Pular para o conteúdo

Notícias

Estudantes do Câmpus Joinville conquistam medalhas na Olimpíada de Astronomia e vagas para seletivas internacionais

CÂMPUS JOINVILLE Data de Publicação: 10 ago 2021 18:06 Data de Atualização: 10 ago 2021 18:19

Com duas medalhas de ouro e uma de bronze na 24ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), o Câmpus Joinville garantiu três vagas nas Seletivas para as Olimpíadas Internacionais de Astronomia de 2022. As premiações foram conquistadas pelos estudantes Eduardo Mello da Costa (bronze), Isabela Cardozo (ouro) e Pedro Gustavo Rieck (ouro), do curso técnico integrado em Eletroeletrônica.

As seletivas para os eventos internacionais acontecerão de forma on-line, com provas em 19 de setembro, 17 de outubro e 4 de dezembro. Os duzentos estudantes com as melhores médias participarão de uma nova seleção para compor as equipes brasileiras que participarão da XV Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA) e da XIV Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA), no ano que vem.

Animados com os resultados obtidos até agora, os três estudantes já estão se preparando para as seletivas, com leituras, pesquisas na internet, resolução de exercícios e acompanhamento do canal da OBA e outros canais de astronomia.

“A OBA em especial é minha olimpíada favorita, porque eu sou fascinada por astronomia e astrofísica desde pequena. Costumava ficar olhando pro céu inventando teorias de como a terra girava, o porquê das estrelas brilharem e outras milhares de teorias com as dúvidas que eu tinha. Estudando pra OBA, eu sanei a maioria das dúvidas; mas outras milhares surgiram”, comenta Isabela, que coleciona quatro medalhas de ouro na Olimpíada de Astronomia.

A mesma curiosidade pelo universo é compartilhada por Eduardo, que estreou seu quadro de medalhas com o bronze na OBA deste ano. “Sempre gostei bastante de astronomia. Acho que pelo fato da gente não conhecer tanto assim o nosso universo, pela curiosidade de querer saber mais. Nas olimpíadas do ano passado, fui abaixo do que esperava. Ter ganho medalha esse ano significou bastante pra mim”, comemora.

Para o estudante Pedro, as medalhas também são significativas, especialmente pelas experiências e oportunidades que proporcionam. “As olimpíadas representam uma oportunidade de utilizar os conhecimentos adquiridos nas salas de aula, além de proporcionar novas oportunidades de aprendizagem, durante a realização das mesmas, e, após elas, com os cursos oferecidos”, conta o aluno.

Apesar das medalhas de prata na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (Obfep) e nas duas edições do Torneio de Matemática dos Técnicos Integrados do IFSC Câmpus Joinville (ToMaTI²), Pedro tem um carinho especial pelo desafio de se aprofundar em assuntos não muito explorados na escola, como órbita de planetas, posição de estrelas e constelações. Uma curiosidade que já lhe rendeu dois ouros na Olimpíada de Astronomia.

CÂMPUS JOINVILLE EVENTOS

Nó: liferay-ce-prod01

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.