Pular para o conteúdo

Notícias

Engenharia Elétrica do Câmpus Joinville tem primeiras defesas de TCC

ENSINO Data de Publicação: 07 abr 2021 19:18 Data de Atualização: 09 abr 2021 14:56

Iniciado em 2016, o curso de Engenharia Elétrica do Câmpus Joinville realizou no mês de março as suas primeiras bancas de defesa de trabalho de conclusão de curso (TCC). No dia 16, o estudante José Lucas de Oliveira apresentou o trabalho “Aplicabilidade dos conceitos da Indústria 4.0 em um laboratório de ensaios” e, no dia seguinte (17), a aluna Letícia Beatriz Alves apresentou o TCC “Análise de viabilidade da aplicação de um projeto de eficiência energética na iluminação pública de uma região da cidade de Joinville-SC”. Os dois participam da próxima cerimônia de colação de grau dos cursos superiores do Câmpus Joinville, no dia 29 de abril.

Participaram da banca de José Lucas os professores Rodrigo Coral (orientador), Michael Klug e Stefano Zeplin e o engenheiro eletricista Pedro Henklein, da área de ensaios, como avaliador externo. Joice Luiz Jeronimo (orientadora), Ana Barbara Knolseisen Sambaqui, André Bonetto Trindade e Rafael Gomes Faust foram os professores participantes da banca de Letícia. As defesas aconteceram de forma remota, em ambiente virtual.

Para professora Joice, que coordena os TCCs da Engenharia Elétrica, a concretização dos trabalhos é um momento importante para a formação acadêmica e funciona como um meio para que os novos engenheiros possam testar os conhecimentos adquiridos ao longo do curso. “Ao escolherem um tema e se aprofundarem com um estudo mais dedicado e refinado, os estudantes podem visualizar, com clareza, aquilo que buscam compreender ou aplicar na sociedade. Podem descobrir que há uma imensidão de porquês que gostariam de responder com uma visão de impacto, seja social, profissional ou acadêmico”, enfatiza.

Inovação tecnológica

Ao escolher estudar a aplicação dos conceitos da Indústria 4.0 em um laboratório de ensaios de produtos, José Lucas levou em conta dois fatores: a referência da inovação tecnológica presente em diversas áreas do mercado e sua experiência de trabalho em um laboratório de ensaios e certificação de uma empresa fabricante de equipamentos elétricos.

“Diante da alta competitividade no cenário atual, as empresas almejam aprimorar seus processos a fim de reduzir perdas, elevar a qualidade e a confiabilidade e agregar valor ao seu produto. Esses objetivos alinham-se com os benefícios propostos pela Indústria 4.0”, justifica José Lucas, que também tem formação técnica em outros dois câmpus do IFSC, em Agropecuária, pelo Câmpus Concórdia, e em Eletrotécnica, pelo Câmpus Florianópolis.

A partir de revisão bibliográfica sobre os temas e um questionário com profissionais da área de ensaios, o estudante concluiu que a aplicação das ferramentas, tecnologias e conceitos da Indústria 4.0 em um ambiente de laboratório de ensaios é bastante desafiadora, mas que poderá trazer diversos benefícios, como produtividade, melhora na comunicação entre contratante e contratado e empregabilidade. “Propusemos uma estratégia de implantação da Indústria 4.0 para o laboratório, apontando a importância do papel do engenheiro eletricista neste processo de mudança”, destaca.

Eficiência energética

O estágio curricular direcionado à aplicação de dispositivos de telegerenciamento à iluminação pública motivou a estudante Letícia Alves a seguir nesta área para o desenvolvimento do seu TCC, complementando com o estudo de iniciativas relacionadas à eficiência energética. “Ao longo do curso e no âmbito profissional, acabamos cada vez mais entendendo alguns aspectos relacionados à geração, distribuição e consumo da energia elétrica, e o quão importante tem se tornado o desenvolvimento tanto de equipamentos quanto de processos voltados para uma melhor eficiência energética”, aponta Letícia.

No trabalho, a estudante realizou a análise de viabilidade de substituição de luminárias no bairro Costa e Silva, em Joinville, seguindo as diretrizes dos programas de incentivo a projetos e produtos voltados à eficiência energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Para o embasamento dos resultados teóricos, ela analisou a economia de energia de um sistema que já teve suas luminárias substituídas em outra região da cidade, na Avenida Santos Dumont.

“Os resultados obtidos foram satisfatórios, demonstrando que a eficiência energética na iluminação pública é interessante e deve ser explorada, uma vez que beneficia toda sociedade com uma iluminação de melhor qualidade, aliada à redução do consumo de energia e de recursos destinados à manutenção dos sistemas, e também gerando benefícios sociais e ambientais”, ressalta a futura engenheira eletricista, que começou sua formação profissional no Câmpus Joinville, no segundo semestre de 2011, com o curso técnico integrado em Eletroeletrônica.

Ingresso

O ingresso nos cursos superiores do IFSC é pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Até a próxima sexta-feira (9), estão abertas as inscrições para o Sisu do primeiro semestre de 2021. Nesta etapa, o Câmpus Joinville tem vagas para Engenharia Elétrica, bacharelado em Enfermagem e tecnologia em Gestão Hospitalar. As inscrições são exclusivas pelo site do Sisu.

ENSINO CÂMPUS JOINVILLE

Nó: liferay-ce-prod03