Pular para o conteúdo

Notícias

IFSC comemora 14 anos da inauguração do Câmpus Joinville com homenagem a servidores

CÂMPUS JOINVILLE Data de Publicação: 24 ago 2020 18:19 Data de Atualização: 24 ago 2020 19:22

As instituições são as pessoas. Eis uma afirmação que ganhou um sentido ainda mais concreto nesta época de distanciamento social e de trabalho conjunto para enfrentamento da pandemia de Covid-19. Assim, mesmo com as atividades presenciais suspensas, o IFSC comemora os 14 anos da inauguração do Câmpus Joinville. “A comemoração durante o período de isolamento social é importante e, até mesmo, simbólica. É a confirmação de que, mesmo em meio às maiores dificuldades, a instituição segue viva e em busca de efetivar sua missão”, afirma o diretor-geral do Câmpus Joinville, Maick da Silveira Viana.

Pelo terceiro ano consecutivo, o Câmpus Joinville lembra os servidores que dão vida à estrutura física inaugurada em 24 de agosto de 2006. “O Instituto Federal e a Educação não se fazem ao acaso. É sempre fruto do trabalho de pessoas comprometidas com o futuro da sociedade. Desta forma, homenagear servidores é a melhor maneira de comemorar esta data”, enfatiza professor Maick.

Ao todo, são quinze profissionais homenageados por tempo de serviço. Andrea Heidemann, Janderson Duarte, José Carlos Martins, Júlio Cesar Tomio, Letícia Arsego, Marcelo Henrique Peteres Padilha, Marcos Aurélio Schwede, Michael Klug, Miguel Tobias Bahia, Paulo Amaro Velloso Henriques dos Santos, Person Francisco Schlickmann, Peterson de Souza Mattos e Renato da Silva Nogueira completam dez anos de IFSC neste ano. Na lista também estão Luis Sérgio Barros Marques, que completa 15 anos de instituição, e Anna Geny Batalha Kipel, que comemora seus 25 anos de “casa”.

“Os 25 anos de IFSC representam a minha vida, a minha trajetória de vida, as minhas conquistas, os meus ideais, os meus sonhos realizados no campo profissional, o meu crescimento pessoal e profissional. Foi aqui que eu construí a minha vida, aqui eu conheci pessoas, tive oportunidade de formar pessoas e de me formar. São 25 anos de uma vida bem vivida, que, olhando para trás, eu só posso dizer que valeu a pena”, declara professora Anna Geny, de Enfermagem.

Um pouco de história

É importante destacar que a trajetória da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica em Joinville começou ainda em 1994, com a formalização do convênio para o funcionamento do curso técnico em Enfermagem, como extensão da Unidade Florianópolis, em um espaço cedido por um hospital da cidade. A primeira turma de alunos ingressou em 1995, mesmo ano em que a professora Anna Geny passou no concurso para ser docente em Joinville.

Foram mais de dez anos de luta e persistência até a conquista da sede própria e transformação da unidade em câmpus próprio. “Em 2006, nosso sonho se concretizou com nossa unidade sendo construída. O curso de Enfermagem já reconhecido e abrindo novos caminhos para que outros cursos do Instituto Federal fossem igualmente reconhecidos. Foi um período de alegria mesmo, de sonho, de projeto e felicidade em receber novos profissionais, novos colegas, e ver nossa escola sendo finalmente transformada do sonho em realidade”, lembra a professora.

A construção das instalações próprias do Câmpus Joinville do IFSC permitiu a ampliação da oferta de cursos na área industrial, com os cursos técnicos em Eletroeletrônica e Mecânica Industrial (atualmente Mecânica). Depois, em 2009, ocorreu a implantação dos cursos superiores de tecnologia em Gestão Hospitalar e Mecatrônica Industrial (que, posteriormente, deu lugar aos cursos de Engenharia Elétrica e Engenharia Mecânica). Em 2011, iniciaram as atividades dos cursos técnicos integrados ao Ensino Médio em Eletroeletrônica e Mecânica.

Em 2016, teve início o curso de especialização técnica em Saúde do Idoso, para quem já concluiu o curso técnico em Enfermagem. No segundo semestre do ano passado, começou o curso superior de bacharelado em Enfermagem. O último curso a ser implantado no Câmpus Joinville é o técnico em Teatro, com a primeira turma ingressante neste ano.

Para Anna Geny, comemorar esta trajetória é muito importante, não só internamente. “Foi uma conquista para a comunidade. Devemos, sim, comemorar por conseguirmos ao longo deste período ampliar as vagas, os cursos gratuitos e as possibilidades de qualificação técnica e de graduação. Tudo numa instituição gratuita que tem a missão de dar qualidade de ensino, ensino humanizado, para que estes profissionais, ao estenderem seus serviços à comunidade, sejam críticos, criativos e, sobretudo, tenham uma visão humanizada das pessoas nos locais em que vão atuar, interagir e cuidar”, ressalta.

Homenagens por tempo de serviço

10 anos

Andrea Heidemann (Docente da Área de Saúde e Serviços)

Janderson Duarte (Docente da Área de Elétrica)

José Carlos Martins (Docente da Área de Cultura Geral)

Júlio Cesar Tomio (Docente da Área de Cultura Geral)

Letícia Arsego (TAE na Coordenadoria de Infraestrutura e Engenharia)

Marcelo Henrique Peteres Padilha (Docente da Área de Cultura Geral)

Marcos Aurélio Schwede (Docente da Área de Saúde e Serviços)

Michael Klug (Docente da Área de Elétrica)

Miguel Tobias Bahia (Docente da Área de Mecânica)

Paulo Amaro Velloso Henriques dos Santos (Docente da Área de Cultura Geral)

Person Francisco Schlickmann (TAE na Coordenadoria Pedagógica)

Peterson de Souza Mattos (TAE na Coordenadoria de Relações Externas e Comunicação Social)

Renato da Silva Nogueira (TAE na Coordenadoria de Infraestrutura e Engenharia)

15 anos

Luis Sérgio Barros Marques (Docente da Área de Elétrica)

25 anos

Anna Geny Batalha Kipel (Docente da Área de Saúde e Serviços)

 

CÂMPUS JOINVILLE INSTITUCIONAL