Pular para o conteúdo

Notícias

Curso do Mulheres Sim abre novas possibilidades para formandas no Câmpus São José

EXTENSÃO Data de Publicação: 05 dez 2019 14:32 Data de Atualização: 03 jul 2020 19:30

Encerrado com a formatura na última terça-feira, 3 de dezembro, o curso de Educação e Gênero, oferecido pelo Câmpus São José por meio do programa Mulheres Sim, ajudou  a trazer novas possibilidades para as 23 formandas. Iniciado na primeira semana de agosto, o curso foi destinado a mulheres acima de 15 anos, preferencialmente em vulnerabilidade social e encaminhadas por serviços de apoio como os Centros de Referência em Assistência Social (Cras). Ele teve como objetivo promover a cidadania e o empoderamento dessas mulheres. Temas como saúde da mulher, defesa pessoal, economia, equidade de gênero, raça, classe e sexo, entre outros, foram tratados no curso.

Das 23 estudantes formadas, 16 eram haitianas, como a cabeleireira Chantal Zidor, 32 anos, que veio para o Brasil há quatro e mora em São José, onde já estava seu marido. No curso, aprendeu crochê e acredita que pode transformar essa nova habilidade em fonte de renda. “Foi muito legal mesmo aprender tudo o que aprendemos”, comenta Chantal, em um português muito bem pronunciado.

Quando ingresso no curso, Denize Queiroz, 29 anos, tinha como objetivo elevar sua escolaridade, como falou em entrevista ao Portal do IFSC. Pouco mais de três meses depois, ela comemora as amizades que fez no curso. “O curso termina, mas as amizades vão continuar. Recomendo muito o curso para quem quer estudar. A parte ruim é sair dele”, diz Denize, também moradora de São José. Depois das aulas de economia, ela viu que pode ter uma boa fonte de renda com os salgadinhos que produz.

A possibilidade de empreender e encontrar uma nova fonte de renda empolga Jucelia Teixeira, 64 anos, que mora na parte continental de Florianópolis e decidiu fazer o curso depois de ficar alguns anos procurando emprego em vão. “Ainda estou procurando, mas tá difícil”, comenta. Com experiência de quase uma década de trabalho na área da saúde, ela gostou das amizades que fez e das aulas de crochê. “Se tiver outro curso desse e se eu puder fazer, eu vou querer”, avisa.

Feira

Além da formatura, outro momento que marcou o fechamento das atividades do curso foi a feira de economia solidária organizada pelas estudantes na última quinta-feira, 28 de novembro. Elas comercializaram no hall do câmpus materiais como pulseiras, enfeites e lembranças de Natal produzidos por elas. “Tudo que foi feito aqui, elas podem reproduzir em casa e vender. Elas já têm autonomia para fazer isso”, explica a professora Ana Paula Pruner de Siqueira. Durante o curso, além de aprender a produzir, elas tiveram noções de divulgação e comercialização dos produtos.

Saiba mais sobre o Mulheres Sim na página de iniciativas sociais do Portal do IFSC.

 

EXTENSÃO CÂMPUS SÃO JOSÉ