Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Bloqueio orçamentário e Conif

Bloqueio orçamentário e Conif

BLOG DA REITORA Data de Publicação: 16 ago 2019 18:21 Data de Atualização: 16 ago 2019 18:40

Olá!

Passei a maior parte de semana fora do IFSC, na reunião do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, o Conif, no Rio de Janeiro. Discutimos os temas que vêm nos preocupando nas últimas semanas, que são o bloqueio orçamentário – que permanece – e o programa Future-se.

Apesar das notícias que circularam de que o MEC iria desbloquear os recursos, continuamos com o bloqueio. Até o momento, só temos 5% do orçamento não bloqueado para utilizar neste ano, o que nos permite funcionar até setembro. Estamos bem angustiados com essa situação e, inclusive, na próxima semana, no nosso Colégio de Dirigentes, vamos tratar desse cenário, analisando impactos, prioridades e os encaminhamentos necessários para o IFSC, nesse cenário bem adverso. 

Conif

Na reunião do Conif, vemos que a questão orçamentária é uma preocupação em todas as instituições do País. Como já escrevi em posts anteriores, já debatemos a matriz orçamentária para 2020, mas, diante desse contexto, precisamos garantir e viabilizar nosso funcionamento ainda em 2019.

Na terça-feira, os integrantes do Grupo de Trabalho Educação Superior, criado no início deste ano pela Câmara dos Deputados, participaram da reunião. O GT, presidido pelo ex-reitor da Universidade Federal Fluminense Roberto de Souza Salles, foi feito para acompanhar e avaliar o sistema universitário brasileiro. Atualmente o grupo faz o diagnóstico do ensino superior no País.

Percebemos que o GT tem feito um trabalho bem consistente. Compartilho aqui o relatório apresentado pelo grupo.

Na semana passada, inclusive, o grupo entregou ao presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia, um documento sobre o Programa Future-se, questionando temas como autonomia das instituições e cobrança de mensalidades.

O Future-se é outro assunto que tem nos preocupado. Como eu disse na semana passada, estamos discutindo coletivamente dentro do que temos de informação do programa. Como a consulta pública sobre o Future-se foi prorrogada, a expectativa do Conif é que o programa não deve começar neste ano. Tudo vai depender da forma de tramitação no Congresso Nacional, mas nossa articulação é para que haja mais debate e que muitas questões possam ser mais esclarecidas.

A  análise da atual conjuntura da educação no País foi também ponto de pauta da reunião com a presença do convidado Roberto Leher, professor da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro e ex-reitor da instituição. Ele comentou sobre o cenário político interno do Brasil, a situação com os mercados externos e como isso afeta a realidade do cenário educacional.

Na quarta-feira, estivemos na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, que concedeu ao Conif a mais importante honraria da cidade: a medalha Pedro Ernesto. Foi concedida aos dirigentes da Rede Federal uma Moção de louvor e reconhecimento. Participamos de uma solenidade muito bonita, dando destaque ao trabalho das nossas instituições que contribuem muito para o desenvolvimento social do nosso País. Esta valorização de quem somos e do que fazemos é importante e esperamos poder continuar atuando em prol de um Brasil melhor e mais igualitário.

Outros assuntos:

- Aula Inaugural: Na segunda-feira, participei da aula inaugural da terceira turma do IFSC do mestrado profissional em Educação Profissional e Tecnológica. Temos tido resultados muito bacanas com o programa, com trabalhos muito bons e que estão trazendo um retorno prático para nossa instituição. Destaquei a importância das pesquisas e da qualificação dos servidores para avanço da educação profissional!

E hoje pela manhã participei da reunião do conselho do Senai, do qual faço parte. 

Até a próxima semana!

BLOG DA REITORA