Pular para o conteúdo

Notícias

Inscrições abertas para o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem)

GOVERNO FEDERAL Data de Publicação: 06 mai 2019 09:19 Data de Atualização: 06 mai 2019 09:37
Inscrições abertas para o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem)

Inicia nesta segunda-feira (6) e encerra em 17 de maio o prazo de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os candidatos devem fazer o cadastro no site oficial da prova. Neste ano, a taxa de inscrição custa R$ 85 e deve ser paga até 23 de maio, em agências bancárias, casas lotéricas e correios. O Ministério da Educação (MEC) salienta que mesmo aqueles estudantes que obtiveram a isenção da taxa devem se inscrever no Enem.

O sistema do Enem permite, até o dia 17 de maio, que o candidato atualize dados de contato, troque o município onde fará o exame, mude a opção de Língua Estrangeira e altere o atendimento especializado e/ou específico. Para os candidatos que precisam dessa atenção diferenciada, como pessoas com deficiência (surdos, deficientes auditivos e surdocegos devem informar se usam aparelho auditivo ou implante coclear) ou lactantes, a solicitação deve ser feita também até essa data. Após, nenhuma informação pode ser alterada. Entre 20 e 24 de maio, será possível fazer a solicitação de atendimento pelo nome social - caso o participante transexual prefira não ser chamado pelo nome do registro civil.

Provas

As provas serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro. O cronograma completo e todas as informações necessárias estão disponíveis no site do Enem e no aplicativo do Enem. No primeiro dia, com duração de 5h30, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias. No segundo domingo, com duração de 5h, em 10 de novembro, será a vez das questões de ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias.

O Enem avalia o desempenho do estudante e viabiliza o acesso à Educação Superior, por meio do Sisu, Prouni e Instituições Portuguesas – e a financiamento e apoio estudantil, via Fies. Os dados do Enem também permitem autoavaliação do estudante no desenvolvimento de estudos e indicadores educacionais.

GOVERNO FEDERAL