Pular para o conteúdo

Notícias

Câmpus Criciúma dá início a curso de especialização em ensino de ciências

ENSINO Data de Publicação: 13 mar 2020 10:03 Data de Atualização: 13 mar 2020 15:33
Câmpus Criciúma dá início a curso de especialização em ensino de ciências
Aula inaugural foi ministrada pela professora Elizete Possamai | Foto: Divulgação

O Câmpus Criciúma do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) deu início nesta quarta-feira (11) ao curso de especialização a distância sobre Ensino de Ciências, voltado a professores de ensino fundamental e médio da rede pública. Iniciaram as atividades 180 alunos nos polos de Criciúma, Araranguá, Tubarão, Laguna, São José, Itapema e Indaial.

O curso é vinculado ao programa Ciência é 10, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão do Ministério da Educação, em parceria com universidades e institutos federais. As atividades presenciais ocorrem nos polos da Universidade Aberta do Brasil (UAB). O Câmpus Criciúma recebeu R$ 130 mil para a realização do curso.

A aula inaugural foi ministrada pela professora Elizete Possamai Ribeiro, graduada em Ciências com habilitação em Matemática, mestre em Engenharia de Produção (UFSC), doutora em Engenharia Mecânica (UFRGS) e pós-doutora em Ciência e Tecnologia Agroambiental (Universidade de Bologna). Professora com atuação no Câmpus Sombrio do Instituto Federal Catarinense (IFC), Elizete abordou em sua aula inaugural, transmitida desde a sala de videoconferências do Câmpus Criciúma, temas como o ensino de Ciências, a investigação em Educação no ensino de Ciências, tendências metodológicas no ensino e na pesquisa, além de práticas de ensino-aprendizagem mais comuns nas metodologias ativas de aprendizagem.

Para a professora do IFSC Érica Benincá, coordenadora do curso, a expectativa é que o curso provoque resultados positivos na prática docente dos cursistas.

“São grupos muito heterogêneos, que têm em comum o fato de trabalhar com o ensino de ciências. Foram ativos na primeira aula, participando das atividades e discussões propostas pela professora. Acredito no curso e em sua proposta, como sua aplicação e trabalhos de conclusão serão efetivados em sala de aula, numa verdadeira formação em trabalho para os professores-cursistas. Esperamos grandes resultados. O caráter exclusivo da proposta do curso é o que mais me encanta, pois cada professor é diferente, cada aluno é único, cada escola está inserida em uma realidade, e isso torna cada experiência original, impossível de ser repetida”, afirma Érica.

O curso será realizado pelos próximos três semestres, com caraga horária de 480 horas. Os encontros presenciais ocorrem semanalmente às quartas, no período noturno, nos polos da UAB.

ENSINO CÂMPUS CRICIÚMA