Pular para o conteúdo

Notícias

Dia da Consciência Negra: Câmpus Criciúma recebe segunda edição do evento Sankofa

CÂMPUS CRICIÚMA Data de Publicação: 07 nov 2022 13:20 Data de Atualização: 08 nov 2022 17:05

A Comissão para a Diversidade Social e Direitos Humanos do IFSC Câmpus Criciúma realiza, entre os dias 16 e 18 de novembro, a segunda edição do evento Sankofa - Sem esquecer o passado, voa para o futuro. A atividade é alusiva ao Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro.

Nesta edição, o evento Sankofa contará com palestras, mesa temática, mostras de trabalho e apresentação cultural, além de uma reunião geral com representantes de diferentes câmpus do IFSC. A comissão organizadora pede aos participantes que preencham previamente um formulário para orientar e subsidiar o evento.

A programação começa na quarta-feira (16), às 13h30, com uma formação para servidores sobre políticas para a promoção da igualdade racial no contexto da Educação Profissional e Tecnológica. À noite, às 19h, haverá apresentação de trabalhos.

Na quinta-feira, às 13h30, será realizada uma palestra sobre educação para as relações étnico-racias e a Rede Federal de Educação Tecnológica, com as presenças dos professores André Luis Pereira (IFSul Pelotas) e Alex Sander da Silva (UNESC). Haverá mais uma sessão de apresentações de trabalhos e uma mesa, às 18h45, sobre educação para as relações Étnico-Raciais.

O evento se encerra na sexta (18), às 14h, com uma plenária geral que vai avaliar e planejar ações voltadas aos Direitos Humanos e as Relações Étnico-Raciaisa no âmbito do Câmpus.

Educação para as relações étnico-raciais

O Dia da Consciência Negra foi incorporado ao calendário escolar brasileiro em 2003, mas instituído oficialmente, no âmbito nacional, com a aprovação da lei 12.519/2011. O 20 de novembro é considerado o dia da morte do líder negro Zumbi dos Palmares, em 1695. A data é feriado em centenas de cidades brasileiras.

Na educação, a discussão sobre as questões étcnico-raciais ganhou força com a aprovação das Leis 10.639/03 e 11.645/08, que instituíram a obrigatoriedade do ensino sobre a História e a Cultura Afro-brasileira e Africana nas escolas de ensino fundamental e médio.

“Assim como na edição anterior, o Sankofa trará como uma das suas problematizações, alicerçadas pelas leis 10.639/03 e 11.645/08, que a temática das relações étnico-raciais deve acontecer em todos os meses do ano, na busca por atingirmos a igualdade entre as raças. O evento, que contará com atividades presenciais, envolverá professores, técnicos administrativos em educação, estudantes da educação básica e superior e os núcleos de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas do IFSC e do Câmpus Criciúma”, explica a professora Sabrina Paz.

O Sankofa tem como objetivos intensificar as discussões didático-pedagógicas a respeito da história e cultura afro-brasileira, estabelecer parceria com as outras redes de educação na realização de atividades sobre educação para as relações étnico-raciais e promover a interação dos discentes e servidores do IFSC com a comunidade local externa e com movimentos sociais.

Confira a programação completa

16/11 (quarta)
13h30: Formação para servidores: Políticas para a promoção da igualdade racial no contexto da EPT 
19h: Mostra de trabalhos

17/11 (quinta)
13h30: Palestra: A educação para as relações Étnico-racias e a Rede Federal de Educação Tecnológica: um diálogo necessário
16h: Mostra de trabalhos
18h45: Mesa temática: Educação para as relações Étnico-Raciais

18/11 (sexta)
14h: Plenária

CÂMPUS CRICIÚMA EVENTOS

Nó: liferay-ce-prod03

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.