Pular para o conteúdo

Notícias

Danielle Ullrich inicia gestão voltada para humanização, organização e aproximação

CÂMPUS CAÇADOR Data de Publicação: 05 mai 2020 12:29 Data de Atualização: 14 out 2020 09:27

Desde a última semana, os cerca de 70 servidores e mais de 1.200 alunos do Câmpus Caçador contam com uma gestão cuja prioridade será trabalhar com base no tripé humanizar, organizar e aproximar. A nova Direção, eleita no final de 2019, é composta pela professora Danielle Regina Ullrich, que tem ao seu lado o professor Bruno Santos Vieira, como novo chefe do Departamento de Ensino, Pesquisa e Extensão (Depe) e o servidor técnico-administrativo Matheus Baldez Reis, como atual chefe do Departamento de Administração (DAM). 

Aproximação com a comunidade acadêmica e a externa; democracia na tomada de decisões; ética; trabalho em equipe; transparência nas ações e processos; e valorização e integração dos servidores são os princípios que, segundo Danielle, nortearão as ações da gestão. “Nossos principais objetivos são atender as demandas dos alunos e da sociedade, tanto no que diz respeito às expectativas da comunidade interna quanto da comunidade externa; construir e consolidar processos no que concerne tanto o ensino, a pesquisa e a extensão, bem como a administração do Câmpus; e humanizar a gestão de pessoas do Câmpus, fortalecendo laços e competências profissionais dos servidores”, ressalta ela.

A diretora reafirma seu compromisso com a comunidade de Caçador e região. “O IFSC está sempre de portas-abertas. Atender as demandas de nossa comunidade é um dos nossos principais objetivos. Vamos estar cada vez mais próximos e conectados para atender as demandas seja por meio do ensino, da pesquisa ou da extensão”, afirma.

Danielle vê um papel importante na Educação Pública na sociedade de hoje. “Em especial, porque é gratuita e de qualidade. Temos servidores com alto nível de formação e também de comprometimento com uma educação de qualidade. Temos papel fundamental, seja no ensino, na pesquisa e/ou na extensão, atendendo as demandas da região. Destaco a região de Caçador, em especial, que está localizada numa das regiões do Estado com menor índice de desenvolvimento humano (IDH). Desde 2010, o Câmpus Caçador vem fazendo a diferença nesta região, seja através da ampla oferta de cursos - qualificação, técnicos integrado e subsequente, graduações, pós-graduações, PROEJA, e cursos à distância - como também pelos inúmeros projetos de pesquisa e de extensão que atendem a comunidade em geral”, avalia.  

Foco nos alunos e nos servidores

Danielle acredita que acolher os novos alunos e trabalhar no acompanhamento do desempenho de cada um, por meio de diagnóstico inicial e de evolução; e estruturar um setor específico para coordenar os trabalhos relacionados com estágios e o Programa Jovem Aprendiz podem gerar bons resultados para os estudantes. “Trabalhar estratégias de formação voltadas para alunos com deficiências, fortalecendo a atuação do Naed (Núcleo da Acessibilidade Educacional) e suas ações também é uma ação que queremos implantar”, diz a diretora.

Além disso, ela quer ainda fortalecer as discussões e a participação do Grêmio e Centro Acadêmico para melhoria da representatividade discente no câmpus; bem como promover a participação de alunos egressos em encontros no Câmpus, visando prestar apoio para sua consolidação profissional, bem como proporcionar trocas de experiências entre egressos e discentes.

Fomentar a capacitação dos servidores, articulando políticas em parceria com a Reitoria e destinar recursos internos que possam ser acessados por editais; incentivar momentos de integração entre os servidores, promovendo jogos, atividades de recreação, comemorações e outros; e melhorar a comunicação e a integração com os servidores são algumas ações dirigidas a técnico-administrativos e docentes do Câmpus Caçador.

Gestão e pandemia

“Estamos passando por um momento difícil, tanto em nossa instituição quanto no mundo, por conta da pandemia do COVID-19. Por isso, esse é um momento de ressaltar a união e de reafirmar nosso compromisso enquanto servidores públicos. Precisamos mais do que nunca do trabalho em equipe, pautado pelo respeito e pela ética. Nesse sentido, contamos com cada um: servidores, terceirizados, alunos e comunidade”, pondera Danielle, que pede coragem, força e dedicação aos alunos neste momento de atividades não presenciais: “vocês são a razão do nosso esforço para manter o calendário acadêmico ativo, e nossa motivação para descobrirmos habilidades que nem imaginávamos que teríamos”.

Ela destaca também o comprometimento, a dedicação e o esforço que vem sendo realizado pelos servidores e terceirizados neste momento de atividades não-presenciais: “cada um com suas habilidades, com seu jeito, com suas ideias, vem trabalhando para superarmos este momento e nos tornamos ainda melhores, enquanto Câmpus e enquanto cidadãos”. 

A nova diretora do Câmpus Caçador afirma que todas as ações serão construídas com diálogo envolvendo os servidores, terceirizados, alunos e comunidade externa. “Nosso plano de gestão está em construção, vamos aprimorá-lo cada vez mais com a ajuda de todos...... Crescemos muito nos últimos anos, então, agora é hora de dar atenção a esses servidores e aos processos internos, bem como estreitar vínculos com a comunidade externa”, destaca. 

Histórias acadêmicas

Danielle Regina Ullrich é doutora em Administração, mestre em Desenvolvimento Regional, graduada em Administração e em Turismo e Lazer. É professora do Câmpus Caçador desde 2013 na área de Gestão e Negócios, com ênfase em Gestão de Pessoas, Responsabilidade Social e Sustentabilidade e Empreendedorismo. Foi coordenadora dos cursos Técnico em Administração, de 2014 a 2017; e Técnico em Logística, em 2018 e 2019, ocupando também o papel de representante docente no Colegiado do Câmpus, nos anos 2019 e 2020. Além disso, participou de diversos projetos e programas de pesquisa e extensão, dentre eles a coordenação do Programa Mulheres SIM, cujo principal objetivo é a prestação de atendimento a mulheres em situação de vulnerabilidade social.

O professor Bruno Santos Vieira é mestre em Engenharia de Produção pela UFSC, com ênfase em Gestão de Operações. Iniciou sua carreira na docência em 2016. Atua como professor do curso de Engenharia de Produção do Câmpus Caçador e desde novembro de 2017 é responsável pela coordenação do curso. É presidente do Colegiado do curso e do Núcleo Docente Estruturante. Deixa hoje este cargo para assumir a chefia do Depe. 

Matheus Baldez Reis é graduado em Gestão de Recursos Humanos e mestrando em Administração. Ingressou como auxiliar administrativo no Câmpus Caçador do Instituto Federal de Santa Catarina, em 2013. Trabalhou na Coordenadoria de Materiais e Finanças (2013), foi coordenador de Gestão de Pessoas (de 2014 a 2018), e trabalhou na Secretaria Acadêmica do Câmpus (2018-2020). Ainda, foi coordenador do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), de 2014 a 2018, respondendo pela oferta de cursos de qualificação profissional nas cidades da região.

CÂMPUS CAÇADOR INSTITUCIONAL