Pular para o conteúdo

Notícias

Didascálico consolida eventos de arte e cultura no IFSC

EXTENSÃO Data de Publicação: 23 nov 2021 11:29 Data de Atualização: 24 nov 2021 10:23

Um evento que iniciou no Câmpus Florianópolis, agora representa a consolidação de ações de arte e cultura nos câmpus do IFSC. A Mostra de Arte e Cultura Didascálico é um movimento criado com o intuito de promover a educação por meio da linguagem artística. Nasceu no Câmpus Florianópolis e neste ano de 2021 é realizado por 11 câmpus do IFSC: Araranguá, Caçador, Criciúma, Florianópolis, Garopaba, Gaspar, Lages, Palhoça Bilíngue, São Carlos, São José e São Lourenço do Oeste. Neste ano, o Edital Proex 12/2021 Didascálico, está contemplando 11 projetos, colocados em execução nos meses de setembro, outubro e novembro, e 74 estudantes estão participando e recebendo auxílio financeiro.

Veja a programação completa dos eventos realizados em 2021 clicando aqui

A história do Didascálico iniciou em 2001 no Câmpus Florianópolis por iniciativa de integrantes do Grupo Teatral Boca de Siri e Grêmio Estudantil a partir de um evento anterior já realizado no câmpus chamado Estação das Artes. O que começou como uma mostra de teatro, visando popularizar o Grupo Teatral, a cada ano passou a ter mais abrangência, englobando outras manifestações artísticas, como música, dança e as artes visuais, com a fotografia, o desenho e a pintura. A participação da comunidade externa também foi um marco importante, abrindo as portas da instituição por meio da arte e da cultura.

Segundo a professora de Artes Tânia Meyer, uma das idealizadoras do evento, Didascálico é uma palavra grega que significa “orientações dadas pelo diretor da obra aos atores”. Ela conta que, com o grande sucesso do evento, os professores da Coordenadoria de Atividades Artísticas do Câmpus Florianópolis sugeriram à Pró-reitoria de Extensão e Relações Externas que fosse criado um evento estadual de arte e cultura, com a participação de todos os câmpus.

Assim, em 2016, foi lançado o primeiro edital de Extensão de fomento à realização do Didascálico em todos os câmpus, com envolvimento da comunidade local. A partir deste ano, ele foi inserido no Sigaa e começou a ser administrado pela Diretoria de Extensão (Direx). 

 

Inovação

Para 2021 mais avanços. O projeto agora tem um site - https://ifsc.edu.br/didascalico - permanente no Portal do IFSC, onde encontram-se os câmpus que submeteram propostas e demais informações e produções veiculadas pelos coordenadores. Para a Diretoria de Extensão, trata-se de um espaço importante para levar ao conhecimento da comunidade os trabalhos desenvolvidos pelos câmpus no âmbito das artes, além de possibilitar uma visibilidade maior aos trabalhos que são apresentados, por alcançar um número maior de pessoas. Situação ainda mais primordial no momento em que a arte está reprimida em função da pandemia do Covid-19. 

Veja outros vídeos sobre o evento no canal do IFSC no Youtube.

Linha do Tempo

̶  2001: foram apresentadas cinco leituras dramáticas e cinco peças teatrais e oferecidas oficinas de: “Treinamento do Ator”, “Dança de Salão” e de “Reciclagem Artesanal de Papel”. Contou com aproximadamente 50 pessoas por espetáculo.

̶  2002: apresentaram-se sete peças teatrais, uma de teatro-dança e uma leitura dramática. Neste, houve uma inovação com as Oficinas de: “Voz e Canto”, “Técnicas de Escalada e Rapel”, “Clown” e “Treinamento do Ator”. Ocorreu também a primeira mostra de filmes. A média de público deste ano foi de 60 pessoas por espetáculo.

̶  2003: foram apresentadas nove peças teatrais e uma performance músico-teatral. Além disso foram oferecidas oficinas de: “Percussão Corporal”, “Construção de Movimento Expressivo” e “Corpo em Cena”. Realizou-se a segunda edição da mostra de filmes. A média de público do evento foi de 85 pessoas por espetáculo.

̶  2004: foram apresentados dez espetáculos teatrais e uma performance musical. Pela primeira vez contou com a participação do Grupo de Teatro do Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná (TECEFET) do Instituto Federal do Paraná, IF-PR. Foram oferecidas oficinas de: “Dança de Salão”, “Malabares”, “Técnica Vocal”, “Confecção de Bonecos com Material Reciclável”, “Técnicas de Teatro de Rua” e “Movimento Corporal”. Realizou-se, também, a terceira edição da mostra de filmes. A média de público foi de 95 pessoas por espetáculo.

̶  2005: além da apresentação de nove espetáculos teatrais, foram oferecidas oficinas de: “Voz”, “Improvisação e Composição da Dança Contemporânea”, “Técnicas Circenses”, “Papel Reciclável” e “Leitura Dramática”. Foi realizada, também, a Exposição “10 Anos de Teatro no IFSC – História do Grupo Teatral Boca de Siri”, com horário de visitação para os participantes, os alunos e a comunidade. A média de público por espetáculo foi de 100 pessoas.

-2006: foram apresentados também nove espetáculos teatrais e oferecidas oficinas de: “Técnicas Circenses”, “Teatro de Rua”, “Corpo e Voz” e “Dança”, contando, em média, com 105 pessoas em cada apresentação.

̶  2007: foram apresentados doze espetáculos, sendo nove teatrais, uma intervenção performance e duas apresentações musicais, uma no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC). Foram oferecidas oficinas de: “Instrumentalização de Personagem”, “Composição Corporal”, “Construindo Estórias no Teatro a Partir de Fragmentos de Texto”, “Corpo e Voz” e um “Workshop de Violão Clássico”. A média de público por espetáculo foi de 120 pessoas em cada apresentação, e, aproximadamente, 25 pessoas em cada oficina.

̶  2009: ofereceu aos participantes e à comunidade, como nas outras edições, oficinas gratuitas durante a semana do evento “Dramaturgia do Corpo – a Exploração do Movimento na Composição da Cena”, “Improvisação em Cena”, “Teatro de Bonecos com Material Reciclável”, “Dança do Ventre”, “Dança de Salão” e “Dança de Rua”. E apresentações teatrais, folclóricas, musicais, recitais de poesia, palestras e mesa redonda, bem como exposição de pinturas, trabalhos de pesquisa, textos criativos e poesias dos alunos e da comunidade. Contou com a participação de poetas da Galiza na Espanha. A partir desse primeiro contato com os poetas galegos, no Didascálico, foi criado o Instituto Cultural Brasil-Galiza- ICBG. Participaram também o Núcleo de Estudos da Terceira Idade -NETI (UFSC) e a Associação dos Poetas Advogados de Santa Catarina. Até esta edição, o evento recebeu o nome de: Didascálico- Mostra de Teatro IFSC. Essa mostra teve um destaque maior, pois atraiu 5.500 pessoas.

̶  2010: houve apresentações para o público interno e externo de nossa Instituição, com um público médio durante a semana do evento de aproximadamente 3500 pessoas, com uma média de público de 140 pessoas por espetáculo e de 25 pessoas por oficina. A partir desta edição, o evento passou a chamar-se Didascálico – Mostra de Arte e Cultura - IFSC. A abertura do 9º Didascálico contou com a apresentação do Coral e Orquestra do IFSC, Câmpus Florianópolis. Durante o evento foram apresentados nove espetáculos teatrais, dois espetáculos de dança, seis apresentações musicais, dezessete bandas, mostra de vídeos, capoeira, exposição de desenhos, fotografias, pinturas, livros, varal literário e poesias da Galiza-Espanha. Além de oficinas e de whorkshops, foram confeccionados pelos alunos origamis para fazer parte da decoração do evento. Com a comemoração dos 15 anos do Grupo Teatral Boca de Siri - IFSC foi feita uma exposição com intuito de contar a sua trajetória.

̶  2011: ofereceu aos participantes, como nas outras edições, oficinas gratuitas durante os dias: oficina de forró, ator manipulador de bonecos, Improvisação Teatral, Dança Flamenca, Dança de Rua, Técnica Vocal Aplicada ao Rock, Expressão Corporal, Balé e Pintura. Participaram do evento o Câmpus Continente com o projeto “Cultura Osmótica” e o Câmpus São José com o projeto: “Corpos Teleperformáticos”. Houve, também, apresentação de vídeo, capoeira, musicoterapia, lançamento de livro, declamação de poesias, apresentação de “Pau de Fita”, música erudita e popular, com a presença da orquestra do IFSC, Câmpus Florianópolis (OEXP), do coral- IFSC e diversas bandas musicais, grupos de dança, de teatro, palestra de literatura, espetáculo de Clown e, também, exposição de desenho, pintura e fotografia. O 10º Didascálico apresentou um público médio durante a semana do evento de 4500 pessoas, com uma média de 130 pessoas por espetáculo e de 20 pessoas por oficina. Nesta edição, comemoraram-se os 10 anos do Didascálico e os 10 anos da OEXP -Orquestra Experimental – IFSC. A partir deste3 ano, o Didascálico passou a se fomentado pela Direx.

̶  2016: a partir deste ano foi inserido no SIGAA e começou a ser administrado pela Direx, sendo oportunizado a todos os câmpus do IFSC.

EXTENSÃO DIDASCÁLICO

Nó: liferay-ce-prod02

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.