Pular para o conteúdo

Notícias

IFSC produz 10 mil máscaras para entrega à população em Jaraguá do Sul

EXTENSÃO Data de Publicação: 15 mai 2020 14:22 Data de Atualização: 15 mai 2020 14:28

Com o objetivo de contribuir no combate à Covid-19, o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) distribuirá gratuitamente aproximadamente dez mil máscaras de tecido para trabalhadores e estudantes de Jaraguá do Sul. A iniciativa segue as recomendações do Ministério da Saúde, que desde abril passou a incentivar o uso de máscaras caseiras como forma de diminuir a disseminação do coronavírus. Até o momento, quase 500 máscaras já foram entregues.

Segundo a coordenadora do projeto e professora da área de Modelagem do Vestuário no IFSC, Ariela Porto Fabricio, o objetivo é fornecer tanto proteção quanto informações para a comunidade. “Queremos ir além da entrega das máscaras. Por isso temos também uma parceria com a ONG ‘Dr. Sementinhas’, que vai realizar ações lúdicas em hospitais, nas redes sociais e até em alguns bairros da cidade sobre o uso da máscara e a higiene nesse contexto de pandemia”, destaca.

Fazem parte do projeto tanto docentes quanto técnicos-administrativos dos câmpus Jaraguá do Sul-Centro e Jaraguá do Sul-Rau. Considerando também a rede de voluntários envolvida na iniciativa, cerca de 40 pessoas compõem a equipe.

A primeira entrega de máscaras ocorreu para servidores dos dois câmpus do IFSC no dia 27 de abril, quando parte dos servidores das duas unidades do Instituto recebeu a vacina contra a gripe. Além da vacina, cada servidor recebeu um kit com duas máscaras tamanho adulto e um folheto de orientações. Os servidores com filhos também receberam máscaras infantis.

Já nesta quarta-feira (13), os bombeiros voluntários de Jaraguá do Sul receberam o segundo lote de máscaras produzido pelo IFSC. A próxima entrega, conforme a programação da equipe, está prevista para ocorrer nesta sexta-feira (15) e será destinada aos profissionais e frequentadores da Associação dos Amigos do Autista (AMA).

Sobre as máscaras

As máscaras caseiras recomendadas pelo Ministério da Saúde para uso da população devem ser confeccionadas com tecidos de algodão e dupla camada (dupla face). “Isso é importante porque os tecidos de algodão possuem trama mais fechada, ou seja, diminuem a passagem de gotículas que podem vir a estar contaminadas. Por isso é importante que as máscaras sempre cubram a boca e o nariz”, explica.
 
Parcerias

Dr. Sementinhas – A ONG já era parceira do IFSC em projetos anteriores e, nesta iniciativa, tem um papel voltado principalmente à conscientização da população. Antes da pandemia, o grupo de voluntários realizava apresentações para levar alegria a crianças internadas. Agora, o grupo auxiliará na divulgação de informações – principalmente pela internet –, nas etapas de confecção das máscaras e na distribuição dos kits produzidos pelo IFSC.

Cafofo Amei – Empresa ligada ao reaproveitamento de resíduos têxteis e que já tinha contato com o IFSC por meio de iniciativas anteriores. Neste projeto, o principal papel da organização é auxiliar no reaproveitamento de tecidos, que muitas vezes são descartados por indústrias da região. “A ‘Cafofo’ já recebe muitas doações de tecidos e está repassando uma parte para a confecção das máscaras, além de contribuir também nas etapas de confecção”, conta Ariela.

Peça máscaras para a sua entidade

O grupo de trabalho envolvido no projeto ainda possui disponibilidade para receber pedidos de entidades e instituições que precisem de máscaras caseiras. Para entrar em contato com a equipe e conversar sobre a possibilidade de agendar uma entrega, envie um e-mail para ariela.porto@ifsc.edu.br.

A iniciativa coordenada pela professora Ariela tem duração prevista até dezembro deste ano e é fomentada no IFSC por meio de recursos destinados especificamente a projetos de extensão voltados ao combate da Covid-19.

EXTENSÃO CÂMPUS JARAGUÁ DO SUL-RAU CÂMPUS JARAGUÁ DO SUL-CENTRO