Clima e ambiente

O objetivo do curso é formar profissionais qualificados para compreender os processos climáticos e interpretar as múltiplas relações entre o clima, os ecossistemas costeiros e seus recursos naturais - sejam bióticos ou abióticos. Ao concluir o curso, o profissional estará apto a abordar os recursos naturais costeiros de forma a contribuir para minimizar os impactos negativos e maximizar os positivos causados por alterações ambientais e variações climáticas de curto, médio e longo prazo.

Mercado de trabalho

  • Empresas públicas ou privadas
  • ONGs
  • Docência
  • Pesquisa

Pré-Requisitos

Ser graduado em cursos de nível superior com carga horária mínima de 2400 horas, preferencialmente nas áreas relacionadas às geociências e ciências ambientais.


Câmpus Garopaba

Informações

  • Número de Vagas

    15

  • Carga Horária

    450 horas/aula

  • Turno

    (Aulas quintas e sextas feiras)

  • Duração

    4 semestres

Infraestrutura

Laboratórios de Pesquisa:

- INSTRUMENTAÇÃO METEOROLÓGICA: para atividades de construção, calibração, ajuste e verificação de instrumentos hidro-meteorológicos, agroecológicos e ambientais, tanto convencionais como automáticos. Equipado com:

- Cinco estações automáticas móveis;

- 10 datalogers;

- Cinco sensores de precipitação, temperatura, umidade, pressão e vento;

- Um anemômetro young;

- Uma estação meteorológica completa;

- Uma estação meteorológica automática completa;

- Um veículo Nissan quatro portas cabinet dupla 4x.

Aplicativos Meteorológicos: para pesquisa e desenvolvimento de aplicativos computacionais para pesquisa aplicada à ciências ambientais, físicas e da terra, gerando inovadores produtos tecnológicos e processos de melhoria da pesquisa e previsão de tempo e clima.

- 15 computadores em rede;

- Uma Licença STATISTICA;

- Um Modelo meteorológico regional Weather Research and Forecasting (WRF);

- Um Sistema embarcado 2 Terabytes para rodadas dos modelos NCEP e GFS;

 

LABORATÓRIO DE ENSINO:

- Ambiente com aparato de rede computacional e lógica;

- 32 computadores em rede com suporte técnico padrão;

- Um quadro branco;

- Um Kit audiovisual e multimídia;

- MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO MECÂMICA E ENSAOIS MECÂMICOS: Ambiente da área de mecânica onde são desenvolvidas atividades de análises de materiais, metalografia e ensaios destrutivos e não destrutivos. A infra-estrutura deste laboratório conta com diversos equipamentos de preparação e análise de amostras e equipamentos de ensaios mecânicos.

- Equipamentos de preparação de amostras: Policorte, Politrizes e Embutidora;

- Microscópio;

- Suporte a análise amostral;

- Kit de ensaios mecânicos;

- PESQUISA E MONITORAMENTO DE ALGAS NOCIVAS E FICOTOXINAS: Desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão relacionadas a Pesca, Aquicultura, e capacitação relacionados com monitoramento ambiental e saúde pública.

- 3- microscópios invertidos, um com epifluorscência;

- 1 cromatógrafo líquido HPLC Marca Shimadzu com detectores de fluoresncência e de fotodiodos;

- 1 sistema de cromatografia líquida de massas LC MS/MS marca Aplyed  BIosystem com sistema de armadilha de íons;

- 2 Incubadoras com fotoperíodo e temperatura contraladas;

MARCADORES HISTOLÓGICOS: Desenvolve pesquisas na área de marcadores e histologia.

- Mícrótomo rotativo;

- Balança de precisão;

- Processo de banho-maria histológico;

- Microscópio;

- Capela de extração.

PROCESSOS BIOTECNOLÓGICOS: Desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão relacionados ao estudo e produção de biopolímeros, biocombustíveis, biocorantes, biotransformação de efluentes e enzimas aplicadas à biotecnologia.

- Espectrofotômetro UV/VISÍVEL;

- Kit para análise físico-química de águas e efluentes;

- Capela química e microbiológica;

- Estufa microbiológica;

- Banho-maria com sistema de circulação externa de água;

- Auto-clave vertical;

- Agitador orbital termostatizado.

PESCA E AQUICULTURA: Laboratório úmido, para processamento de amostras biológicas, extração, filtração.

- 2- balança analítica;

- 1 rotaevaporador;

- 2- sistema de purificação de água;

- 1 sonda multiparâmetro para análise de qualidade de água;

- 3 embarcações de pequeno porte, sendo duas infláveis para 6 ocupantes equipada com sistemas de navegação e motor de 60 hP;

 

ANÁLISES MULTIDISCIPLINARES: No Câmpus Itajaí, o laboratório visa o desenvolvimento de pesquisas e ensaios práticos relacionados a ecologia. 

- 3 microscópios;

- 3 estereomicroscópios binoculares e trinoculares.

 

ECOTOXICOLOGIA: Situado no Departamento Acadêmico da Construção Civil (DACC) é especializado no emprego de análises ecotoxicológicas de água superficial e subterrânea, efluente diversos e esgoto com a utilização de organismos-teste. 

- 1 estufa de incubação microbiológica;

- 2 germinadoras com fotoperíodo e temperatura controlados;

- 1 estufa tipo DBO com temperatura controlada;

- 1 medidor de salinidade da água e de oxigênio dissolvido;

3 microscópios.

 

ESTUDOS AMBIENTAIS: Constitui um ambiente vinculado ao Curso Técnico de Meio Ambiente (DACC - IFSC), nesse laboratório, são desenvolvidas atividades de educação ambiental e de estudos relacionados à poluição marinha por resíduos sólidos (lixo marinho).

Projetos de Pesquisa e Extensão

O quadro docente atua em diversos projetos envolvendo instituições públicas e privadas e nacionais e internacionais, dos quais se destacam:

Convênio com Ministério da Pesca a Aquicultura para implantação do LAQUA/Itajaí no âmbito da RENAQUA (Rede Nacional de Laboratórios do Ministério da Pesca e Aquicultura) que é responsável pela realização de testes de diagnóstico de doenças de animais aquáticos e de análises de resíduos e contaminantes nos recursos pesqueiros. Incluem laboratórios públicos considerados laboratórios oficias e poderá incluir também outros laboratórios públicos e privados que forem aprovados pelo MPA para serem credenciados. O LAQUA/Itajaí em conjunto com o laboratório de pesquisas é responsável por analises de toxinas em áreas de aquicultura e trabalha em conjuntos com órgão estaduais e federais além de ser referencia em capacitação profissional.

 

Participação no projeto “Oceanografia Integrada e Usos Múltiplos da Plataforma Continental e Oceano Adjacente, do Centro de Oceanografia Integrada (COI) - (INCT Mar COI), sediado no Instituto de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande (IO-FURG)”. O INCT-Mar COI é formado por quase uma centena de pesquisadores distribuídos por 9 (nove) estados brasileiros (RS, SC, PR, SP, RJ, ES, BA, PE e AL), muitos deles já agrupados em suas respectivas áreas do conhecimento, representando grupos de pesquisas brasileiros. O objetivo do INCT Mar COI é implantar e consolidar uma rede de instituições para desenvolverem pesquisas oceanográficas em mar aberto atuando na vanguarda do conhecimento e contribuindo para a formação de recursos humanos, transferência de conhecimento para a sociedade e para a geração de políticas públicas.

 

Participação na Rede Sul Brasileira de pesquisas sobre mudanças climáticas e prevenção aos desastres naturais, que tem como objetivo principal integrar as atividades de operação e desenvolvimento metodológico das instituições estaduais de meteorologia e pesquisas (SIMEPAR, EPAGRI/CIRAM, FEPAGRO), universidades e institutos vinculados, em mudanças climáticas e desastres naturais através de observações atmosféricas e oceânicas, sensoriamento remoto e modelagem numérica para aprimorar as ações de monitoramento do tempo e previsão de eventos extremos na região Sul do Brasil.

 

Projeto "Estações GNSS/maregráficas híbridas através da técnica de reflectometria por multicaminho", financiado pelo CNPQ, envolve pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e da Universidade Estadual Paulista, além do Departamento de Ciências do Oceânicas, Terrestres e Atmosféricas da Universidade Old Dominion, (Norfolk/VA – EUA) e do Instituto de Ciências da Terra (Grenoble/Isère, França).

 

O projeto Estações GNSS/maregráficas híbridas através da técnica de reflectometria por multicaminho" aborda o risco climático ao qual cada cidade costeira brasileira está exposta e além de descrever que seria melhor se houvessem medições do nível médio dos mares densificadas ao longo da costa. Estações maregráficas convencionais são poucas e enfrentam uma série de dificuldades. A Rede Brasileira de Monitoramento Contínuo (RBMC) de Sistemas Globais de Navegação por Satélite (GNSS) é composta atualmente por cerca de uma centena de estações de rastreio. Existe a possibilidade de utilizar as estações GNSS da RBMC instaladas próximas da costa para realizar o sensoriamento remoto a curta distância, tomando a superfície do mar como alvo refletor. O projeto inova com da hibridização das estações GNSS costeiras, transformando-as em marégrafos alternativos. O projeto tem colaborações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e da Universidade Estadual Paulista, do Departamento de Ciência Oceânicas, Terrestres e Atmosféricas da Universidade Old Dominion, (Norfolk/VA – EUA) e do Instituto de Ciências da Terra (Grenoble/Isère, França).

Certificação

Diploma Mestre em Clima e Ambiente - Reconhecido pela CAPES / Geociências.

Contato

Coordenador: Luis antonio de Oliveira Proença

E-mail: mestrado.climaeambiente.fln@ifsc.edu.br

Telefone: 4832116022

Endereço:

O Mestrado em Clima e Ambiente é multicâmpus e acontece nos câmpus Florianópolis, Itajaí e Garopaba. As aulas e atividades são concentradas nas quintas e sextas-feiras em período integral.

Sites dos câmpus:

http://www.florianopolis.ifsc.edu.br/

http://www.itajai.ifsc.edu.br/

http://www.garopaba.ifsc.edu.br/

Página atualizada em: 31 Jan 2018

Voltar ao Topo