Pular para o conteúdo

Notícias

Inscrições para edital de apoio a empresas juniores encerram em 12 de agosto

EXTENSÃO Data de Publicação: 03 ago 2020 14:04 Data de Atualização: 04 ago 2020 15:27

12 de agosto é o prazo para os alunos que desejam dar os primeiros passos em empreendedorismo. A Diretoria de Extensão (Direx) lançou o edital 05/2020 para apoio a empresas juniores (EJs) do IFSC para o desenvolvimento de atividades de extensão do tipo projeto, visando a ampliação e o aprimoramento das atividades desenvolvidas. A iniciativa é dirigida a EJs, sejam aspirantes (empresas juniores que estão no processo de criação ou que ainda não estão federadas na Federação de Empresas Juniores do Estado de Santa Catarina -Fejesc) ou federadas, e que estejam atreladas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e/ou ao Pacto dos Direitos Humanos.

Para orientar, tirar dúvidas, a Direx, realiza na quinta-feira (6), às 9h, uma capacitação aberta aos interessados em submeter projeto junto ao edital e aos coordenadores de extensão e demais servidores. Na reunião on-line serão tratados assuntos como o conceito, o papel do IFSC e papel da Fejesc, com a participação de um representante da Federação. A sala terá capacidade para 250 pessoas, por ordem de chegada. Os participantes receberão certificado por presença. A capacitação será gravada e o link ficará disponível na intranet da extensão junto do edital.

Os projetos propostos deverão, obrigatoriamente, seguir as diretrizes da extensão e as regulamentações da Resolução Consup nº 61/2016. Também deverão ser executados durante entre a primeira quinzena de outubro próximo até a segunda quinzena de março de 2021, e se enquadrar em uma das oito áreas temáticas da extensão.

Segundo a diretora de Extensão e Relações Externas, Letícia Cunico, a importância do edital está no fato de que a empresa júnior precisa se manter na instituição. “Não é um projeto que tem seis meses de duração e termina. Ele tem passagem de gestão, anualmente. É importante termos essa visão para esses projetos pensando em mantê-los, até pelo fato de serem importantes para a curricularização da extensão, que está relacionada à Resolução 7/2018 do Conselho Nacional de Educação (CNE). Os alunos são voluntários e a oportunidade de bolsas, via extensão, ajuda manter os membros na EJs”, destaca ela sobre a iniciativa.

Outro fator relevante é o termo de cooperação técnica que o IFSC tem com a Fejesc. “As empresas juniores aspirantes devem participar do programa Decola da Federação. Esse programa vai dar todo apoio para a EJ nesse processo de constituição da empresa, de entendimento dos processos, de como recrutar os alunos a participar, como fazer um plano de negócio. Então, a empresa apresenta o projeto e depois ela tem um amadurecimento junto à Fejesc. As federadas também precisam de apoio, porque conhecemos as dificuldades que enfrentam”, explica Letícia, reforçando a importância do edital para que não ocorra a desfederação, caso não se cumpra os requisitos para uma EJ federada. “E o mais importante é a experiência que os alunos adquirem ao trabalhar com uma empresa júnior, tanto no aspecto profissional quanto pessoal”, ressalta. 

Submissão

As propostas deverão ser cadastradas e submetidas exclusivamente por meio do Sigaa-Extensão . A Direx mantém atualizados os tutoriais para orientar a submissão e gestão de atividades de extensão, os quais ficam disponíveis na intranet do IFSC (Extensão e Relações Externas → Dir. Extensão → Documentos → Tutoriais).

O edital prevê a contemplação de 14 propostas e um repasse global de R$ 162.400,00. O resultado está previsto para 9 de setembro.

Registro

No final de 2019, por ocasião do Prêmio Fejesc (Federação das Empresas Juniores do Estado de Santa Catarina), o IFSC recebeu o selo Instituição Empreendedora Júnior (IES Júnior). Hoje são quatro instituições de ensino catarinenses com essa distinção. Para receber esse reconhecimento é preciso que, pelo menos, 25% dos seus cursos de graduação sejam vinculados a uma empresa júnior (EJ) federada à Fejesc. Atualmente, o IFSC tem 15 empresas  juniores, sendo nove delas, federadas. O processo de federação garante que a EJ tenha a regulamentação necessária para começar a funcionar, valide seu modelo de negócios e consiga iniciar suas atividades de execução de projetos.

O Selo IES Júnior é uma forma de reconhecimento criada dentro do Movimento Empresa Júnior (MEJ) para reconhecer instituições de ensino superior que têm Empresas Juniores e buscam prestar suporte para que o ecossistema de EJs cresça e se fortaleça. “Isso demonstra que a própria instituição é um ecossistema favorável à criação de empresas juniores, para o fomento de uma educação empresarial e empreendedora. Esse reconhecimento é tanto para a comunidade acadêmica quanto para a sociedade em geral, demonstrando que sim o trabalho que o IFSC faz é resultado”, ressalta a presidente Executiva da Fejesc, Maria Eduarda Ferrari.

EXTENSÃO