Lugar de mulher é no IFSC - e onde ela quiser!

Lugar de mulher é no IFSC - e onde ela quiser!

BLOG DO IFSC Data de Publicação: 11 mar 2020 15:24 Data de Atualização: 12 mar 2020 11:10

Apesar de as mulheres serem maioria no Brasil segundo dados do IBGE, e estarem alcançando cada vez mais lugares, elas ainda são minorias em muitas coisas. 

Por exemplo, você sabia que durante quase 50 anos o IFSC aceitou apenas alunos homens? Sim, a trajetória das mulheres na instituição é recente: houve alguns ingressos na década de 50, mas a autorização oficial e definitiva foi somente em 1967.

A história nunca foi fácil para elas... 

O primeiro registro de alunas ingressando na antiga Escola Industrial de Florianópolis data de 1951. Porém, a maioria desistia do curso ao final da 1ª ou 2ª série. Somente em 1955, 5 anos depois, há registro de uma menina que chegou à 4ª série e concluiu um curso.

Veja a conversa com as primeiras alunas do IFSC no vídeo abaixo:

Em 1959, voltaram a ser aceitas apenas inscrições de candidatos do sexo masculino até que, em 1967, o Conselho de Professores autorizou – dessa vez em definitivo – o ingresso de meninas. Com essa autorização, foram criadas disciplinas específicas para elas: Educação para o Lar, Puericultura, Arte Culinária, Noções de Enfermagem, Costura e Artes Aplicadas. 

mulher fazendo cara de desprezo

Sim, também ficamos chocados, mas só retrata o que vivíamos na época e que, felizmente, está mudando.

Crescimento e diferenças no ingresso de alunas

Apesar desse início difícil, hoje elas já estão quase alcançando os homens e são 45% de nossas matrículas!

cartaz com mulher de braço erguido e a frase "nós podemos isso"

Se naqueles primeiros ingressos na década de 50 a proporção era de 12,5 homens a cada mulher, em 2019 foram registrados 1,20 homens a cada mulher no IFSC. Na Rede Federal, esta proporção foi ainda menor, atingindo o número de 1,12.

Mas ainda há grandes discrepâncias: nos cursos do eixo de Controle e Processos Industriais (que incluem Automação Industrial e Mecânica, por exemplo) há 5,23 homens a cada mulher; enquanto no eixo de Ambiente e Saúde há 2,13 mulheres a cada homem.


Servidores do IFSC

A representatividade não se restringe só às matrículas, aparece também no número de servidores. No total de servidores do IFSC hoje, há uma proporção de 1,27 homens para cada mulher.

Porém, a diferença é maior no quadro de docentes, que registra 1,76 homens para cada mulher, enquanto no quadro de técnico-administrativos elas são maioria – 1,16 mulheres a cada homem.


Diferenças também na pesquisa

A diferença no número de matrículas e de servidoras, especialmente as docentes, também reflete outras áreas, como a participação de mulheres em projetos de pesquisa dentro do IFSC.

Em 2019, a proporção entre os pesquisadores do IFSC foi de 2,6 homens para cada mulher (156 homens / 60 mulheres), ainda maior que a diferença entre os docentes (1,76) e os servidores como um todo (1,27).

 
** Editais de 2019 com finalização prevista para 2020.

Nesta notícia destacamos a experiência de algumas de nossas pesquisadoras.

Mulheres na gestão

Outra área que reflete os números institucionais é a gestão do IFSC, que em seus 110 anos de existência contou com 19 gestores, sendo apenas 4 mulheres, todas nos últimos 25 anos.

Programas específicos para mulheres

Na linha da busca pela igualdade e pelo alcance de direitos, o IFSC criou o programa Mulheres Sim. São cursos destinados a mulheres acima de 15 anos, preferencialmente em vulnerabilidade social, vítimas de violência e encaminhadas por serviços de apoio como os Centros de Referência em Assistência Social (Cras). 

O objetivo é promover a cidadania e o empoderamento dessas mulheres e são abordados temas como saúde da mulher, defesa pessoal, economia, equidade de gênero, raça, classe e sexo, entre outros.

Saiba mais sobre o programa no vídeo abaixo:

Boas notícias

Avaliando pelo lado positivo, se analisarmos a série histórica veremos que a diferença entre o quantitativo de homens e mulheres está diminuindo um pouco a cada ano, tanto nos alunos quanto nos servidores.

Quem sabe no futuro consigamos refletir a proporção de mulheres e homens na população brasileira também em nossa instituição!

Quer saber mais sobre o que as mulheres têm alcançado no IFSC?

Apesar de serem minoria, as mulheres não deixam de lutar e conquistam cada vez mais seu espaço. Se quiser saber mais sobre o que elas têm feito no IFSC, veja algumas de suas ações abaixo:

- 8 de março: para que a luta também se dê na ciência

- Alunos da pós-graduação realizam pesquisas sobre mulheres cientistas que se dedicaram aos estudos das ciências marinhas

- Projeto de extensão busca incentivar meninas a se inserirem nas profissões das Ciências Exatas

- Iniciativa para combater o suicídio leva alunas do Câmpus Xanxerê para semifinal de desafio internacional

- Lugar de mulher também é na engenharia

- Iniciativas em dois câmpus buscam destacar presença de mulheres na engenharia 

- Curso de mecânica para mulheres 

- Meninas na Robótica 

- Projeto do IFSC leva alternativa de renda a mulheres do presídio feminino de Tubarão 

- Câmpus São José oferece primeiro curso do programa Mulheres Sim 

- Projeto “O Gênero da Química” 

- Projeto “Elas Digitais” 

Veja também um vídeo produzido com as mulheres do IFSC em 2016:

 
E se você gostou deste post, deixe um comentário e compartilhe!
 
Assine o blog
 
Se você quiser receber nossos posts por e-mail sempre que publicarmos, deixe seu e-mail no nosso cadastro.
 
 
BLOG DO IFSC BLOG DO IFSC