Pular para o conteúdo

Notícias

Exposição fotográfica mostra que Urupema vai além das baixas temperaturas

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 04 mai 2021 14:35 Data de Atualização: 04 mai 2021 15:03

O servidor, e também aluno do curso superior de Viticultura e Enologia do Câmpus Urupema do IFSC, Leonam Torre foi convidado pela Secretaria Municipal de Educação - Diretoria de Cultura para expor suas fotografias na Casa de Cultura de Urupema. Com o tema "Urupema o Ano Todo" as imagens retratam as belezas da cidade para além da época de frio intenso.

Leonam é servidor do Instituto Federal do Rio de Janeiro e está cedido em cooperação técnica para o IFSC. A exposição está na sala de multimeios da Casa da Cultura desde a última sexta-feira (30) e conta com 30 fotografias expostas fisicamente e mais de 250 fotografias digitais. A ideia da exposição é mostrar os rios, cachoeiras, caminhos, montanhas, açudes, animais e outras belezas naturais da região.

Conhecida por ser a cidade mais fria do Brasil, Urupema entra em destaque nacional no inverno com a queda das temperaturas. O objetivo de Leonam com a exposição é mostrar que os atrativos do município vão além do frio. "A gente só descobre quando vem morar nessas bandas, e talvez, a visão de quem não vive aqui a vida toda aguce essa observação, é que nem o charme e nem os atrativos de Urupema se vão quando as temperaturas sobem. As plantas florescem, os animais ficam mais ativos e Urupema ganha uma vida totalmente nova quando se aproxima o fim do ano. É uma cidade bastante diferente da famosa Urupema invernal", destaca Leonam, que tem a fotografia como hobby,  apesar de possuir cursos na área.

Leonam é assistente em administração na carreira de servidor. Seu envolvimento com fotografia é "complexo", em suas palavras. "Eu sou amador, mas tenho vários cursos e tenho bastante equipamento. Pego alguns trabalhos extras, mas seleciono bastante, e não trato como prioridade por causa do meu trabalho no IFSC", completa.

A Secretaria fez uma live em dezembro em apoio aos profissionais da cultura e eventos que foram afetados pela pandemia, com recursos da Lei Aldir Blanc. Leonam foi um dos que se inscreveu para participar do evento e foi alí que o poder público municipal conheceu as fotos e fez o convite para a exposição.

"Ficamos muito felizes quando ele se prontificou a expor. E as fotos são fora de série, valorizam muito a cultura de Urupema. Emociona a nós, que somos daqui, ver que uma pessoa de fora enxergou essa possibilidade. É uma foto mais bonita que a outra", conta Marlene Marcos de Andrade, diretora de cultura de Urupema.

A exposição ficará disponível por tempo indeterminado. Ela é aberta ao público de terça a sexta-feira, das 9h às 18h, sem fechar para o almoço. Momentaneamente, em razão da pandemia, não está abrindo aos finais de semana.

 
INSTITUCIONAL

Nó: liferay-ce-prod03