Pular para o conteúdo

Notícias

IFSC integra ações da Semana ODS na prática

EVENTOS Data de Publicação: 19 set 2020 11:09 Data de Atualização: 19 set 2020 11:19

A edição 2020 da Semana ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) na Prática acontece de 21 a 27 de setembro, em todo o Estado de Santa Catarina, com uma programação intensa e diversificada.

O Movimento ODS SC aderiu à Semana Global, realizada todos os anos no mês de setembro, e neste ano de 18 a 26 de setembro, com o objetivo de reunir apoio público aos ODS, conectando ações que ocorrem em milhares de cidades e comunidades em todo o mundo. Por isso, as ações da semana ODS na Prática realizadas no mês de setembro, tanto pelos Comitês Locais quanto pelos signatários, fazem parte desta ação global. 

ODS na Prática é uma ação coordenada entre os Comitês Locais para dar visibilidade às iniciativas relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), realizadas em parceria com os signatários do Movimento. O ODS Na Prática ocorre duas vezes ao ano: a primeira na última semana do mês de maio e a segunda na última semana do mês de setembro. As ações ocorrem simultaneamente nas cidades onde há comitês locais ou signatários.

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são uma agenda mundial, um plano de ação global adotado durante a 70º Assembleia Geral das Nações Unidas em setembro de 2015, a serem implementados de 2016 a 2030. Em 2017, o IFSC assinou o Termo de Adesão ao Movimento ODS- Santa Catarina, assumindo compromissos com a incorporação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis como organização signatária.

Diversas ações do IFSC - administrativas, ensino, pesquisa e extensão - procuram colocar os ODS em seus planejamentos anuais. Os editais da Pró-reitoria de Extensão e Relações Externas (Proex), por exemplo, contêm como um dos critérios de avaliação que as propostas de atividades de extensão estejam atreladas aos ODS.

O IFSC, que recebeu o Selo Signatário ODS em 2019 e em 2020, participa do evento com projeto de extensão de Fluxo Contínuo. O trabalho “Campanha de coleta doação de dispositivos de acesso à internet”, de autoria da professora Caroline Reis Vieira Santos Rauta, do Câmpus Gaspar, perpassa vários ODS, e será apresentado na Semana. Servidores dos câmpus Araranguá, Chapecó, Jaraguá do Sul e Gaspar também marcam presença na Semana como intérpretes de Libras em diversos momentos.

O Movimento ODS possui uma agenda de assembleias, discussões e fóruns, dos quais o IFSC participa ativamente. 

Conheça os 17 ODS 

Coleta e doação

Caroline conta que seu projeto consiste em uma campanha de doação de dispositivos de acesso à internet. “O objetivo é coletar com a comunidade externa e interna equipamentos de acesso à internet em condições imediatas de uso, isto é, que não requeiram grandes consertos, antes que possam ser doados para os alunos do Câmpus Gaspar”, explica ela. 

Na prática, é feito o registro de doadores e receptores de equipamentos - tablets, smartphones, notebooks e computadores de mesa, também conhecidos como desktop - de acesso à internet, verificação da condição desses equipamentos e pequenos reparos como instalação de software e reinstalação do sistema operacional e posterior sorteio desses equipamentos para as pessoas inscritas em receber um dos equipamentos. As inscrições são feitas através de um formulário Google, que serve tanto para cadastro de doadores quanto para receptores. Na hora que a pessoa preenche, ela é direcionada para uma sessão diferente conforme o interesse em doar ou receber o equipamento. Os reparos são feitos pelo técnico do laboratório de informática do Câmpus Gaspar, Jean Rico, que faz parte da equipe do projeto. 

Para Caroline, a importância da divulgação deste tipo de projeto na Semana ODS na Prática é possibilitar sua replicabilidade em outros câmpus para que se garanta maior acesso aos alunos que estão com dificuldade de participar das atividades não presenciais do IFSC por falta de equipamentos e por falta de condição de compra neste momento. “Também é importante porque está alinhado com os ODS e propõe diminuir o impacto do lixo eletrônico gerado através do reaproveitamento de equipamentos que estão em condições de uso mas não estão sendo usadas no momento. Além do reaproveitamento, ajuda a diminuir as desigualdades entre as pessoas, já que oferta melhores condições de estudo para quem não tem condições financeiras de adquirir equipamentos; e ajuda na manutenção da qualidade da educação.

Segundo a coordenadora do trabalho, foram doados 25 equipamentos desde março, quando o projeto foi iniciado: três computadores de mesa, 16 notebooks e cinco smartphones. “Atualmente temos 31 pessoas na lista de espera e a cada dia recebemos a inscrição de mais pessoas interessadas em receber equipamentos”, destaca. 

Fazem parte do projeto os professores Márcia Kawamoto e Fernando Mezadri, e a estudante Gabriella Dias, que atua como voluntária na ação. 

Caroline é graduada em Letras Português pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), mestre e doutora em Estudos da Tradução também pela UFSC. É professora nos cursos Técnico em Informática integrado ao Ensino Médio; Técnico em Química integrado ao Ensino Médio; Técnico em Administração Subsequente; curso Superior de Processos Gerenciais; e na Especialização em Pesquisa e Prática Pedagógica do Câmpus Gaspar. 

EVENTOS