Pular para o conteúdo

Notícias

Intercambistas retornam para Xanxerê após passar semestre em Portugal e Espanha

CÂMPUS XANXERÊ Data de Publicação: 10 jul 2020 16:50 Data de Atualização: 10 jul 2020 17:11

Os estudantes do Câmpus Xanxerê, que participavam do intercâmbio do IFSC fora do país, estão todos de volta ao Brasil e já cumpriram o isolamento social obrigatório para aqueles que chegam do exterior. Eles voltaram de Portugal e Espanha em datas distintas, conforme conseguiram adequar suas passagens aéreas em razão do coronavírus.

A aluna do técnico integrado em informática Clara Pithon da Silva foi a primeira a retornar ao Brasil, conseguiu passagem ainda no mês de abril. Ela ficou cerca de um mês em Porto, Portugal, para participar do projeto The Route, sobre rotas turísticas. Já os estudantes de Engenharia Mecânica Jhou Maik Trampusch e João Pedro Müller moraram juntos em Porto, Portugal; e o quarto intercambista, Daniel Baraldi, esteve em Bilbao, na Espanha. Os últimos três passaram o semestre fora do Brasil. 

João Pedro e Jhou Maik chegaram ao Brasil nos dias 18 e 19 de junho, respectivamente. O primeiro participou de forma online do projeto "OP - Produção Otimizada", e o segundo estudante de um projeto de gestão e simulação de redes elétricas e edifícios inteligentes. Mesmo passando a maior parte do tempo em distanciamento social, eles conseguiram participar dos projetos de forma online e conhecer a cultura local quando foi permitido.

“Tive a experiência da diferenciação das línguas, que mesmo sendo português ainda é muito diferente do falado aqui no Brasil, e também conheci um pouco dos costumes e do estilo de vida dos moradores de Porto. Academicamente falando, tive pouco contato com a instituição de ensino de lá, em virtude do Covid,  mas ainda consegui aproveitar muito o contato, via web, dos professores e alunos do ISEP, dos quais aprendi sobre certos temas que não são abordados em meu curso aqui do Brasil”, destaca João Pedro, que também fez um relato para o Blog dos Intercambistas do IFSC.

Já Jhou Maik conseguiu aproveitar do segundo mês em diante, quando voltaram a abrir os lugares turísticos e comércio. “Aprendi bastante, embora a situação não tenha sido das melhores. Aprendi sobre alguns costumes portugueses, pude experimentar a culinária e inclusive descobri que o Pastel de Belém não é o melhor pastel de nata de Portugal”, brinca. “Mas sinto por não ter podido visitar o ISEP, pois somente o administrativo estava funcionando”, finaliza. Veja o relato e fotos do estudante no Blog dos Intercambistas.

Daniel, que estava na Espanha, conseguiu curtir mesmo nas últimas semanas. “As medidas restritivas já estavam menos rígidas, locais culturais voltaram a abrir, então deu para conhecer e aprender. O que eu mais curti foram as cidades, a dualidade constante entre o antigo e o moderno na arquitetura. Mas sobre a cultura eu aprendi pouco, pois tive pouco contato com a sociedade em razão do coronavírus”, conta. Leia relato e mais fotos no Blog dos Intercambistas.

Saiba mais

Os alunos participaram das etapas do edital do Propicie no segundo semestre de 2019, foram aprovados, e embarcaram para desenvolver projetos de pesquisa em universidades da Europa. Alguns dias após chegarem aos destinos, no início de março deste ano, foram surpreendidos com o aumento dos casos de coronavírus e com decretos presidenciais focados no distanciamento social. Lembre das experiências dos estudantes ao chegarem no exterior. 

Quer saber mais sobre o Propicie?
Conheça mais histórias dos intercambistas do IFSC.

 

CÂMPUS XANXERÊ BLOG DOS INTERCAMBISTAS