Histórico

Câmpus surgiu para atender à vocação econômica da cidade

O Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) foi a primeira instituição federal de ensino no Oeste Catarinense, com a inauguração do Câmpus Chapecó em 22 de agosto de 2006.

O Câmpus Chapecó foi parte do Plano de Expansão I do IFSC. Na época, chamava-se Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet/SC), mas em 2008, a lei 11.982 implantou 38 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. A partir daí, o Cefet passou a chamar-se IFSC.

O prédio do Câmpus Chapecó inaugurado em 2006 tinha 500m2. Atualmente são 6,100 m2 (área construída).

Antes mesmo da inauguração, o Câmpus Chapecó já ofertava dois cursos técnicos, de Mecânica e Eletroeletrônica, através de local cedido pela Sociedade Educacional do Oeste de Santa Catarina (Socioeste).

Atualmente, oferta cinco cursos regulares: os técnicos em Mecânica e Eletroeletrônica (para formados no Ensino Médio), Eletromecânica (Proeja) e Informática (Integrado ao Ensino Médio), e o curso de graduação em Engenharia de Controle e Automação. Conheça mais sobre os cursos no Guia de Cursos do IFSC.

Além destes, o câmpus também oferece até cinco vezes ao ano os cursos de Formação Inicial e Continuada (FICs), que são de curta duração e voltados para a qualificação profissional rápida.

O Câmpus Chapecó diplomou mais de 700 alunos e emitiu mais de 3 mil certificados, promovendo e difundindo conhecimento e desenvolvendo cidadãos capazes de transformar a realidade em que vivem no Oeste catarinense. 

A oferta de cursos atualmente contempla um curso técnico de ensino médio integrado(Informática), um técnico PROEJA integrado(Eletromecânica), três cursos técnicos subsequentes(Eletroeletrônica, Mecânica e Segurança do trabalho), uma  graduação na área de engenharia (Controle e automação), dois cursos de  especialização em ensino e diversos cursos de qualificação, de curta duração, conforme demanda da comunidade.

Destaca-se também a geração de empregos direta e indiretamente, onde atuam na instituição 65 docentes, 47 técnicos administrativos, 15 trabalhadores terceirizados e
3 docentes substitutos.

Quer saber mais sobre o Câmpus Chapecó e os cursos? Assista ao vídeo institucional.