Pular para o conteúdo

Notícias

Alunos do Ensino Médio Técnico representam o estado em encontro de Matemática

ENSINO Data de Publicação: 12 dez 2018 06:30 Data de Atualização: 28 ago 2019 16:00
Alunos do Ensino Médio Técnico representam o estado em encontro de Matemática

Dois estudantes do Câmpus Xanxerê representaram o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) em um encontro de matemática, o Hotel Hilbert (HH). Ao todo, 200 alunos de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal estiveram em Florianópolis para o evento, no final de novembro.

O encontro reuniu estudantes com bom desempenho no Programa de Iniciação Científica (PIC) da Olimpíada Brasileira de Matemática (Obmep). Eles tiveram acesso a conteúdos para todos os gostos, de palestras sobre criptografia, xadrez, astronomia e extração de petróleo, e ainda atividades de recreação, jogos e passeios.

Os estudantes Felipe Lorenzzon e Kaue Oselame, ambos do Ensino Médio Técnico Integrado em Alimentos, também participaram do encontro em razão do bom desempenho no PIC que, no Câmpus Xanxerê, está ligado ao projeto de extensão “Grupo de estudo para Olimpíadas de Matemática”.

Além de atender os estudantes do Ensino Médio do IFSC, o grupo também atende alunos do 8º e 9º anos de três escolas públicas de Xanxerê. A professora de Matemática do câmpus e coordenadora do projeto, Rosangela Ramon, conta que de forma geral as atividades desenvolvidas nos projetos consistem no estudo e discussão de conceitos e problemas matemáticos, onde semanalmente os alunos se reúnem com professores para resolver problemas desafiadores.

Para Kaue, a participação no grupo foi fundamental para as conquistas na área da Matemática. “Foi uma grande ajuda para as olimpíadas que acontecem durante o ano, e também na sala de aula, pois aprendemos conteúdos vistos em sala, mas com maior aprofundamento e também conteúdos novos. Nos encontros os colegas sempre se ajudam e compartilham conhecimentos e experiências", afirma o aluno.

Felipe Lorenzzon concorda, lembrando que, há alguns anos, ele já demonstrava interesse em matemática, mas participou de duas olimpíadas no ensino fundamental e não ganhou nenhuma. “Ano passado, consegui uma medalha de bronze na Obmep e uma de prata na Obmep. Comecei a participar do projeto, o que agregou muito conhecimento para mim e melhorou minhas justificativas nos problemas matemáticos”, afirma.

ENSINO CÂMPUS XANXERÊ