Pular para o conteúdo

Notícias

Lideranças políticas e empresariais assinam carta em prol do Câmpus SLO do IFSC

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 21 out 2021 18:20 Data de Atualização: 21 out 2021 18:59

Dois documentos foram entregues ao reitor do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Maurício Gariba Junior, durante visita do dirigente ao Câmpus São Lourenço do Oeste, nesta quarta-feira (20). Um deles trata-se de uma carta, assinada por empresários e lideranças políticas da cidade e da região, reivindicando apoio para o crescimento da unidade do IFSC. E o segundo documento trata-se de uma carta dos servidores do câmpus apresentando os desafios e dificuldades de trabalhar na unidade. Os documentos foram endereçados ao reitor e aos membros do Conselho Superior (Consup) da instituição.

A “Carta de reivindicação e apoio dos parlamentares para a ampliação do Câmpus Avançado São Lourenço do Oeste” foi endereçada ao reitor e aos membros do Conselho Superior (Consup) do IFSC, e foi assinada por parlamentares da Associação de Municípios do Noroeste de Santa Catarina (AMNOROESTE), representantes de associações empresariais e secretarias municipais de educação. 

O diretor-geral do Câmpus SLO, Daniel Carossi, apresentou o projeto e planejamento que o câmpus tem para desenvolver na região, com oferta de cursos técnicos, superiores, especializações, e de diversos cursos de qualificação profissional, principalmente oferta de curso para um público que não teve oportunidade de concluir o ensino fundamental ou médio. “Público este que representa uma parcela expressiva em nossa comunidade”, ressalta o diretor.

Para que estas ofertas sejam viabilizadas, no entanto, há necessidade de transformar o câmpus avançado em um câmpus pleno, como prevê a Portaria 713 do Ministério da Educação, ampliando o quadro de servidores para 40 docentes e 26 Técnicos-administrativos.

Na contextualização da Carta, as lideranças afirmam que “temos hoje demandas urgentes quanto a capacitação da comunidade e buscamos junto ao IFSC essas respostas para fortalecer nossos municípios e contribuir para uma sociedade melhor. Sabemos do potencial desta instituição, reconhecemos a qualidade do ensino em todas as 22 unidades, contudo, não encontramos aqui em São Lourenço do Oeste uma infraestrutura adequada e um quadro de servidores suficiente como nas demais.”

Os parlamentares presentes ainda manifestaram apoio e se comprometeram em levar o tema para debate nas câmaras municipais de vereadores e buscar possibilidades de recursos para atender às principais demandas do câmpus São Lourenço.

Carta de servidores

O reitor ainda conversou com os servidores do câmpus e recebeu uma carta, na qual foram compartilhados os desafios e as dificuldades vivenciadas no câmpus para atender a missão institucional. Durante o encontro, Daniel Fernando Carossi, diretor-geral do câmpus, apresentou também o planejamento elaborado ao longo dos anos, constante no PDI 2020-2024 que detalha a perspectiva de ampliação do quadro de servidores para atender a demanda levantada na região junto aos municípios.

Atualmente, o quadro de servidores do câmpus é formado por 14 docentes e 09 técnicos administrativos em educação (TAEs) - um pedagogo, um técnico em assuntos educacionais, um técnico em TI, 02 auxiliares administrativos, 03 assistentes de alunos e 01 assistente em administração - totalizando 23 servidores.

CÂMPUS SÃO LOURENÇO DO OESTE INSTITUCIONAL

Nó: liferay-ce-prod02

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.