Pular para o conteúdo

Notícias

Guiamento feito por alunos é apontado como uma das principais qualidades em fortaleza da capital

CÂMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE Data de Publicação: 19 fev 2021 09:17 Data de Atualização: 22 fev 2021 14:37

A Fortaleza de São José da Ponta Grossa recebeu uma nota 9,55, de um total de 10, de turistas que a visitaram em 2019. O guiamento no local, feito por alunos do Curso Técnico em Guia de Turismo, foi apontado como uma das principais qualidades, juntamente com a beleza do local e a possibilidade de fugir da rotina. A pesquisa foi realizada por professores do Câmpus Florianópolis-Continente em parceria com a Coordenadoria das Fortalezas da Ilha de Santa Catarina (CFISC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). 

Os resultados do estudo, feito no local com 398 visitantes, está no artigo “Análise da Qualidade de Serviços Turísticos na Fortaleza de São José da Ponta Grossa – Florianópolis, utilizando o Tourqual”, elaborado por Tiago Savi Mondo, Maria Helena Alemany Soares e Fabiana Calçada de Lamare Leite, do IFSC, e Roberto Tonera, da UFSC, e publicado no volume 31 da Revista Turismo em Análise, editada pela Universidade de São Paulo (USP).

A pesquisa utilizou a ferramenta Tourqual - um modelo de avaliação da qualidade de serviços em atrativos turísticos desenvolvida pelo professor Tiago Mondo - e foi aplicada por alunos do Curso Superior de Gestão em Turismo. Com o estudo, segundo os autores, "foi possível ponderar e  quantificar a  percepção quanto ao serviço prestado, além de conseguir  mostrar  aos  gestores  da  Fortaleza os indicadores que mais impactam a satisfação do turismo, proporcionando uma hierarquização das possibilidades de gestão". 

Os piores indicadores apontados pelos turistas foram: acessibilidade, tecnologia (acesso à internet wifi) e banheiros acessíveis. 

Guiamento virtual

Por conta da pandemia de Covid-19, no ano passado o projeto de guiamento na Fortaleza de São José da Ponta Grossa teve que ser virtual. Alunos do Curso Técnico em Guia de Turismo gravaram episódios sobre o atrativo, que foram divulgados semanalmente no canal do Câmpus Florianópolis-Continente no YouTube e pelos canais de comunicação do IFSC. 

A professora Maria Helena Soares comemora o resultado do tour virtual: "foram mais de 17 mil visualizações, o que possibilitou que pessoas de todas as partes do Brasil pudessem conhecer a Fortaleza, além de garantir que o projeto de guiamento continuasse vivo apesar da necessidade de distanciamento social".

 

EXTENSÃO CÂMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE

Nó: liferay-ce-prod02