Histórico

Câmpus surgiu para atender à vocação econômica da cidade


O Instituto Federal Santa Catarina (IFSC) é uma instituição pública de ensino profissional, científico e tecnológico que tem a missão de promover a inclusão, difundir conhecimento e formar cidadãos aptos a atuarem no mercado de trabalho, contribuindo assim para o desenvolvimento socioeconômico e cultural da nossa região.

A origem da instituição remonta ao ano de 1909, quando foi fundada a Escola de Aprendizes Artífices de Santa Catarina. Ao longo das décadas, a instituição teve vários nomes diferentes, decorrentes do processo de transformação e modernização, sendo chamada de Liceu Industrial, Escola Industrial, Escola Industrial Federal, Escola Técnica Federal até Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET), denominação anterior à sua transformação em Instituto Federal de Santa Catarina no ano de 2008.

Em 2006, como parte do plano de expansão da rede federal de educação profissional e tecnológica, o CEFET-SC implantou três novas unidades de ensino, em Florianópolis, Chapecó e Joinville. A implantação do Câmpus Criciúma se dá na segunda etapa de expansão do IFSC, a partir de 2009. Atualmente, o IFSC conta com 22 câmpus espalhados por todas as regiões do Estado.

O Câmpus Criciúma é fruto das lutas das comunidades e dos movimentos sociais da região carbonífera pela expansão da oferta de educação profissionalizante pública, gratuita e de qualidade. O processo de instalação do Câmpus iniciou com a realização de Audiência Pública em março de 2008, onde foram apontados pela comunidade alguns cursos de interesse para a região. Um ano depois, em março de 2009, foram iniciadas as obras de construção do prédio e da infraestrutura do Câmpus no bairro Vila Rica.

A obra foi entregue em agosto de 2010 e contava com os seguintes servidores em seu início: Manoel Irineu José (docente/diretor geral); Janaina dos Santos Berti (assistente em administração); Lucas Bastianello Scremin (docente); Giovani de Souza Batista (docente/chefe departamento de ensino, pesquisa e extensão); Cedenir Buzanelo Spillere (analista em T.I.); Milena Titoni (técnica em assuntos educacionais).

Em outubro de 2010 foi inaugurado o primeiro curso do câmpus: FIC em instalações elétricas prediais e pedreiro em alvenaria e revestimentos. O câmpus foi inaugurado solenemente em 29 de novembro de 2010, data na qual se comemora o aniversário do Câmpus Criciúma. A primeira formatura ocorreu no dia 23 de dezembro de 2010, dos formandos do curso FIC de pedreiro e eletricista. As primeiras turmas de integrado inciaram em 2012. 

Atualmente, o Câmpus Criciúma do IFSC oferece os cursos técnicos de Edificações, Mecatrônica e Química, integrados ao Ensino Médio; os cursos técnicos de Eletrotécnica e Edificações, subsequentes ao Ensino Médio; o curso técnico em Meio Ambiente, concomitante ao Ensino Médio; e os cursos superiores de Licenciatura em Química, Engenharia Civil e Engenharia Mecatrônica, além de diversos cursos de qualificação profissional oferecidos em parceria com prefeituras, entidades e universidades.

Voltar ao Topo