Pular para o conteúdo

Notícias

Parte dos intercambistas do IFSC permanece no exterior

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 29 abr 2020 11:04 Data de Atualização: 29 abr 2020 11:30

Atualmente, 20 alunos do IFSC estão no exterior participando de programas de intercâmbio. Após a orientação inicial de que os intercambistas contemplados na 17ª edição do programa de intercâmbio do IFSC, o Propicie, deveriam retornar ao Brasil, a instituição decidiu deixar que cada intercambista decidisse por sua permanência ou não no exterior em diálogo com familiares ou responsáveis e ouvindo sempre a instituição estrangeira. O novo posicionamento foi tomado diante da iminência do fechamento dos aeroportos no início da pandemia do coronavírus e da a preocupação apontada por vários pais de alunos nesta situação com o receio de que enfrentassem aglomerações para voltar

Dos estudantes que permanecem no exterior, há 11 alunos que participam da 17ª edição do Propicie e que estão na Espanha e em Portugal. Além deles, nove alunos do programa de Dupla Titulação, que estudam no Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), também permanecem em Portugal.

Dos 34 alunos selecionados para a atual edição do Propicie, seis não chegaram a embarcar para o exterior e 17 optaram por retornar ao Brasil. De acordo com a Assessoria de Assuntos Estratégicos e Internacionais do IFSC (Assint), coube aos alunos que voltaram ao Brasil a decisão de seguir participando do projeto de pesquisa a distância em comum acordo com os orientadores do IFSC e da instituição estrangeira. “Os que não gostariam de perder a oportunidade da pesquisa e possíveis publicações e trabalho futuros, continuam fazendo as atividades do projeto remotamente do Brasil, o que seria uma forma de ‘internacionalização em casa’”, explica a assessora Fernanda Emanuela Ferreira . Já os alunos que entenderam que não teriam condições de manter as atividades do projeto, encerraram as tratativas com a instituição estrangeira.

A Assint também esclarece que ainda não tem como avaliar a situação no futuro, uma vez que o contexto é incerto e as próprias instituições estrangeiras não estão trabalhando com essa perspectiva. “Não temos como dizer se será possível que esses intercambistas possam ir novamente para o exterior no segundo semestre, pois o cenário é incerto para todos”, afirma Fernanda. O lançamento do próximo edital do Propicie, que seria lançado neste semestre para embarque de alunos em setembro, também está em indefinido.

Os 11 alunos do Propicie que optaram por seguir no exterior estão conseguindo participar dos projetos de pesquisa de forma remota. Como as aulas presenciais no IFSC foram suspensas, eles estão conseguindo também acompanhar as atividades dos seus cursos a distância.

A aluna Isabelli Sasdelli Tavares, de 20 anos, é uma das intercambistas do Propicie 17 que segue em Portugal. Estudante  do curso de Engenharia Elétrica do Câmpus Itajaí, ela chegou em Porto em 4 de março para participar de um projeto de pesquisa no ISEP. “Decidi ficar, pois me senti segura e acolhida aqui e também evitaria assim transtornos de passar por aeroportos e pôr em risco minha família”, explica.

A aluna também destaca que, apesar do contexto,  o ambiente a deixou segura para continuar no exterior. “ Devido ao acordo do Brasil com Portugal, tenho assistência médica no Sistema de Saúde e também tenho um bom local de estudos aqui para continuar com minhas atividades do IFSC e também do projeto”, complementa.

Isabelli mantém a sua rotina entre estudos e atividades domésticas. “Tenho reunião semanalmente com meu orientador via Skype para falar do meu projeto: caracterização de erros no laboratório remoto VISIR”, conta.

Apesar da pandemia, a estudante conta que a experiência tem sido enriquecedora, uma vez que mora em uma casa compartilhada com estudantes de outros países. “Mesmo ficando em casa, há troca de culturas e estou aprendendo bastante coisas. Academicamente,  me fez ter uma autonomia maior de estudos e a trabalhar com prazos semanalmente”, ressalta.

A previsão de Isabelli é retornar em 2 de junho, mas a data já foi alterada duas vezes por conta de  cancelamentos de voos.

No Blog dos Intercambistas do IFSC, é possível acompanhar os relatos de Isabelli e de outros intercambistas.  Neste vídeo, alunos do IFSC que estão em Porto comentaram como estão lidando com as medidas de distanciamento social e com as atividades não presenciais no Instituto Politécnico do Porto:

 

 

Para ler mais relatos, clique aqui.

INSTITUCIONAL