Pular para o conteúdo

Notícias

Marinha renova cooperação técnica e acredita o Câmpus Itajaí do IFSC para a oferta de cursos para formação de aquaviários

CÂMPUS ITAJAÍ Data de Publicação: 30 set 2020 14:08 Data de Atualização: 30 set 2020 19:32

A diretoria de Portos e Costas, da Marinha do Brasil, e o IFSC renovaram a cooperação técnica para a oferta de cursos de formação para aquaviários do terceiro grupo, que engloba a categoria de pescadores, para mais cinco anos. O convênio foi assinado nesta segunda-feira (28) em Itajaí e contou com a presença do vice-almirante Alexandre Cursino de Oliveira (diretor da Diretoria de Portos e Costas), vice-almirante Henrique Renato Baptista de Souza (comandante do 5° distrito naval), capitão de mar e guerra Alexandre Lopes Vianna de Souza (capitão do portos de Santa Catarina), capitão-de-fragata Eduardo Rodrigues de Paula (delegado da delegacia da capitania dos portos de Itajaí). 

O convênio entre a diretoria de Portos e Costas e o IFSC já vem sendo realizado desde 2014. Em seis anos de trabalho em conjunto, foram ofertadas mais de 30 turmas dos cursos de Pescador Profissional (POP) e Pescador Profissional Especializado (PEP) que são destinados a trabalhadores que pretendem adquirir a Caderneta de Inscrição e Registro (CIR) como pescadores profissionais. “O Câmpus Itajaí é pioneiro na oferta de cursos de formação de aquaviários e em seis anos já formou aproximadamente 900 profissionais nos cursos de POP-N1, POP-N2, PEP, Proeja e Certific. Com a assinatura desse novo acordo de cooperação técnica, iremos ampliar esta parceria para a oferta de curso de adaptação para aquaviários (CAAQ-PPI) que é voltado para profissionais que tenham formação em Engenharia de Pesca, Oceanografia, técnico em Recursos Pesqueiros e queiram também ser aquaviários. Há ainda a possibilidade de fazermos adaptações nos cursos técnicos integrados em Recursos Pesqueiros e de Mecânica, ofertados pelo Câmpus Itajaí, para que os formandos desses cursos também tenham a formação de aquaviários e possam trabalhar embarcados, claro que este é um tema que ainda será levado para apreciação da DPC”, explica o coordenador do curso técnico em Recursos Pesqueiros do Câmpus Itajaí, Benjamim Teixeira. 

Ainda não há previsão de oferta desses cursos porque eles são realizados de forma presencial. Só com o retorno das atividades nos câmpus é que será avaliado quando serão ofertadas novas turmas. 

CÂMPUS ITAJAÍ