Pular para o conteúdo

Notícias

Aluno do Ensino Médio é medalhista em competição internacional de matemática

ENSINO Data de Publicação: 26 dez 2019 10:28 Data de Atualização: 26 dez 2019 11:08

Tiago da Silva Henrique completa 19 anos em março de 2020. Aí já será aluno de graduação de Ciência de Dados da Fundação Getúlio Vargas, (FGV), no Rio de Janeiro. Essa conquista é o resultado final por seu rendimento na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep 2019). Em três anos de Ensino Médio, entre os cursos de Eletrotécnica e de Química, ele somou 17 medalhas em competições acadêmicas. A última delas aconteceu no International Youth Math Challenge (IYMC), desafio internacional de Matemática, também considerado como o maior concurso on-line para jovens. 

“Foi interessante. É uma prova em inglês com 40 questões que devem ser resolvidas em uma hora. Não esperava obter um desempenho tão satisfatório. Não possuía grandes expectativas, foi surpreendente”, declara Tiago sobre sua conquista da medalha de Prata no IYMC. Ele teve 33 acertos na prova.

O aluno do IFSC revela sua rotina e forma de estudo. “Resumidamente, eu uso livros, vídeos e arquivos da internet, que, em geral, são recomendados pelos próprios organizadores das competições ou por estudantes de desempenho exemplar em seus blogs, e que também indicam como estudar! Na prática, no entanto, eu fico pouco tempo na teoria e muito na prática; como terei, na prova, de resolver problemas de maneira clara e num tempo delimitado, isso é importante. Muitas vezes era frustrante, aliás; mas essa era, em suma, minha rotina”.

Tiago não se sente apto a dar conselhos a outros estudantes de como estudar, mas arrisca: “de maneira simples, eu diria para não estudarem apenas na noite anterior à prova; no entanto, como disse, não me considero um bom conselheiro”.

Ele revela não ter um grande amor por nenhum conteúdo específico de matemática. “Eu aprecio bastante a geometria euclidiana; apesar de não ter um domínio pleno desse assunto (de nenhum, na verdade), acho-o muito elegante!”, elogia Tiago, que iniciou sua trajetória no IFSC, em 2015, no curso de Ensino Médio Técnico Integrado de Eletrotécnica. Em 2017, solicitou sua transferência para o Técnico em Química. “Sumariamente, queria algo novo; não gostava do meu curso e queria mudar de turno; escolhi química, então - na época, gostava muito dessa área; ainda gosto. Aliás, há muita matemática no meu curso, apesar de ser algo mais computacional. Enfim, foi uma escolha, admito, meio arbitrária. Não me arrependo, porém; o curso é bom, os profissionais são competentes e os estudantes são muito legais”.

E o futuro estudante da Fundação Getúlio Vargas atribui ao IFSC um olhar mais consciente da vida à sua volta. “Compartilho a opinião da maioria: é uma instituição excelente. Ela de fato proporcionou que eu olhasse o mundo ao meu redor de a forma mais abrangente, mais crítica, mais consciente. Me tornou uma pessoa mais competente, digamos assim…...de forma geral, a educação e o ensino do IFSC são excepcionais!”

Futuro

Pelo seu desempenho na Obmep 2019, Tiago recebeu o convite da FGV para realizar o vestibular da Instituição em outubro passado, e caso fosse aprovado, faria sua graduação com o auxílio de uma bolsa de estudo. Tiago parte para o Rio de Janeiro em fevereiro, para cursar Ciência de Dados. 

Tiago conta que sua primeira medalha (prata) foi em 2015, quando cursava o 9o ano na Escola Básica Municipal Luiz Cândido da Luz. Porém, sua primeira participação foi no 6o ano, quando concorreu na Obmep 2012.

Desempenho

- 1 medalha de Prata na International Youth Math Challenge (IYMC)
- 3 medalhas de Ouro na Olimpíada Catarinense de Química (OCQ)
- 3 medalhas de Ouro e 1 medalha de Prata na Obmep
- 1 medalha de Bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM)
- 1 medalha de Ouro e 1 medalha de Bronze na Olimpíada Brasileira de Química (OBQ)
- 2 medalhas de Ouro, 1 medalha de Prata, e um prêmio William Glenn Whitley, em 2019, na Olimpíada Regional de Matemática de Santa Catarina (ORM)
- 2 medalhas de Ouro na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas
- 1 medalha de Prata da Olimpíada de Matemática dos Institutos Federais (OMIF)

* Prêmio William Glenn Whitley é entregue ao aluno com  a maior pontuação entre os três níveis da Olimpíada Regional de Matemática de Santa Catarina (ORM).

O que é o IYMC?

O International Youth Math Challenge é uma competição internacional de matemática que permite que estudantes de todos os países provem suas habilidades matemáticas e liberem sua criatividade. Para participar basta ser um estudante do ensino médio ou universidade. 

ENSINO