Pular para o conteúdo

Notícias

Iniciadas as obras do Bloco Agrícola do Câmpus Canoinhas

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 16 mar 2020 17:22 Data de Atualização: 17 mar 2020 07:49

Segue uma boa notícia para o Câmpus Canoinhas: teve início, na última quinta-feira (12), a construção do Bloco Agrícola destinado ao curso superior de Agronomia. A conclusão da obra está estimada para janeiro de 2021.

Com 767 metros quadrados, o novo bloco contará com uma sala de aula, três laboratórios - que podem funcionar como salas de aulas, um conjunto de sanitários/vestiários, duas garagens para guarda e manutenção de maquinário agrícola, um depósito e área de convivência.

De acordo com o chefe do Departamento de Administração do Câmpus Canoinhas, William Sadao Hasegawa, o conceito do projeto, realizado inteiramente pelo Departamento de Engenharia do IFSC, é inovador em termos de fluxo institucional e serve de referência para outras obras, além de privilegiar aspectos de sustentabilidade discutidos com os servidores do câmpus.

A empresa vencedora da licitação é a CDA Engenheira Eireli, de Joinville. O valor total da obra é de R$ 1.911.984,32, custeado por recursos do IFSC (Reitoria) e complementado com uma emenda parlamentar de R$ 250 mil, do deputado federal Pedro Uczai.

O curso

O bacharelado em Agronomia do Câmpus Canoinhas começou em 2019, atendendo a uma demanda da região. Atualmente, conta com duas turmas, já que o ingresso é anual. Os oitenta alunos do curso são oriundos dos municípios da região do Planalto Norte catarinense e de outros municípios de Santa Catarina, além dos estados do Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Pará.

O curso conta com 25 professores de diversas áreas, todos com mestrado e doutorado, incluindo sete engenheiros agrônomos, um biólogo, um engenheiro florestal e uma médica veterinária.

“Além do fortalecimento da infraestrutura já existente, os alunos do curso ainda são favorecidos na região pela forte atividade dos ramos agrícola, pecuário e florestal”, enfatiza o coordenador de Agronomia, Jefferson Schick.

Para professor Schick, outro fator importante para a formação profissional dos acadêmicos é a interação com o setor produtivo e a presença na região das unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Floresta Nacional de Três Barras, Centro de Educação Profissional (Cedup) Vidal Ramos, associações, cooperativas e empresas do setor.

O ingresso no curso é sempre no primeiro semestre, com seleção pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que considera a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

INSTITUCIONAL