Pular para o conteúdo

Notícias

Projeto de alunas do IFSC cria horta comunitária em bairro da periferia de Criciúma

EXTENSÃO Data de Publicação: 08 nov 2022 08:51 Data de Atualização: 11 nov 2022 16:45

Num terreno pouco utilizado no bairro Renascer, em Criciúma, agora vicejam sete canteiros com hortaliças, chás e temperos. Isso graças a uma iniciativa de estudantes do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), que desenvolveram um projeto para levar a reflexão sobre conscientização ambiental e alimentação saudável à comunidade. A ação foi viabilizada através do projeto Protagonismo Discente, que estimula que estudantes do IFSC identifiquem demandas da comunidade e proponham solução.

Protagonismo Discente é um edital lançado anualmente pelo IFSC para apoiar financeiramente projetos de extensão desenvolvidos pelos próprios estudantes. A edição de 2022 contemplou 18 propostas com o total de R$ 149.400.

Estudantes do curso técnico em Meio Ambiente do Câmpus Criciúma, Mariana de Oliveira e Yasmin Feltrin propuseram desenvolver uma horta comunitária na periferia da cidade, mais precisamente no bairro Renascer. Supervisionadas pela servidora Marilane Farias, que é mãe de Mariana, as alunas aplicaram os conhecimentos do curso e colocaram mãos e pés na terra para construir a horta – trabalho que começou com conversas com os moradores do bairro Renascer.

“Começamos a conversar com os moradores e percebemos que havia poucas hortas no bairro. Conversando, descobrimos também que a área era usada para o descarte da pirita [resíduo sólido proveniente da extração de carvão], fizemos análise do solo com a Epagri [Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina] e realmente o solo é contaminado e ácido. Então, poucas pessoas conseguiam plantar alguma coisa que florescesse. Tanto que decidimos fazer a horta em cima do solo, com caixotes, para usar outra terra que não fosse do solo contaminado”, relata Mariana.

O primeiro mutirão de plantio aconteceu no dia 3 de setembro. A horta conta agora com cinco canteiros elevados e mais dois que foram criados no último mutirão, realizado no sábado, dia 5 de novembro. No local, foram plantadas hortaliças como rúcula, alface, repolho e couve, além de chás e temperos.

Com o projeto, as estudantes do IFSC esperam estimular a produção de alimentos saudáveis, com a participação da comunidade, que agora contam com uma horta perto de suas casas. Além disso, a ideia é estimular a participação, principalmente de crianças, que sempre se envolvem nas atividades. No último sábado (5), as alunas do IFSC realizaram uma oficina de pintura em que as crianças produziram sinalizações e materiais para enfeitar o espaço.

“Nas primeiras vezes que começamos a conversar com o pessoal do bairro, sempre foram receptivos. Nem todos ajudaram na construção da horta, mas todos apoiaram a ideia. Conversamos com a associação do bairro, com comerciantes e vizinhos. E tivemos uma receptividade muito grande. Mas quem ajuda mesmo são as crianças. Elas dão um show de participação”, diz Mariana.

EXTENSÃO CÂMPUS CRICIÚMA

Nó: liferay-ce-prod03

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.