professor do IFSC teve um sentido ainda mais especial. “Foi de ótimo grado ver novamente o Pierry, meu professor do IFSC, pois ele quem foi o responsável pela maior parte da motivação que foi necessária para o engajamento e realização de um intercâmbio internacional por mim”, afirma, 

Andressa também ficou feliz ao ver Gustavo.“É gratificante ver nossos alunos alçando voos e superando seus desafios, principalmente quando podemos ver de perto o quanto a experiência de um intercâmbio transforma a vida deles e abre novos caminhos”, reforça.

Sobre o Propicie 

O Propicie começou em 2010 e, desde então, 231 alunos do IFSC já participaram do programa. Atualmente, 18 estudantes estão no exterior pelo Propicie 15 e retornam até final de julho.

Recentemente, foram abertas as inscrições para o Propicie 16. O resultado final com os nomes da nova turma de intercambistas será divulgado em 7 de junho. Nesta edição, 10 alunos serão contemplados e embarcarão em setembro para instituições europeias.

Saiba mais

Acompanhe as experiências dos alunos do IFSC no exterior no Blog dos Intercambistas. Para mais informações sobre intercâmbio, clique aqui

INSTITUCIONAL