Pular para o conteúdo

Notícias

Comitê Permanente de Gestão de Crises atualiza decisões para o período de distanciamento social

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 13 abr 2020 19:33 Data de Atualização: 15 abr 2020 14:24

O Comitê Permanente de Gestão de Crises esteve reunido na manhã desta segunda-feira (13) e discutiu algumas questões pertinentes a esse momento de distanciamento social devido à Pandemia do Covid-19. Dentre elas, a publicação da Portaria 1438, que atualiza as decisões do Comitê, no que se refere à suspensão das atividades presenciais na Reitoria e nos Câmpus do IFSC, no período de 17 de março a 30 de abril. Algumas especificidades de atividades administrativas que vem ocorrendo de forma remota também foram avaliadas. 

O documento ratifica  que as aulas e demais rotinas presenciais, tanto de estudantes como servidores seguem suspensas até 30 de abril, conforme já aprovação realizada na última semana pelo Conselho Superior (Consup), mesmo com o último Decreto do Governo do Estado que estabelece a suspensão das aulas, em qualquer esfera de ensino (municipal, estadual, federal ou privada) até 31 de maio. De acordo com a decisão do Comitê, esse assunto voltará à discussão, conforme panorama social, ainda até o final desse mês. 

Demais decisões

Outro ponto discutido e avaliado pelos integrantes da reunião diz respeito ao recebimento de materiais tanto na Reitoria como nos câmpus. Sobre isso, a Pró-Reitoria de Administração (Proad) analisará junto aos câmpus os casos de excepcionalidades. Nos casos autorizados ficará a critério dos câmpus entrar em contato com fornecedores, estabelecer cronograma de entregas e seguir as medidas sanitárias necessárias.

Com relação a compras, contratos e finanças ficou determinado que todos os processos que envolvem os referidos setores devem ser realizados prioritariamente de forma remota e, nos casos em que houver necessidade, os servidores devem comparecer à instituição visando a manutenção dos processos. Os Pregões Eletrônicos serão agendados. Os servidores envolvidos nos processos deverão comparecer na Reitoria ou câmpus nos dias necessários, para a finalização do processo, obedecendo as regras que serão enviadas pela Proad.

E quanto aos serviços terceirizados, caberá a gestão de cada campus definir o retorno total da força de trabalho ou o retorno com redução de quantitativo, conforme as necessidades do campus/reitoria. Priorizando o quantitativo mínimo necessário. Os serviços de vigilância patrimonial devem ser mantidos de forma integral. A fiscalização deve organizar e acompanhar os serviços retomados.

INSTITUCIONAL

Nó: liferay-ce-prod02

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.