Pular para o conteúdo

Notícias

8 de março: Câmpus Araranguá discute violência contra a mulher e participação feminina na ciência

CÂMPUS ARARANGUÁ Data de Publicação: 03 mar 2020 14:32 Data de Atualização: 04 mar 2020 14:52
8 de março: Câmpus Araranguá discute violência contra a mulher e participação feminina na ciência

O Câmpus Araranguá do IFSC recebe a partir desta quinta-feira (5) uma série de atividades alusiva ao Dia Internacional da Mulher, celebrado no próximo domingo. A programação conta com discussões sobre relacionamento abusivo e violência contra a mulher, palestra sobre a participação feminina na ciência e cine debate. As atividades acontecem no auditório do Câmpus.

“É a partir de relatos das alunas em grupos de orientação profissional, atendimentos psicológicos, nos corredores, que identificamos a necessidade de abordar estes temas específicos dentro da questão de gênero”, explica a psicóloga Julyelle Conceição. “Na questão do relacionamento abusivo, vem sendo identificada essa demanda, de conversar sobre, de entender melhor como é caracterizado o relacionamento abusivo. A questão das mulheres na ciência por conta de que a ideia é que a mulher possa ocupar o lugar que for do interesse dela, demanda identificada nos grupos de orientação profissional, em que ouvi alunas da Eletromecânica que gostariam de ser engenheiras no futuro, mas temiam por conta de comentários machistas”, conclui.

O evento é organizado pelo GT de Temas Tranversais do Câmpus Araranguá. A programação começa nesta quinta (5), às 19h, com a apresentação de uma série sobre as mulheres vencedoras do Prêmio Nobel de Física, a cargo da estudante de Licenciatura em Física do Câmpus, Cristina Lorenzetti, bolsista de iniciação científica e integrante do projeto IFSCience, que tem foco em divulgação científica. A mesma palestra será realizada na manhã do dia 12 de março, para turmas diferentes (confira o público de cada turma na programação).

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) de Araranguá e a seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) também participam da programação, com debates sobre relacionamento abusivo e violência contra a mulher. A atividade com a OAB, marcada para o dia 12 de março, às 19h, é aberta ao público externo.

A programação do Dia Internacional da Mulher no Câmpus Araranguá será encerrada no dia 17, com uma roda de conversa com o Coletivo Feminista Filhas da Luta e um cine debate a partir do documentário "Absorvendo o Tabu", documentário que aborda o estigma em torno da menstruação na Índia e foi premiado como melhor documentário de curta-metragem no Oscar 2019.

Clique aqui para conferir a programação.

CÂMPUS ARARANGUÁ EVENTOS

Nó: liferay-ce-prod03