Pular para o conteúdo

Notícias

Capacitação amplia possibilidades para realização de eventos com incentivos fiscais mesmo na pandemia

CÂMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE Data de Publicação: 02 jun 2021 09:30 Data de Atualização: 02 jun 2021 09:35

O setor de eventos tem sido um dos mais impactados pela pandemia de Covid-19 e é nesse momento que resiliência, reinvenção e capacitação se tornam essenciais para enfrentar os desafios que se apresentam. Estar preparado para buscar alternativas para viabilizar financeiramente eventos e adaptar os que seriam presenciais para formatos online ou híbridos são algumas soluções. 

Estas são algumas das discussões que estão sendo feitas em um curso inédito realizado no Câmpus Florianópolis-Continente: a captação de recursos para eventos por meio de leis de incentivo. É quando o governo - municipal, estadual ou federal - permite que uma parte dos impostos seja convertida para algumas áreas, como da cultura ou do esporte, e algumas legislações possibilitam que esses recursos sejam destinados à realização de eventos. O curso começou em 18 de maio e segue até 22 de junho.

"Profissional atento a novas possibilidades"

Mariana Kadletz, da empresa Incentive, está ministrando aulas sobre Lei Federal de Incentivo à Cultura, Lei Federal de Incentivo ao Esporte e Lei de Incentivo à Inovação de Florianópolis. "Nenhum setor estava preparado para a pandemia e os profissionais precisaram rapidamente se reinventar e se abrir para outras formas de fazer. Olhar para os incentivos fiscais como uma possibilidade é um dos caminhos que pode ser seguido. Quem quer captar recursos não pode ficar fechado, mas precisa estar atento a todas as possibilidades." 

Segundo ela, o incentivo fiscal se mostrou como mais um caminho para se reinventar, sendo necessário fazer ajustes nos projetos já aprovados. "Na Lei Rouanet, por exemplo, o dono do projeto (que chamamos de proponente), pode apresentar possíveis soluções para o seu projeto ou para o seu evento neste momento de pandemia", explica.


Paula Borges, do Instituto Maratona Cultural, está focando na lei de incentivo à cultura de Florianópolis no curso, como formatação e captação de recursos com esta lei, além de editais do estado de Santa Catarina. Ela reconhece a dificuldade deste período de pandemia para o setor e a urgência em ampliar o conhecimento e os relacionamentos para superar os desafios. 

"Muitos projetos e eventos culturais precisaram se adaptar e foram realizados virtualmente, por uma questão de necessidade mesmo. Esse formato ao meu ver, nunca será o ideal mas é o possível no momento. O artista precisa da troca com o público, da energia e do contato que só o "ao vivo" tem!", opina.

Conhecimentos que permanecem

As convidadas ressaltam que, independentemente da suspensão de eventos presenciais, os conhecimentos sobre captação de recursos são essenciais para o pós-pandemia. 
A participante do curso Adriana Rosa destaca a importância da qualificação para profissionais da área. "Temos aqui na região muitos artistas, trabalhos importantes na Cultura e precisamos de profissionais que garantam recursos."

Jaqueline Gonçalves, chefe de departamento na superintendência de Projetos Especiais da Prefeitura Municipal de Florianópolis, também está ministrando parte do curso com foco na experiência que tem no poder público. "A Cultura é um segmento que seduz, é o início de tudo." Para ela, se qualificar é dar ainda mais sentido a esse trabalho que envolve muita paixão.

Realizar bem e com conhecimento é o objeto da qualificação, destaca a professora Ení Maria Ranzan, que coordena o projeto de extensão no qual o curso foi desenvolvido. "Está sendo uma excelente oportunidade para os alunos também se qualificarem nessa área e já traçarem estratégias para suas atuações como profissionais. Tem sido um grande aprendizado a cada aula."

EXTENSÃO CÂMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE

Nó: liferay-ce-prod02

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.