Pular para o conteúdo

Notícias

Projeto debate temas da atualidade com linguagem simples

EXTENSÃO Data de Publicação: 23 jun 2021 00:27 Data de Atualização: 23 jun 2021 09:20

Levar informações relevantes à população, com base em fontes confiáveis e utilizando uma linguagem acessível a todos. Esse é o objetivo do projeto de extensão "Divulgação científica: uma ferramenta de inclusão", que está em sua segunda edição e, neste semestre, procura responder à pergunta: é possível produzir alimentos de maneira eficiente sem prejudicar a natureza?

Para alcançar o público em geral e entregar informações baseadas na ciência com uma linguagem que não afaste as pessoas, a equipe do projeto - composta por servidores e estudantes dos câmpus Jaraguá do Sul-Rau e Jaraguá do Sul-Centro – utiliza as redes sociais do IFSC. "Acreditamos que, na era digital em que vivemos, muito conteúdo chega até nós de forma distorcida ou sem comprovação. Então decidimos transformar assuntos de interesse da comunidade em ‘linguagem de internet’, usando o Facebook e o Instagram para chegar nas pessoas e falar de um assunto usando bases científicas”, conta a coordenadora do projeto e professora do Câmpus Jaraguá do Sul-Rau, Thaís Collet.

Antes do conteúdo chegar às redes sociais, no entanto, a equipe do projeto realiza uma ampla pesquisa sobre o tema. “É nesse momento em que vamos a fundo nas fontes de informação disponíveis, para depois adaptarmos o resultado da pesquisa ao formato de postagens para a internet”, descreve a coordenadora.

Em sua primeira edição, o projeto debateu as queimadas que ocorreram no Pantanal e em outros ecossistemas. “Percebemos que, muitas vezes, as queimadas eram resultado de uma ação do homem para limpar a terra e abrir espaço para pastagem ou plantações. Então, nesta segunda edição, vamos discutir uma dúvida que surgiu naturalmente: será que dá pra preservar a natureza e, ao mesmo tempo, produzir alimentos de maneira eficiente?”, relata.

Na visão dos integrantes do projeto, o acesso a informações científicas é necessário para a inclusão social. “O conhecimento científico muitas vezes é algo ‘inacessível’ para a população em geral, por isso muitos acreditam em quase tudo o que chega pelo celular. Decidimos, então, levar informação sobre assuntos atuais para a população como forma de empoderar as pessoas e entregar conhecimentos que muitas vezes ficavam restritos a instituições de pesquisa”, lembra a professora de Jaraguá do Sul.

Para debater a preservação da natureza em meio à necessidade da produção agrícola no país, o projeto vai realizar, durante os próximos quatro meses, diversas postagens nas mídias sociais do IFSC e pelo menos quatro transmissões ao vivo (lives) com a participação de especialistas. A primeira live será nesta quarta-feira (23), a partir das 19h, e vai apresentar o que são agroflorestas e como elas auxiliam a proteger o meio ambiente.

As transmissões ao vivo vão ocorrer na página do IFSC no Facebook e no canal do IFSC no Youtube. Já as publicações – em princípio duas postagens por semana – ocorrerão no Instagram do IFSC de Jaraguá do Sul e no Facebook do Câmpus Jaraguá do Sul-Rau.

Confira as datas das lives:
- 23/06
- 28/07
- 25/08
- 29/09

EXTENSÃO CÂMPUS JARAGUÁ DO SUL-RAU

Nó: liferay-ce-prod01

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.