Pular para o conteúdo

Notícias

Bacharelado em Ciência da Computação é reconhecido pelo MEC

ENSINO Data de Publicação: 14 mai 2020 17:25 Data de Atualização: 03 jul 2020 19:04

O curso de bacharelado em Ciência da Computação do Câmpus Lages foi oficialmente reconhecido pelo Ministério da Educação, em Portaria publicada em 30 de abril no Diário Oficial da União (DOU).

O curso iniciou-se em 2015, com o ingresso da primeira turma. Já foram realizadas duas formaturas, a primeira em 2019, com 21 formandos, e a segunda, em março de 2020, também com 21 concluintes.

Segundo o coordenador do curso, professor André Salvaro Furtado, a maioria já se formou inserida no mercado de trabalho ou perspectiva de ingresso de cursos de pós-graduação. “Eles estão em empresas de tecnologia de Lages, Florianópolis, Blumenau e outros locais. Têm tido uma boa inserção no mercado de trabalho”, destaca o professor.

Outro indicador de qualidade do curso é a obtenção da nota máxima (5) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em 2019. A pontuação leva em conta critérios como organização didático-pedagógica, corpo docente e tutorial e infraestrutura.

O professor Alexandre Perin de Souza, coordenador do curso à época do processo de reconhecimento, destaca que um dos diferenciais do curso é o projeto pedagógico equilibrado e em sintonia com a realidade regional. “Não dá para ser tão formal como são outros cursos do país (UFRGS, Unicamp), é preciso conhecer bem a realidade da região e as oportunidades que ela oferece e, com base nisso, ajustar a estrutura curricular de um curso”, afirma.

Para o coordenador André Salvaro, as disciplinas eletivas, que abordam tópicos recentes de tecnologia, “dão flexibilidade e um caráter atual ao curso”. Internet das Coisas, Tópicos Especiais em Inteligência Artificial e Mineração de Dados são as disciplinas optativas oferecidas no momento para estudantes da sexta à oitava fase.

Souza afirma que o reconhecimento do curso foi possível graças à dedicação dos envolvidos “A tomada de decisões em colegiado foi fundamental para o resultado que obtivemos. As decisões mais importantes sobre regulamentos e sobre a condução do curso sempre foram apoiadas pelo colegiado do NDE”. O professor também ressalta a participação da Procuradoria Educacional do IFSC, que prestou apoio durante todo o processo.

Pesquisa, extensão e sintonia com o mercado

A participação em estágios em empresas da região, projetos de pesquisa e de extensão e oportunidades de intercâmbio internacional contribuem para a formação dos alunos de Ciência da Computação, como o projeto de extensão de capacitação em informática básica para idosos e jovens em vulnerabilidade social.

Outro exemplo é o desenvolvimento, durante a pandemia de coronavírus, de uma aplicação on-line interativa, com acesso aberto, que permite observar com alto grau de precisão a expansão da pandemia de coronavírus no mundo, com detalhamentos no Brasil e em Santa Catarina. A organização das informações é feita pelos professores Carlos Andrés Ferrero e André Salvaro Furtado.

Saiba mais:

O curso de Ciência da Computação tem duração de oito semestres (quatro anos) no turno matutino. O ingresso é anual, no início do ano, via Enem/Sisu.

O objetivo do Curso de Ciência da Computação é preparar profissionais de nível superior capacitados a utilizar as modernas tecnologias da área de informática e interagir com as demais áreas na orientação sobre a melhor aplicação destas tecnologias. Além de fornecer ao estudante uma forte base científica com o ensino articulado a atividades de pesquisa e extensão, o que o habilita a continuar estudos em nível de pós-graduação, pretende também prepará-lo para o mercado de trabalho regional e nacional.

ENSINO CÂMPUS LAGES

Nó: liferay-ce-prod01

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.