Pular para o conteúdo

Notícias

Kits de alimentos são entregues a estudantes em vulnerabilidade social através de recursos do Pnae

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 17 jul 2020 15:09 Data de Atualização: 17 jul 2020 15:17

A pandemia do Covid-19 acarretou o isolamento social e as atividades não presenciais (ANPs) nas instituições de Ensino. No IFSC não foi diferente. Não apenas a rotina diária de estudos mudou, mas também o cotidiano familiar e orçamentário dos alunos, principalmente daqueles em vulnerabilidade social.  

Com a finalidade de auxiliar esse grupo que enfrenta mais dificuldades econômicas nesse momento, a Diretoria de Assuntos Estudantis (DAE) realiza, através de seus departamentos nos câmpus, a distribuição de alimentos – frutas e biscoitos - provenientes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que em tempos normais de aulas presenciais eram disponibilizados aos estudantes, diariamente, nos intervalos. 

Nos câmpus de Jaraguá do Sul (Centro e Rau), as entregas de alimentos para alunos da unidade do Centro são quinzenais e possuem uma quantidade de frutas e biscoitos equivalente ao lanche de duas semanas de aula. Já as entregas realizadas no Rau são semanais e, por isso, os kits têm o equivalente ao lanche de uma semana. 

Segundo o chefe do Departamento de Assuntos Estudantis do IFSC no Rau, Rodrigo Domit, a ação é uma maneira encontrada pela instituição para diminuir os impactos da crise provocada pelo novo coronavírus. “Muita gente perdeu o emprego ou teve algum tipo de diminuição da renda familiar. Nesse contexto, como as aulas presenciais do Instituto Federal estão suspensas, nossos alunos também deixaram de receber o lanche diário, o que representa mais uma perda para esses estudantes”, destaca. 

Caso os estudantes queiram mais informações, podem entrar em contato com a unidade do Centro por WhatsApp (47 98807-3810) ou por e-mail (dae.jar@ifsc.edu.br) ou com a unidade do Rau pelo WhatsApp (47 3276-9616) ou por e-mail (dae.jgw@ifsc.edu.br). 

Câmpus Chapecó realizou um levantamento junto aos alunos que precisam de auxílio com alimentação durante a pandemia. A ação é possível por meio dos recursos do Pnae, que antes era utilizado para comprar kits lanche e agora está voltado à compra de cestas básicas.  

Pode receber a cesta básica quem estuda no IFSC, na Educação Básica (ensino médio integrado e Proeja). Os interessados devem procurar o Departamento de Assuntos Estudantis (DAE) pelo whatssapp: (49) 9-8889-6162 ou no e-mail ajuda.chapeco@ifsc.edu.br. As informações detalhadas estão abaixo, em uma entrevista com a chefe do DAE, professora Ângela Silva. 

O Câmpus Canoinhas realiza o cadastro dos alunos; e no Florianópolis serão atendidos cerca de 240 estudantes, mas ainda não foi definido como e quando será feita a entrega. Também estão no processo de compra das cestas. 

No Câmpus Araranguá, foram entregues 80 kits utilizando itens que já constavam no refeitório do Câmpus, além de outras aquisições, com recursos do Pnae da assistência estudantil. Nos kits havia arroz, feijão, leite, biscoito, hortaliças, legumes, granola, carne, entre outros, além de uma máscara de tecido confeccionada no próprio Câmpus. A distribuição ocorreu ainda em maio, com prioridade aos alunos em situação de vulnerabilidade social, que já vinham sendo acompanhados pela equipe do Departamento de Assuntos Estudantis do Câmpus. Há previsão de uma nova doação ser realizada em agosto. 

A Coordenadoria de Assuntos Estudantis do Câmpus Criciúma também fez a distribuição dos kits do Programa Nacional de Alimentação Escolar para estudantes da instituição. Foram distribuídos kits, cada um contendo banana, maçã, bolacha e bolo ou cuca.  

Colaboração externa 

Servidores do Câmpus Criciúma  doaram cestas básicas para a Secretaria Municipal da Assistência Social e Habitação de Criciúma. Em abril, outras 70 cestas já haviam sido doadas. Elas foram encaminhadas aos seis Centros de Referência de Asistência Social (Cras) e Unidade Central para o atendimento das famílias em situação de vulnerabilidade social, conforme avaliação técnica realizada pelos servidores da prefeitura.  

A campanha de arrecadação dos servidores do Câmpus Criciúma começou após o começo das atividades não presenciais do IFSC, decididas em razão da pandemia do novo coronavírus. Desde então, mensalmente é realizada uma nova campanha. Duas delas foram direcionadas a apoiar as ações realizadas pela prefeitura municipal.  

“Essa parceria é muito importante, pois a nossa demanda aumentou consideravelmente com a pandemia. Dessa forma, as doações que temos recebido têm contribuído muito para o atendimento das famílias que aguardam o auxílio alimentação”, afirma a secretária de Assistência Social de Criciúma, Patrícia Vedana Marques.  

De acordo com a secretária, as famílias que necessitam de auxílio procuram o CRAS de suas regiões, onde são atendidas por uma equipe técnica. Instituições interessadas em colaborar com a arrecadação de cestas básicas podem entrar em contato com a secretaria, pelo telefone 3431 0389. 

Em ação coletiva de solidariedade, os servidores do Câmpus Joinville proporcionaram a doação de cestas básicas, com alimentos não perecíveis, leite e ovos, e kits de material de higiene pessoal e limpeza a famílias de trabalhadores terceirizados do câmpus. A entrega após a arrecadação entre professores e técnico-administrativos. 

Além das duas doações para a prefeitura de Criciúma, os servidores do Câmpus também se juntaram para arrecadar fundos para a compra de alimentos não perecíveis e produtos de higiene e limpeza para doação aos estudantes que manifestaram interesse em receber auxílio. Estudantes que solicitam apoio também estão retirando kits de lanche do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que antes eram distribuídos nos intervalos das aulas. 

INSTITUCIONAL