Pular para o conteúdo

Notícias

Câmpus Urupema promove o I Torneio de Xadrez na Escola

CÂMPUS URUPEMA Data de Publicação: 28 ago 2013 21:00 Data de Atualização: 06 fev 2018 14:20

 

Nos dias 12 e 19 de agosto, o Câmpus Urupema do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) promoveu o I Torneio de Xadrez na Escola. O evento faz parte do projeto de extensão “Clube de xadrez em Urupema: fomento à prática do jogo entre alunos das escolas públicas do município”. A atividade reuniu 20 alunos do 5º ao 9º ano da Escola de Educação Básica (EEB) Manoel Pereira de Medeiros, de Urupema, para a prática de xadrez.

 

Durante os meses de maio e agosto, os participantes do projeto reuniram-se todas as segundas-feiras na sala de jogos da escola, durante três horas, para praticar o jogo antes do torneio. Ao total, foram 14 encontros sob a supervisão dos professores do IFSC Ailton Durigon e João Gustavo Provesi e a bolsista Jozieli Andrade Wrubleschi. 

 


O grupo aprendeu os conceitos básicos do jogo, como as regras, táticas, estratégias, movimento das peças e anotação de partidas. Um dos encontros foi realizado no laboratório de informática do Câmpus Urupema, onde os alunos jogaram xadrez on-line contra adversários de outros países. 

 

Após o término do curso, os estudantes participaram do I Torneio de Xadrez na Escola. O vencedor do torneio, Luiz Eder Fabre Gaio, recebeu um troféu e um tabuleiro oficial. Os alunos Stefanie Sá Stipp, que ficou em segundo lugar e Leandro Andrade Gaio, que ficou em terceiro, ganharam um tabuleiro oficial. Em quarto lugar, Eduardo Matheus Stolte levou para casa um tabuleiro semi-profissional.

 


De acordo com o professor João Gustavo, os alunos mostraram uma evolução durante o curso. “Percebemos o aumento do poder da concentração das crianças. As primeiras partidas eram disputadas em cinco ou dez minutos, com intensa troca de peças entre os adversários. Houve partidas no torneio, já no final do curso, que tiveram 1h30 de duração, um tempo longo de concentração e foco para alunos do ensino fundamental”, conta o professor.

 

Nos encontros, os professores lançaram um desafio aos estudantes: eles tinham que responder questões de xeque-mate em até três lances, de maneira que o aluno ia acumulando pontuação. O vencedor do desafio foi Leandro Andrade Gaio (terceiro lugar no torneio). Segundo João, o desenvolvimento dos participantes foi impressionante. “No início, eles não conheciam o posicionamento das peças no tabuleiro. Já nos últimos encontros, quebravam a cabeça para resolver um exercício de xeque-mate em três lances, o que representava um desafio”, destaca o professor.

 

Os tabuleiros e outros materiais utilizados durante o projeto foram doados à EEB Manoel Pereira de Medeiros para que a escola possa dar continuidade ao projeto. O objetivo do câmpus é fomentar a prática do jogo de xadrez como uma atividade de lazer aos alunos, além de desenvolver capacidades emocionais.

 

CÂMPUS URUPEMA