Pular para o conteúdo

Notícias

IFSC e UFSC produzem em Araranguá protetores faciais para enfrentamento ao coronavírus

CÂMPUS ARARANGUÁ Data de Publicação: 30 mar 2020 23:12 Data de Atualização: 06 abr 2020 14:23

O Câmpus Araranguá do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) está participando da mobilização nacional de produção de materiais para o enfrentamento da epidemia do novo coronavírus. Desde terça (24), estão sendo produzidas dezenas de protetores faciais não descartáveis (também conhecidos como face shields) para a utilização pelos profissionais de saúde que atuam em Araranguá.

No Câmpus Araranguá do IFSC, o trabalho é liderado pelo professor da área de eletroeletrônica, Werther Serralheiro, em parceria com professores do Câmpus Araranguá da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Os protetores faciais são produzidos de acordo com o modelo em código aberto disponibilizado pela empresa Prusa, que vem sendo adotado por universidades e institutos federais em todo o Brasil. Em quatro impressoras 3D, três da UFSC e uma do IFSC, são criados os suportes para as viseiras de lâmina de acetato. Elas são afixadas no suporte por fitas elásticas. Todos os materiais estão sendo reunidos através de doação e as lâminas são cortadas a laser por uma empresa de Araranguá, voluntariamente. As máscaras são montadas no Laboratório de Química do Câmpus Araranguá e, após prontas, são higienizadas e embaladas para entrega.

“Há uma rede de pesquisadores e makers no Brasil e também no mundo todo, que tem como proposta a fabricação destas máscaras localmente. É uma rede, a gente faz localmente, mas se comunica mundialmente”, explica o professor Werther.

Desde o começo da produção até a última segunda-feira (30), haviam sido produzidos 72 protetores faciais. Eles foram doados ao Comitê de Enfrentamento e Combate à Epidemia da Covid-19 de Araranguá e já estão em uso no centro de triagem montado pela prefeitura no Santuário Nossa Senhora Mãe dos Homens.

O grupo aceita doações de insumos para a produção de mais máscaras. São necessários rolos de filamentos para as impressoras (PLA 1.75mm) e lâminas de acetato cristal 050. O contato deve ser feito pelo e-mail saude.ararangua@contato.ufsc.br.

De acordo com Nota Técnica publicada pela Anvisa no dia 21 de março, os protetores faciais, que cobrem a frente e os lados do rosto, devem ser usadas por profissionais de saúde e profissionais de apoio, acompanhadas das máscaras cirúrgicas.

Pela UFSC Araranguá, fazem parte o professor do Departamento de Energia e Sustentabilidade, Luciano Lopes Pfitscher, o estudante Alef Julio Schaefer Cerutti, do curso de Engenharia de Energia, e os professores Luciana Bolan Frigo e Jim Lau, do Departamento de Computação. No Câmpus Araranguá, o chefe do Departamento de Ensino, Pesquisa e Extensão (Depe), Adriano Antunes Rodrigues, atua no apoio logístico ao trabalho.

CÂMPUS ARARANGUÁ INOVAÇÃO