Pular para o conteúdo

Notícias

Intercambistas do Propicie retornam ao Brasil

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 15 jul 2020 11:17 Data de Atualização: 15 jul 2020 11:30

Todos os alunos que participaram da 17ª edição do Programa de Cooperação Internacional para estudantes do IFSC (Propicie) já estão de volta ao Brasil. Em função da pandemia do coronavírus, apenas 11 intercambistas permaneceram em Portugal e na Espanha realizando o programa com atividades a distância. Não haverá um novo edital neste ano para o Propicie.

Dos 34 alunos selecionados para o Propicie 17 - deste primeiro semestre - , seis não conseguiram embarcar em virtude da orientação das instituições parceiras, 17 retornaram antes do fim do intercâmbio e 11 permaneceram no país estrangeiro, respeitando as orientações sanitárias locais. No início da suspensão de atividades presenciais no IFSC, em meados de março, a orientação inicial era que os intercambistas contemplados na 17ª edição do Propicie retornassem ao Brasil. Diante da iminência do fechamento dos aeroportos no início da pandemia do coronavírus e da preocupação apontada por vários pais de alunos nesta situação com o receio de que enfrentassem aglomerações para voltar, um novo posicionamento foi tomado e a instituição decidiu deixar que cada intercambista decidisse por sua permanência ou não no exterior em diálogo com familiares ou responsáveis e ouvindo sempre a instituição estrangeira.

O aluno do curso de Engenharia Mecânica do Câmpus Xanxerê, João Pedro Müller, ficou os três meses do programa morando em Porto e participando do projeto The Route, sobre rotas turísticas, no Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP). “Tive a experiência da diferenciação das línguas, que mesmo sendo português ainda é muito diferente do falado aqui no Brasil, e também conheci um pouco dos costumes e do estilo de vida dos moradores de Porto. Academicamente falando, tive pouco contato com a instituição de ensino de lá, em virtude da Covid,  mas ainda consegui aproveitar muito o contato, via web, dos professores e alunos do ISEP, dos quais aprendi sobre certos temas que não são abordados em meu curso aqui do Brasil”, destaca o aluno.

Seu colega de curso Jhou Maik Trampusch, com quem morou junto em Porto, conseguiu aproveitar do segundo mês em diante, quando voltaram a abrir os lugares turísticos e comércio em Portugal. “Aprendi bastante, embora a situação não tenha sido das melhores. Aprendi sobre alguns costumes portugueses, pude experimentar a culinária e inclusive descobri que o Pastel de Belém não é o melhor pastel de nata de Portugal”, brinca. “Mas sinto por não ter podido visitar o ISEP, pois somente o administrativo estava funcionando”, finaliza.

O aluno também de Engenharia Mecânica Daniel Baraldi, que estava na Espanha, conseguiu conhecer a cidade apenas nas últimas semanas de intercâmbio. “As medidas restritivas já estavam menos rígidas, locais culturais voltaram a abrir, então deu para conhecer e aprender. O que eu mais curti foram as cidades, a dualidade constante entre o antigo e o moderno na arquitetura. Mas sobre a cultura eu aprendi pouco, pois tive pouco contato com a sociedade em razão do coronavírus”, conta.

-> Estudantes do Câmpus Joinville relatam experiência de intercâmbio em Portugal durante pandemia

Alguns intercambistas compartilharam suas experiência no Blog dos Intercambistas do IFSC. Clique aqui para conferir.

Estudante em Portugal

Oito alunos de cursos de engenharia do IFSC continuam em Portugal onde participam do programa de Dupla Titulação no ISEP. Os que iniciaram o programa neste ano só devem retornar no início de 2021. Eles seguem fazendo atividades a distância seguindo as orientações do ISEP.

Entenda como funciona esse programa em reportagem feita no final do ano passado:

 

Programas suspensos

No início de junho, a Assessoria de Assuntos Estratégicos e Internacionais do IFSC (Assint) anunciou o cancelamento dos programas de intercâmbio do IFSC até o final do ano em função da pandemia do coronavírus. A aberturas de novas vagas tanto para o quanto para o Programa de Dupla Titulação só será analisada no próximo ano. Os recursos do Plano Atual de Trabalho do instituto (PAT) que seriam destinados aos programas este ano - cerca de R$ 250 mil -  agora serão utilizados em ações de enfrentamento à Covid-19.

Compartilhando experiências

Na próxima semana, a Assint irá promover uma live com intercambistas do IFSC para conversar sobre os programas de intercâmbio do Instituto e das experiências de quem já participou. O evento on-line será na quinta-feira, 23 de julho, às 15h com transmissão ao vivo pelo canal do IFSC no YouTube.

INSTITUCIONAL