Pular para o conteúdo

Notícias

Estudantes de Engenharia Civil constroem brinquedos para escola infantil de Criciúma

EXTENSÃO Data de Publicação: 20 abr 2022 09:56 Data de Atualização: 20 abr 2022 10:26

Estudantes de Engenharia Civil do Câmpus Criciúma do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) estão construindo brinquedos com pneus e madeira que serão instalados em uma escola infantil municipal. A ação procura desenvolver atividades de extensão dentro das unidades curriculares do curso, dentro do processo de “curricularização da extensão” que ocorre nos cursos de graduação do IFSC.

Veja também: Projeto do IFSC transforma resíduos da construção em blocos para pavimentação de escola

O trabalho está sendo feito pelos alunos da nona fase, na disciplina de Práticas Construtivas, sob coordenação dos professores Anderson Muller e Natassia Bilesimo. Os brinquedos foram finalizados nesta terça-feira (19) e serão instalados no dia 30 de abril no Centro de Educação Infantil Municipal Demboski, em Criciúma, vizinho ao Câmpus.

A ideia de construir os brinquedos surgiu após uma conversa com a direção da escola, que apresentou demandas de melhorias. “A diretora nos acolheu super bem e trouxe várias ideias”, relata o professor Anderson. “A gente escolheu e adequou alguns projetos viáveis para que pudéssemos executar dentro do horário de aula, de uma maneira que a gente conseguiria começar e terminar”, explica.

Os brinquedos são voltados para crianças entre 1 e 4 anos de idade. Os materiais, equipamentos, madeiras e parte das tintas são oriundos do próprio IFSC. A outra parte dos pigmentos e pneus que estão sendo usados vêm de doações.

Para a professora Natassia, além da importância da aplicação do conhecimento na comunidade, a atividade permite aos estudantes desenvolverem habilidades importantes para o futuro profissional.

“Percebi que os alunos precisam vivenciar uma experiência que faça eles colocarem a mão na massa para construírem suas próprias noções em relação ao trabalho”, avalia. “Além disso, é uma atividade que ensina aos alunos como manipular os materiais e utilizar diferentes equipamentos, isso é muito importante para a profissão”.

Além da instalação dos brinquedos no parque infantil, os alunos do IFSC também farão algumas melhorias no pátio. Uma das ações previstas é a pintura do muro, que receberá um novo colorido. 

Diretora da escola, a professora Raquel Candinho Chaucoski comemora a parceria com o IFSC. “Nosso CEIM foi ampliado no ano de 2020, mas o parque está precisando de uma pintura. Então, o pessoal do IFSC veio aqui, fez uma análise sobre o que precisa melhorar. A partir dessa visão, nós acertamos a parceria com o IFSC para oferecer a mão de obra. Nós entramos com alguns materiais”, detalha. “Sozinho a gente não faz nada. O IFSC se tornou um belo parceiro”, conclui Raquel.

Curricularização da Extensão

O processo de curricularização da extensão segue uma resolução de 2018 do Conselho Nacional de Educação (CNE), que definiu que 10% da carga horária total dos cursos de graduação deve ser dedicada a atividades de extensão, com previsão nos projetos pedagógicos dos cursos. No IFSC, essa discussão ocorre desde 2015. Curricularizar a Extensão significa tornar as ações de Extensão parte integrante dos currículos dos cursos, e não apenas uma atividade opcional ou complementar para os estudantes. 

Saiba mais: Curricularização da Extensão

EXTENSÃO CÂMPUS CRICIÚMA

Nó: liferay-ce-prod01

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.