Pular para o conteúdo

Notícias

Grupo desenvolve software que controla banco de dados de mercadorias

INOVAÇÃO Data de Publicação: 11 dez 2020 10:31 Data de Atualização: 11 dez 2020 10:39

Um grupo de cinco estudantes do Câmpus Florianópolis formaram a equipe Indets, para participar do Floripa Hack, que aconteceu de 6 a 14 de novembro, numa parceria com o Sebrae e Prefeitura Municipal da capital catarinense. Dos cinco alunos, quatro são da Engenharia Eletrônica e um do Ensino Médio Técnico em Desenvolvimento de Sistemas. Eles conquistaram o terceiro lugar na competição. 

“Nosso projeto é um software, Market Managenent, que foi projetado para resolver a ruptura de gôndola. Ele consiste em um controle de banco de dados com interação dos estoquistas. De modo que sempre que os produtos são vendidos ou repostos nas gôndolas o sistema atualiza os bancos de dado. Assim, as gôndolas sempre estariam cheias”, destaca o integrante da equipe, Matheus Tomazi, responsável pelo back-end e pelo comercial da iniciativa. 

Segundo ele, a ideia era fazer com sensores de luz ou de peso. “A gente não chegou a produzir o software porque não tivemos o investimento no final da competição, mas ele seria desenvolvido com bancos de dados em MySQL (linguagem de programação de banco de dados) provavelmente, e o resto dos aplicativos seriam do tipo web”, explica Tomazi, aluno da 5ª fase de Engenharia Eletrônica. 

No que se refere a investimento, Matheus diz que o valor fica entre R$ 20 mil e R$ 40 mil reais para desenvolver e repassar para os supermercados. “Esse seria o valor de custo. Custo para gente produzir o software. Esses 20 mil são para desenvolver o app e o sistema. Para o supermercado seria vendido na forma de licença, que seria de 500 a 1800 por mês, dependendo do tamanho do supermercado”, explica ele. 

Para Matheus, iniciativas como o Floripa Hack proporcionam experiência aos acadêmicos. “O ambiente de competição, com o tema de tecnologia, faz todo mundo dar o sangue e usar ao máximo tudo que aprendeu não só no curso, mas na vida também. Você aprende bastante sobre desenvolvimento de ideias e projetos, além é claro de trabalho em equipe. É muito cansativo, mas com certeza vale a pena”, ressalta o estudante do Câmpus Florianópolis. 

INOVAÇÃO

Nó: liferay-ce-prod03