Pular para o conteúdo

Notícias

Câmpus discutem e exibem ciência na busca pela redução das desigualdades

EVENTOS Data de Publicação: 24 out 2018 15:21 Data de Atualização: 30 ago 2019 11:22

Sob a temática de A Ciência para redução das desigualdades, a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que oficialmente aconteceu de 15 a 21 de outubro, foi palco para apresentar a produção científica, tecnológica, e extensionista realizada nos diversos Câmpus. A programação foi intensa e variada, com palestras, mostras, oficinas, competições a interações com comunidades locais. Coordenada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação (MCTIC), a SNCT tem como objetivo geral promover e estimular, em todo o país, atividades de difusão e de apropriação social de conhecimentos científicos e tecnológicos relacionados com a temática proposta em cada edição.

O Câmpus Palhoça Bilíngue realizou na terça (16) atividades da SNCT, com palestra, oficinas, roda de conversa e exibição de filme que reuniram 171 estudantes dos cursos técnicos integrados em Comunicação Visual e em Tradução e Interpretação de Libras. Pela manhã, ocorreu palestra via Skype com Jéssica Pereira Lacerda, tradutora-intérprete do Instituto Federal da Bahia (IFBA). Estudantes que participaram da oficina "SC Games - Criação de personagem para games:Técnica Pixel Art" e finalizarem suas atividades receberão certificado numa cerimônia de formatura no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, em 5 de dezembro, o que vislumbra novas parcerias e oportunidades aos alunos no que se refere à experiência no mercado de trabalho da comunicação visual e multimídia.

No Câmpus Criciúma, o evento foi realizado entre os dias 15 e 17 de outubro, se estendendo até sexta (19) com atividades específicas para os estudantes de Licenciatura em Química e, ainda, se abrindo para a participação de estudantes do IFSC na Expomais (Encontro Sul Brasileiro de Marketing, Administração, Inovação e Sinergia). Esse Encontro contou com a participação de profissionais de renome nacional e internacional, que compartilharam suas experiências com temas como nanotecnologia, economia criativa, transformação digital, improviso, criatividade, entre outros. O IFSC Câmpus Criciúma foi uma das entidades cocriadoras do evento.

No total, foram realizadas 18 palestras, 16 oficinas, sete minicursos e workshops, além de atividades como uma trilha ecológica na mata localizada nos fundos do Câmpus, plantio de árvores e apresentações culturais. As atividades envolveram os estudantes dos cursos técnicos em Edificações, Mecatrônica, Química e Eletrotécnica, e dos cursos de graduação em Engenharia Mecatrônica, Engenharia Civil e Licenciatura em Química, e também servidores, funcionários terceirizados e comunidade externa.

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) realizada pelo Câmpus Araranguá teve a marca da diversidade, da integração com a região e do protagonismo dos estudantes. Foram dois dias de atividades envolvendo todos os cursos do Câmpus, abertas à comunidade, com apresentações dos trabalhos desenvolvidos pelos estudantes e discussões sobre a relação do IFSC com a região.

Estudantes e servidores, além de estudantes de escolas da região, puderam acompanhar minicursos, palestras e apresentações nas áreas de Moda, Vestuário, Têxtil, Física e Eletromecânica. Para o professor Werther Serralheiro, ensino, pesquisa e extensão são indissociáveis e fundamentais na formação de nossos alunos. "Neste momento podemos conhecer e transmitir os trabalhos desenvolvidos no Câmpus que possibilitam a disseminação da ciência e da tecnologia e agregam na formação acadêmica dos alunos”, afirma.

A Semana foi também um momento para apresentar projetos de extensão realizados na região de Araranguá e oportunizar discussões pertinentes para o desenvolvimento regional. Indígenas da comunidade de Nhu Porã, de Torres (RS), realizaram uma feira de artesanato. Eles participam de projetos do Câmpus que envolvem inclusão digital, saúde e história oral. Além disso, foi realizada também uma feira de economia solidária com as participantes do programa Mulheres Sim, que além da satisfação de apresentarem seus trabalhos obtiveram um retorno financeiro com a venda de seus produtos.

Comunidade externa

O IFSC promoveu, em Jaraguá do Sul, a 15ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), com atividades que reuniram estudantes, servidores e comunidade externa nos Câmpus Jaraguá do Sul-Centro e Jaraguá do Sul-Rau. 

No Câmpus Jaraguá do Sul-Centro, um dos destaques ocorreu na atividade de abertura da SNCT, na terça-feira (16). O professor da Udesc, Fernando Scheefer, falou sobre os avanços e retrocessos no Brasil em relação à pobreza e à desigualdade social. “Tivemos melhorias nos últimos tempos no que diz respeito à pobreza, mas não na desigualdade entre as pessoas”, destaca. Além dos destaques de cada câmpus, fizeram parte das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia exposições fotográficas, oficinas, minicursos, apresentações orais, debates, mesas redondas, concursos, exibições de filmes.

Das possibilidades de contribuir com o desenvolvimento da comunidade através da tecnologia às oportunidades que as carreiras tecnológicas têm a oferecer, a segunda edição do Seminário de Inovação e Tecnologia (Semit) do Câmpus Tubarão trouxe debates para os futuros profissionais que estão sendo formados pela instituição, além de discussões e “prestações de contas” sobre a relação do IFSC com a região. Tudo isso permeado por cultura e integração entre estudantes, servidores e comunidade. O 2º Semit foi realizado de 15 a 19 de outubro, dentro da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). Uma das novidades deste ano foi a realização, em paralelo, da Mostra de Arte e Cultura Didascálico, que nas duas edições anteriores havia sido realizada de forma independente.

Diretora do Câmpus Tubarão, Consuelo destacou a qualidade da programação e a importância de eventos como o Semit para proporcionar formação e oportunidades para a população. “Temos que criar condições de autonomia para os trabalhadores e estudantes, para que todos possam ter emprego, renda e estudo. Precisamos lutar para que tenhamos um país, um Estado e um município melhore”, disse Consuelo na abertura do evento, defendendo a importância do IFSC no desenvolvimento regional.

Os estudantes do Câmpus Tubarão também tiveram a oportunidade de ministrar oficinas, falando sobre projetos que estão desenvolvendo em seus cursos, além de apresentarem projetos de pesquisa e extensão que têm a ver com a tentativa de solucionar problemas da comunidade através da tecnologia.

Uma das atividades realizadas no Câmpus Lages dentro da programação da SNCT foi a palestra sobre “Uso da internet, jogos e redes sociais”. Nela, a psicanalista Andrea Oneda abordou o comportamento das pessoas no uso dessas ferramentas digitais, alertando para os perigos dos excessos na nossa relação com o mundo virtual.

Inclusão

Tornar o mundo mais inclusivo para pessoas com deficiência foi o tema das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do Câmpus Florianópolis – Continente. Nos dois dias de evento, terça (16) e quarta (17), foram realizadas palestras, rodas de conversa e apresentações culturais, como Outubro Rosa, cinema e debate sobre autismo, grupo de capoeira da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE), palestra sobre empreendedorismo para redução de desigualdades e sobre educação inclusiva e acessibilidade. No segundo dia, alunos e visitantes do câmpus puderam participar de diversas atividades lúdicas, como experiências sensoriais, arte adaptada (pintura com o pé), passeio com cadeira de rodas e esportes adaptados, como dominó às cegas, boliche vendado, basquete colaborativo, entre outros.

De 16 a 18 de outubro, a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) do Câmpus Joinville teve olimpíada de robótica, discussão sobre indústria 4.0, palestra sobre veículos autônomos, apresentação de pesquisas desenvolvidas por servidores e alunos e feira de ciências. Mas teve, principalmente, o desafio de mostrar o quanto o conhecimento pode mudar nossas ações diárias e contribuir para que o tema da semana, "Ciência para a redução das desigualdades", passe de meta para realidade, com a incorporação de atitudes simples no nosso cotidiano.

Um exemplo? Separar o material reciclável e dar o destino adequado. "Você já se perguntou para onde vai o material da coleta seletiva? Ele alimenta as famílias de recicladores que vivem deste trabalho e que não sabem fazer outra coisa. 70% estão abaixo da média de escolaridade e muitos viviam no alcoolismo, sem esperança. Mas, graças às cooperativas de reciclagem, onde todo lucro é dividido igualmente entre os cooperados, eles voltam a estudar e dão estudo a seus filhos, voltam a sonhar", afirmou o coordenador da cooperativa Associação Ecológica de Recicladores e Catadores de Joinville (Assecrejo), Severino Tavares Nunes, o Primo.

Outra data

O Câmpus Xanxerê realiza dois eventos nesta semana, de 22 a 26 de outubro. A abertura aconteceu terça-feira (24), tanto da Semana Acadêmica de Mecânica quanto da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). Na programação, oficinas variadas, como de metrologia, soldagem, hortas urbanas, e teatro. E ainda festival de filmes, palestra com empresas, workshop sobre o mundo profissional e mostra científica.

EVENTOS