Pular para o conteúdo

Notícias

[Podcast] Meu Deus, agora tem uma nuvem de gafanhotos

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 09 jul 2020 21:33 Data de Atualização: 10 jul 2020 15:55

Imagine milhões de insetos saindo do Paraguai e se deslocando em massa destruindo plantações por onde passam. Chegam na Argentina, entram no Uruguai e o próximo destino é o Rio Grande do Sul, já em território brasileiro. Parece cena de filme de terror, não? Pois desse caminho, apenas a última etapa não ocorreu.

As migrações de gafanhotos são comuns, mas devido a uma superpopulação dos insetos típicos da América do Sul, eles começaram a migrar em grandes grupos, com cerca de 40 milhões de indivíduos por quilômetro quadrado que consomem em um dia pastagens equivalentes ao que 2 mil vacas ou 350 mil pessoas conseguiriam comer.

As condições climáticas como a queda nas temperaturas e ate mesmo o ciclone bomba que atingiu o sul do país ajudaram a afastar a nuvem dos gafanhotos da espécie Chistocerca cancellata do Brasil. Mas o país já sofreu com esse fenômeno antes e com a ação danosa do ser humano ao meio ambiente esse tipo de atividade tende a aumentar.

Quem vai explicar pra gente como se forma, quais os riscos e as consequências dessa nuvem de gafanhotos é o agrônomo e professor Fernando Zinger, do Câmpus Lages do IFSC.



Produção: Rafael Xavier e Felipe Silva

Apresentação: Rafael Xavier
Edição: Rafael Xavier

Você também pode acompanhar o Ciência para seus Ouvidos nas principais plataformas de podcast (SpotifyGoogle PodcastsApple PodcastsAnchorBreakerCastboxOvercastPocket Casts e RadioPublic).

O "Ciência para seus ouvidos" é uma produção da Diretoria de Comunicação do Instituto Federal de Santa Catarina. O objetivo deste podcast é tratar de ciência e divulgação científica abordando assuntos do cotidiano num bate papo com especialistas de diversas áreas.
 

INSTITUCIONAL