Pular para o conteúdo

Notícias

IFSC lança segunda temporada do podcast Arte e cultura remota para seus ouvidos

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 28 mai 2021 14:17 Data de Atualização: 28 mai 2021 14:21

Nesta semana, o IFSC publicou o primeiro episódio da nova temporada do podcast Arte e cultura remota para seus ouvidos. O podcast faz parte do projeto de extensão "Nas Entrelinhas: o direito à literatura escrita por mulheres no presídio feminino de Itajaí" e terá episódios mensais no canal do IFSC nas principais plataformas de áudio. 

No episódio de lançamento, a equipe do projeto compartilha suas reflexões acerca da leitura da obra "Se deus me chamar não vou" da escritora Mariana Salomão Carrara. Esta discussão conta com a participação da autora do livro, que reflete sobre o processo de construção da obra e sobre as diversas questões abordadas na história pelo olhar da personagem Maria Carmem, uma criança de 11 anos. 

"Se deus me chamar não vou" foi um dos livros selecionados para o projeto de extensão "Nas Entrelinhas", que objetiva incentivar a leitura e promover a reflexão crítica de mulheres em privação de liberdade. O projeto é coordenado pelo professor Leonardo da Silva, do Câmpus São José, e tem sido realizado de forma remota, priorizando assim a saúde e segurança e possibilitando o acesso à literatura por parte das mulheres no presídio feminino de Itajaí.

Ouça o episódio abaixo:

 

Sobre o projeto Nas Entrelinhas

O projeto "Nas Entrelinhas: o direito à literatura escrita por mulheres no presídio feminino de Itajaí" é realizado desde 2019 e tem como objetivo promover reflexões sobre gênero e sociedade, a partir da leitura de livros de autoria feminina, com mulheres do presídio feminino de Itajaí. 

Segundo o professor Leonardo da Silva, coordenador do projeto, "a riqueza do projeto 'Nas Entrelinhas' não está apenas nos livros que são lidos pelas mulheres em privação de liberdade, mas também nas pessoas que participam das ações, nas experiências que são compartilhadas e nas reflexões que são feitas a partir das histórias lidas. Ao trabalhar com literatura escrita por mulheres em um presídio, ressignificamos também nosso papel de professores, já que temos muito a aprender com as realidades e vivências de tantas mulheres. E a literatura é a nossa ponte neste processo de desenvolvimento crítico!"

No contexto da pandemia, com o objetivo de alcançar também a comunidade, o projeto passou a contar com a divulgação por meio do podcast Arte e cultura remota para seus ouvidos, com a discussão de algumas obras selecionadas. Assim, a comunidade também pode se engajar no processo de reflexão a partir da literatura. Todos os episódios da primeira temporada e os novos episódios podem ser ouvidos clicando aqui.

Além disso, ao longo do ano de 2020, a comunicação com as mulheres do presídio também aconteceu principalmente por meio de recados literários que são enviados via rádio. Estas produções de áudio geraram um outro podcast, com pequenos poemas e mensagens literárias, que o grupo responsável pelo projeto chama de pílulas literárias. Este podcast pode ser ouvido no canal do projeto no Spotify clicando aqui

INSTITUCIONAL

Nó: liferay-ce-prod01